FGV EESP - MPE: Dissertações, Mestrado Profissional em Economia

Dissertações apresentadas e aprovadas do curso de Mestrado Profissional em Economia da Escola de Economia de São Paulo.

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 1182
  • Item
    A study on the institutional context and dynamics surrounding the emergence of SARS-CoV-2
    (2024-02-27) Montgomery, Richard Murdoch
    This dissertation presents an in-depth analysis of the institutional context and dynamics surrounding the emergence of SARS-CoV-2, the virus responsible for the COVID-19 pandemic. Focusing on the case of Brazil, the study employs a multi-disciplinary approach that integrates mathematical economics, epidemiology, and public health policy analysis. Key aspects include examining the initial outbreak in Wuhan, the virus's rapid global spread, and the specific impacts and responses in Brazil. The research employs mathematical models to understand the dynamics of virus transmission, the effectiveness of various public health interventions, and the socioeconomic consequences of the pandemic. Special attention is given to Brazil's vaccination campaigns and their role in pandemic control. The findings offer valuable insights into the complexities of managing a public health crisis in a socio-economically diverse country like Brazil and underscore the importance of timely and coordinated responses to global health emergencies.
  • Item
    Volatility spillover between crude oil and Brazilian biodiesel feedstock
    (2024-02-20) Oliveira, Otávio Rodrigues Hermogenes de
    Brazil has emerged as a significant producer of biodiesel in the past decade, resulting in a fundamental transformation of vegetable oil consumption. More specifically, soybean oil, which represents about 80% of the country’s annual vegetable oil production, has experienced a notable transition from being primarily utilized for food consumption to being utilized as fuel, accounting for nearly half of its usage. This development carries implications for the potential impact of energy sector volatility on the food industry. Studies have shown that the prices of vegetable oil in the United States and Europe have become cointegrated to crude oil prices. However, there is limited understanding regarding the Brazilian market and the extent to which volatility spills over between the two sectors. In this article, we measure volatility spillover between international crude oil market and Brazilian biodiesel feedstock. We account for structural variations in data by splitting our weekly returns in two: from May 2000 to December 2007 and from January 2008 to December 2022. We find no evidence of volatility spillover prior 2008, but we evidence of volatility spilling over from crude oil to soybean oil after 2008.
  • Item
    Volatilidade do fluxo de caixa e valor empresarial no Brasil: uma análise comparativa pré e pós-divulgação obrigatória (2004-2022)
    (2024) Bianchi, Giovanni Marciani
    Este estudo investiga a ligação entre a gestão de riscos e a valorização de empresas brasileiras não financeiras listadas na B3, no período de 2004 a 2022. Focando na volatilidade do fluxo de caixa por ação e do lucro líquido por ação como indicadores da gestão de riscos, o estudo demonstra uma correlação estatisticamente relevante entre a volatilidade do fluxo de caixa e o valor das empresas após 2008. Essa conclusão sugere uma mudança na forma como o mercado financeiro brasileiro avalia as empresas, destacando assim a importância de uma gestão eficaz dos riscos. Contribuindo para o conhecimento existente, este trabalho oferece perspectivas valiosas para acadêmicos e profissionais ao ressaltar o desenvolvimento das práticas de gerenciamento de riscos e seu impacto na avaliação empresarial.
  • Item
    Investindo no futuro: o papel da performance ESG no custo de capital próprio das empresas brasileiras
    (2024-02-09) Olavio, Lucas Rosa
    O conceito ESG, abrangendo aspectos Ambiental, Social e Governança, ganhou impulso nos últimos tempos devido à importância atribuída pelas empresas que adotaram esse conceito e aos investidores que estão cada vez mais buscando essas empresas para alocar seus investimentos. Dada essa crescente relevância, o objetivo principal deste estudo é compreender a relação entre a performance ESG e o custo de capital próprio exibido pelas empresas listadas na B3 (Brasil, Bolsa e Balcão). Para esta investigação, foram empregados dados ESG obtidos da Bloomberg relativos a um total de 159 empresas. Para avaliar o custo de capital, foram utilizadas várias medidas, incluindo Beta (CAPM), ROJ (Ohlson e Juetter), RMP EG (Easton) e a média (ROJ e RMP EG) durante o período de 2010 a 2022. Os dados são organizados em painéis e os modelos são lineares com efeitos fixos na indústria e no tempo, com ou sem variáveis de controle. Foi observada uma correlação negativa estatisticamente significativa entre o desempenho do ESG e o custo de capital próprio. O aprimoramento na classificação ESG pode potencialmente reduzir o custo de capital próprio direta e indiretamente, por meio da redução do risco de mercado.
