Submissões Recentes

Item
Qual a relação entre estilo de liderança – transacional, transformacional – e engajamento com o trabalho?
(2024-03-07) Lima, Wilson Feliciano
O presente trabalho aplicado tem como objetivo prioritário compreender os principais fatores que influenciam o nível de engajamento dos profissionais. Esses fatores que impactam no engajamento terão como base os estilos de liderança transacional e transformacional. Para atingir o objetivo proposto, com base em referencial teórico sobre engajamento no trabalho e liderança, foi realizada uma pesquisa quantitativa, com 150 pessoas, cujo perfil da amostra será detalhada na seção de procedimentos metodológicos. No âmbito metodológico, como citado anteriormente, o trabalho utiliza uma abordagem quantitativa, a coleta de dados foi feita através de preenchimento de formulário eletrônico “google forms”, com link para preenchimento da pesquisa distribuído diretamente pelo whatsapp, priorizando pessoas que ocupam cargos táticos e estratégicos, tendo ficado disponível para preenchimento de 25 de setembro a 24 de outubro de 2023, ao explorar a interseção entre os constructos liderança e engajamento, este estudo buscou oferecer uma compreensão abrangente dessas correlações, contribuindo com novas análises no âmbito acadêmico, além disso, no âmbito empresarial, contribuir com sugestões de ações para desenvolvimento de lideranças. Quanto aos resultados alcançados nesta pesquisa, observa-se que os estilos de liderança transacional e transformacional demonstram impactos favoráveis nos níveis de engajamento, entretanto sob perspectivas distintas.
Item
A liderança transformacional no contexto de equipes virtuais: transformando e aplicando a e-liderança no serviço público federal
(2024-04-08) Ferreira, Rômulo Cardoso
Objetivo – O principal objetivo foi identificar as dificuldades e implicações da Liderança Transformacional no serviço público federal, ambientada numa realidade de equipes virtuais, o que leva à adoção da Liderança Virtual como forma de gerenciamento organizacional. Metodologia – Pesquisa qualitativa, de natureza exploratória. A coleta de dados baseou-se em entrevistas semiestruturadas, seguindo um Roteiro de Perguntas previamente elaborado. Os dados serão tratados mediante a técnica da análise de conteúdo. Resultados – A teoria da Liderança Transformacional continua tendo seu espaço no âmbito da Administração Pública Federal, mesmo inserida num contexto de equipes virtuais. Porém, os achados desta pesquisa sinalizam a necessidade do Líder adaptar os moldes da citada teoria à realidade do trabalho virtual, exigindo mudança de postura. A aplicação desse estilo de Liderança no serviço público pode ser transformadora, tanto para Líderes quanto para Liderados, quando exercida sob a ótica das boas práticas da e-Liderança. Limitações – A utilização de entrevistas como método de coleta de dados pode, talvez, enviesar as respostas, notadamente pelo fato de o entrevistador fazer parte do mesmo corpo funcional dos participantes; ou porque nem todos os entrevistados têm a mesma desenvoltura quando da participação em atos dessa natureza. Aplicabilidade do trabalho – Os resultados desta pesquisa podem trazer percepções importantes aos Gestores no âmbito do serviço público, pois tais achados foram extraídos da própria realidade da Administração Pública. Aspectos sobre Liderança em contexto virtual estão atualmente em aplicação, pois os Programas de Gestão e Desempenho (na modalidade de teletrabalho) foram regularmente instituídos no âmbito do Governo Federal.
Item
Sistema de amortização no regime de juros simples: comparação entre duas proposições no caso de prestações constantes
(Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV) Faro, Clovis de; Lachtermacher, Gerson
Este artigo tem por finalidade comparar as metodologias para sistemas amortização com prestações constantes (sistema francês), em juros simples, desenvolvidos no Brasil (Forger e Lachtermacher& de Faro) e na Italia (Mari & Aretusi e Annibali et al.). Este trabalho considera as datas focais no início e final do financiamento. Em todos os casos as metodologias se mostraram financeiramente consistentes. Ao final do trabalho um estudo sobre possíveis ganhos fiscais para as empresas financiadoras são realizados.
Item
Utilização do instrumento de garantia Fundo Garantidor para Investimentos (FGI) como mecanismo anticíclico na pandemia de Corona Vírus para evitar a crise de crédito para pequenas e médias empresas.
(2023-12-27) Cruz, Rodrigo Melo e Silva de Oliveira e
Este trabalho tem por objetivo apresentar como o Peac-FGI foi utilizado como ferramenta para minimizar os impactos da pandemia de Covid-19 no acesso ao crédito das pequenas e médias empresas (PME). As PME são responsáveis por grande parte dos postos de trabalho formais no Brasil, por esse motivo, o impacto dessa iniciativa pode ter efeito multiplicador no bem-estar social de milhões de brasileiros. A metodologia utilizada foi de estudo de caso único feito por meio de análise qualitativa dos impactos do Programa de Garantia no estoque de crédito para o público-alvo de PME. Durante a análise, foi possível identificar que mais de 52% do crédito contratado por PME no segundo semestre de 2020 foi contratado com garantia do programa, mais de 99% do crédito foi originado com recursos próprios dos bancos e com taxas menores que historicamente ofertam. Dessa forma, o Programa alcançou seus objetivos e se apresenta como uma oportunidade para ampliar o acesso ao crédito de MPME em momentos de crise ou não com Fundos Garantidores. Cabe ressaltar que programas de garantia onde não há cobrança de encargo dessa natureza podem gerar o over colateral, quando a empresa precisa oferecer mais garantias do que o valor da dívida. Esse risco pode afetar a concessão de crédito os demais segmentos da sociedade que não são elegíveis ao programa. Toda gratuidade oferecida pelo governo distorce o mercado. Ao apresentar os desafios enfrentados pelo Administrador do Fundo e os resultados alcançados pelo Programa, essa dissertação pretende trazer luz para uma ferramenta que pode ser utilizada no Brasil para enfrentar um problema mundial que é a dificuldade de acesso ao crédito para MPME por falta de garantias reais. Dessa forma, o estudo de caso documenta uma iniciativa que foi implementada num período de elevada incerteza macroeconômica e contribui para discussão do papel do Governo no apoio às MPME.
Item
Webinar | Aspectos gerais da nova Lei de Licitações e a etapa preparatória do certame
(2021)
A nova Lei de Licitações e Contratos, Lei nº 14.133/2021, foi sancionada no último dia 01/04/2021 e já se encontra em vigor, podendo ser utilizada pelos órgãos e entidades da administração pública das três esferas da federação. Com um olhar atento à modernização da legislação de licitações e contratos, a FGV Conhecimento promoverá uma série de encontros virtuais sobre a nova lei, reunindo autoridades e especialistas na área, com o objetivo de não apenas apresentar as inovações da lei, mas também de debater os pontos fortes e fracos do texto legal. O primeiro webinar, “Aspectos gerais da nova Lei de Licitações e a etapa preparatória do certame”, no dia 25/06/2021, das 9h às 12h30, irá debater os aspectos gerais da lei, as regras de transição, as hipóteses de dispensa e inexigibilidade de licitação, além de detalhar a etapa preparatória do certame licitatório.