  • Item
    The effects of corruption on healthcare outcomes of Brazilian municipalities
    (2024) Oldani, Frederico de Aguiar
    This paper investigates the impact of the Controladoria Geral da União (CGU) anti-corruption audit program on healthcare outcomes in Brazilian municipalities. Employing a Poisson QMLE staggered difference-in-differences (Diff-in-Diff) approach, the study analyzes CGU audit data from 2006 to 2018 to establish a causal relationship between the audits and healthcare indicators. The results reveal that CGU audits significantly reduce fetal deaths in municipalities with higher poverty rates, illustrating the vulnerability of poorer populations to compromised public services due to corruption. Conversely, in areas with lower poverty, CGU audits are associated with lower birth rates. Both effects are more pronounced in municipalities with serious corruption findings, indicating a link between higher corruption levels and more adverse health outcomes. While acknowledging some of the critiques regarding the program's high costs and limited effectiveness, this work highlights the potential positive impacts on health outcomes associated with anti-corruption programs. It contributes to the literature by establishing a causal link between corruption and health outcomes and proposing an alternative Diff-in-Diff methodology that combines a quasiPoisson regression with the Sun & Abraham interaction, which is more appropriate than traditional OLS regression in the presence of count data and heterogeneous treatment effects.
  • Item
    Efeito de choque de demanda sobre bens duráveis versus não duráveis: a crise da COVID-19
    (2024) Rossi, Leonardo Stelzer
    Em meio à complexidade econômica que entrelaça as últimas décadas, a pandemia da COVID-19 emerge como um catalisador singular de desafios, intensificando fissuras em alguns setores produtivos. Este estudo, centrado no faturamento da produção industrial paulista, visa aprofundar a análise das implicações do choque de demanda nos segmentos de bens duráveis e não duráveis durante a crise. Com os setores de carnes e automotivo como grupos de controle e tratamento, respectivamente, e utilizando a metodologia de Diferenças em Diferenças, os resultados preliminares indicam resiliência no setor de alimentos e uma queda relativa da ordem de mais de 60% no faturamento das empresas do setor automotivo seguida de uma recuperação expressiva em cerca de três meses aos níveis de normalidade. A análise conjunta destes resultados corrobora que a magnitude relativa da queda no setor de bens duráveis analisado em relação ao setor de bens essenciais foi notavelmente expressiva, alinhando-se com padrões históricos de crises anteriores.
  • Item
    Previsão do consumo de cimento no Brasil: o poder da média das previsões
    (2023-12-19) Pechio, Adriano Luiz
    Esse trabalho tem como objetivo construir modelos de previsão para o consumo de cimento no Brasil e comparar seus desempenhos. Foram desenvolvidos modelos com dados do consumo de cimento em formato agregado e desagregado. Para dados agregados foi utilizado a série de consumo de cimento anual. Para dados desagregados, a desagregação foi por região brasileira e por mês. As técnicas de previsão utilizadas foram ARIMA (modelo autorregressivo integrado de médias móveis), SARIMA (modelo autorregressivo integrado de médias móveis com sazonalidade), PROPHET, PASSEIO ALEATÓRIO, VAR (vetores autorregressivos), VEC (vetores de correção de erros) e PREVISÃO POR CONJUNTO. As previsões foram realizadas para um horizonte de 15 anos, com início em 2008. A comparação da performance entre os modelos foi realizada utilizando os métodos MSE (erro médio quadrático), MAE (erro médio absoluto) e RMSE (raiz do erro quadrático médio) e o procedimento estatístico conhecido como MCS (Model Confidence Set). Os resultados em ambas as medidas de desempenho evidenciaram melhor performance para os modelos de previsão por conjunto. Os modelos ARIMA também alcançaram bom desempenho, principalmente os que utilizaram dados desagregados. Os métodos VAR e VEC apresentaram desempenho inferior aos demais, porém quando incorporados nos modelos de previsão por conjunto contribuíram positivamente para o aumento da performance. O melhor desempenho foi alcançado com o modelo de previsão por conjunto construído através da média simples das projeções de todos os modelos.
  • Item
    Medidas de risco aplicadas a ativos brasileiros: avaliação em três períodos de crise
    (2024-02-03) Araújo, César de Souza
    Duas das principais medidas de risco de mercado de ativos financeiros são o Value at Risk e o Expected Shortfall. O objetivo deste trabalho é avaliar, por meio de métodos de backtesting, qual deles tem a melhor capacidade de prever as perdas de ativos financeiros durante três períodos de crise financeira no Brasil: a crise financeira global de 2008, a crise política e econômica doméstica de 2014 a 2016 e a pandemia de Covid-19. Para isto, selecionamos um conjunto de ativos que representam alguns dos mais negociados por instituições financeiras brasileiras: Ibovespa, taxa de câmbio real/dólar, taxa de juros pré-fixada, taxa indexada ao IPCA e cupom cambial. Calculamos o VaR e o ES para cada um dos ativos e para uma carteira hipotética contendo todos eles. Calculamos ambas as medidas pelo método paramétrico normal (que assume a distribuição normal dos retornos dos ativos) e pelo método histórico (que utiliza a distribuição empírica dos retornos). Os resultados mostram que ambas as medidas tiveram desempenho pouco satisfatório, com desvantagem do ES. O desempenho do método histórico é melhor do que do paramétrico.
  • Item
    O crescimento da banda larga e atividade econômica no Brasil
    (2023-12-19) Silva, Gabriel Fiuza Borba
    Nós analisamos o impacto do investimento em banda larga no crescimento econômico brasileiro. Utilizando a metodologia Diferenças-em-Diferenças (DiD) para tempos de tratamento escalonados, o estudo aplica o estimador de Callaway e Sant'anna (2020) para mensurar o efeito do investimento em banda larga nas regiões tratadas. Os resultados mostram valores positivos e significativos do ATT em todos os cenários. Análises de sensibilidade baseadas na metodologia de Rambachan e Roth (2023) testam a robustez dessas estimativas, considerando potenciais violações da premissa de tendências paralelas. O estudo reforça a importância da banda larga na atividade econômica brasileira, além de auxiliar na definição de políticas públicas e no planejamento de investimentos em infraestrutura digital.
  • Item
    Aplicando aprendizado por máquina na seleção de fundos de ações brasileiros
    (2023-12-18) Sterenfeld, David
    Este estudo visa determinar se algoritmos de aprendizado por máquina podem, com base em informações públicas acessíveis ao investidor, identificar fundos de ações brasileiros com desempenho superior. Esta linha de pesquisa é importante porque diversos estudos indicam dificuldade em utilizar características individuais ou métodos lineares no âmbito de seleção de fundos. Treinamos um modelo para prever, trimestralmente, três métricas úteis para a seleção de fundos: retorno, razão retorno-risco e retorno anormal. Utilizamos o algoritmo de floresta aleatória para prever o desempenho de fundos de ações brasileiros entre 2010 a 2022, construindo portfólios sintéticos a partir dessas previsões. A seleção de fundos baseada em previsões de retorno anormal supera as que utilizam previsões de retorno ou da relação retorno-risco. A análise revela que o modelo baseado em retorno anormal pode ser eficaz para filtrar os fundos de pior desempenho: um portfólio composto pelos fundos com o menor desempenho esperado apresenta um alfa mensal de -0,6%, estatisticamente significativo. O modelo é eficaz em selecionar fundos e montar uma estratégia que supera o IBrX-100 na avaliação empírica. No entanto, esse portfólio sintético não apresenta alfa positivo. Ademais, ao comparar com modelos alternativos, observamos um ganho ao empregar um modelo não linear em detrimento de um linear, mas a diferenças entre os resultados dos modelos não lineares testados é economicamente pequena.
  • Item
    Dinâmica da eficiência bancária brasileira de 2002 a 2021
    (2023-12-01) Vieira, Cristian Luiz
    O presente estudo estima a eficiência bancária tanto de maneira geral como segmentada (Varejo e Atacado) bem como sua dinâmica temporal. Os resultados desse estudo permitiram identificar variáveis macroeconômicas relevantes para eficiência, bem como analisar o desempenho de eficiência em períodos recessivos. Os resultados indicam uma heterogeneidade de variáveis relevantes para cada banco, e portanto para cada segmentação, bem como diferentes reações de eficiência em períodos de recessão econômica. Esses resultados permitem o desenvolvimento de outras pesquisas nessa temática e também são pioneiras para o caso brasileiro, até onde os autores tem conhecimento.
  • Item
    Efeitos do crédito direcionado do BNDES no setor de frigoríficos brasileiro
    (2023-11) Carter, Guilherme Carlini
    Esta dissertação estuda qual foi o impacto do crédito do BNDES na concentração de mercado no setor de frigoríficos. Para realizar esta investigação, utilizou-se o índice Herfindahl– Hirschman (HHI) como medição da taxa de concentração do setor no período de 2006 até 2022. Além disso, foi aplicada a metodologia de Bai e Perron (1998) para analisar as quebras estruturais nas séries temporais neste mesmo período, e assim identificar em quais anos ocorreram tais mudanças. Por fim, foi aplicada análise de regressão com dados em painel para compreender o efeito do financiamento no crescimento das empresas ao longo do tempo. Os resultados sugerem que a política de financiamento subsidiado do BNDES para o setor de frigoríficos no Brasil aponta para uma maior concentração da indústria. Esse aumento de concentração e crescimento das empresas é observado especialmente durante os anos da gestão de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, quando o BNDES teve um maior protagonismo ao desembolsar um volume significativo de capital para as empresas analisadas neste trabalho.
  • Item
    Otimização do IRRBB segundo o modelo padrão Bacen via algoritmos genéticos
    (2023-10-03) Silva, Robson Razera da
    O gerenciamento do risco de taxa de juros da carteira bancária (IRRBB) é um tema central da administração dos ativos e passivos das instituições financeiras. Diversas técnicas foram desenvolvidas e estão disponíveis na literatuta atual. O Comitê de Basiléia define as métricas e regras gerais a serem adotas para a mensuração, controle e divulgação de tal risco. No Brasil, as normas são estabelecidas na resolução N◦ 3.876 de 2018 e definem as medidas de variação do valor econômico (∆EV E) e variação do resultado das intermediações financeiras (∆NII) como as métricas a serem adotadas para a manutenção de capital regulatório para o IRRBB da instituição. Este estudo tem como objetivo propor uma estrutura para minimizar o IRRBB através do uso de algorítimos genéticos. Como resultado da aplicação, minimizamos o risco de um carteira teórica com três diferentes funções e comparamos seus comportamentos em diferentes períodos da curva de juros.
  • Item
    O mercado de securitização no Brasil para firmas não financeiras
    (2023-10) San Felippe, Adner Levy
    O mercado de securitização no Brasil foi estabelecido em 2001 com a introdução dos Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDCs), desempenhando um papel crucial na expansão das opções de financiamento disponíveis para empresas com diversos níveis de risco. Os FIDCs atraíram interesse crescente tanto de empresas quanto de investidores, permitindo que as empresas separassem ativos de menor risco de seus balanços e os utilizassem como fonte de financiamento. Isso potencialmente ampliou o acesso ao financiamento para empresas de maior risco, atraindo um número crescente de investidores interessados nesse tipo de crédito. No entanto, surge a questão de se empresas de maior risco recorrem mais à securitização. Este estudo investiga se empresas não financeiras com maior risco adotam mais estruturas de securitização, analisando dados de empresas que utilizaram FIDCs no Brasil entre 2005 e 2022. Utilizando um modelo de efeitos fixos e controlando as características financeiras das empresas não financeiras, examinamos o nível total de securitização e a proporção de securitização em relação ao passivo circulante entre empresas classificadas como de alto risco e aquelas não classificadas como tal. Empresas de alto risco são definidas como aquelas acima do quantil 75% na classificação da Standard & Poor’s. Os resultados indicam que há evidências de que empresas não financeiras com maior risco tendem a ter um nível de securitização significativamente maior, com um aumento de 7,49 pontos percentuais. Esse resultado pode ser atribuído à dificuldade das empresas de maior risco em acessar fontes tradicionais de financiamento e à percepção de menor risco associada à securitização por parte dos agentes de mercado. Isso sugere que o perfil de risco de crédito das empresas pode não ser um fator determinante na oferta de securitização e que essa modalidade de financiamento é geralmente considerada de menor risco pelos agentes do mercado.
  • Item
    Avaliando a credibilidade do Banco Central do Brasil: uma abordagem DSGE com alternância de regime (2000-2022)
    (2023-10-16) Schieferdecker, Geizebel Bugs
    Este estudo visa avaliar a credibilidade do Banco Central do Brasil (BCB) ao longo do período de 2000 a 2022, utilizando uma abordagem DSGE (Dynamic Stochastic General Equilibrium) com alternância de regime. O artigo propõe uma nova medida para avaliar o grau de credibilidade do BCB, adaptando a metodologia do trabalho de Debortoli e Lakdawala (2016) para a economia brasileira. Emprega-se um modelo Novo Keynesiano de média escala que incorpora uma tecnologia de compromisso, permitindo ao Banco Central otimizar sua política monetária. No entanto, o modelo também contempla processos de mudança de regime ao longo do tempo, nos quais o Banco Central pode eventualmente reotimizar seus planos anunciados. Esse arcabouço abrange tanto os casos de discricionariedade quanto os de compromisso, bem como situações intermediárias As estimativas rejeitam a hipótese de que o Banco Central do Brasil possua comprometimento total ou discrição pura. Os resultados revelam diversos episódios de reotimização ao longo das últimas duas décadas, além de uma probabilidade significativa da economia estar em um regime de alta volatilidade. Ao contrário das mudanças nas preferências do BCB, que alteram a fronteira da política, os problemas de compromisso ampliam esse trade- off, levando a um aumento da volatilidade tanto no produto quanto na inflação. Os resultados mostram que o uso de regras ganha maior importância quando ocorre um choque de markup salarial e possui menor relevância em face de choques de tecnologia e demanda.
  • Item
    O efeito da liquidez das ações na reserva de caixa das empresas no mercado brasileiro
    (2023) Guedes, Murilo Brito
    Esta dissertação tem como objetivo investigar a relação entre a liquidez das ações e a reserva de caixa nas empresas, analisando como a liquidez afeta a política de reserva de caixa e se essa relação é influenciada por características específicas, como oportunidades de investimento e recompra de ações. Utilizando dados das demonstrações financeiras fornecidas pela Economática, excluímos empresas do setor de serviços financeiros e de utilidade pública da amostra do estudo. Para minimizar os efeitos de valores discrepantes, aplicamos a técnica de winsorização nos 1º e 99º percentis em todas as variáveis. A medida de liquidez das ações foi baseada no impacto do preço de Amihud (2002), multiplicado por 106 para facilitar a interpretação dos resultados. Além disso, foram consideradas várias variáveis de controle, como capital de giro líquido, tamanho da empresa, "Q de Tobin", despesas de capital, dividendos, lucro antes de juros e impostos, alavancagem contábil, despesas de aquisição e emissão de dívida líquida, bem como uma variável indicadora de IPO nos últimos 5 anos. A amostra totalizou 8352 observações de cada ação-tempo. Utilizando um modelo de efeitos fixos, analisamos a relação entre a liquidez das ações e a reserva de caixa, controlando pelas variáveis de controle e considerando os efeitos fixos da indústria e do ano para controle de heterogeneidade não observada. Os resultados mostram que a liquidez das ações está positivamente associada à reserva de caixa, e essa relação é mais pronunciada para empresas com mais oportunidades de investimento. No entanto, quando controlamos os efeitos fixos, o efeito médio da liquidez das ações na reserva de caixa foi reduzido, mas ainda significativo a 1%. Não há heterogeneidade para empresas com alto "Q de Tobin"e/ou alto nível de recompra de ações. Em conclusão, a liquidez das ações é um importante determinante da reserva de caixa nas empresas, e a relação entre elas é influenciada por fatores não observados que variam ao longo do tempo e entre as empresas. Os resultados têm implicações práticas relevantes para a gestão de tesouraria e estratégias de investimento.
  • Item
    Prêmio de risco por tamanho na avaliação de small caps: uma survey com gestores e analistas do mercado brasileiro
    (2023) Saravalle, Marco Antonio Ozeki
    Esta dissertação desenvolve, valida e aplica uma survey com analistas e gestores de carteiras no Brasil, com o objetivo de entender suas percepções quanto ao uso ou não de um prêmio de risco adicional ao de mercado na avaliação de small caps. As respostas, coletadas entre fevereiro e março de 2021, formaram uma amostra de 57 participantes. Na amostra geral, identificou-se que a maioria dos respondentes (77,2%) entende que na avaliação de small caps deve de fato ser incluído um prêmio adicional. A aplicação de regressões logísticas multivariadas revelou que, ceteris paribus, há diferenças estatisticamente significantes entre cargos nas crenças quanto ao uso de prêmio de risco adicional de tamanho. Especificamente, relativo à categoria de referência (analistas sell-side), gestores de recursos são menos propensos a acreditarem que o uso de prêmio adicional é apropriado para avaliar small caps. Não foram encontradas evidências de que experiência em análise ou gestão, nível escolaridade ou especialização da asset em small caps afete a propensão a acreditar que um prêmio adicional ao ERP é adequado na avaliação de small caps. Tais resultados jogam luz sobre as percepções e as práticas de gestores de recursos e de analistas no Brasil, tanto do buy-side quanto do sellside, quanto ao prêmio de risco adicional por tamanho.
  • Item
    Avaliação da efetividade do forward guidance adotado pelo Banco Central do Brasil através de uma análise de fatores
    (2023) Costa, Felipe da Silva
    Desde a Grande Crise Financeira (GCF), políticas monetárias não convencionais vêm sendo adotadas em economias avançadas como forma de potencializar os efeitos expansionistas desejados pelos formuladores de política em um ambiente de taxas de juros persistentemente baixas e próximas ao effective lower bound (ELB). Após o choque provocado pela COVID-19, alguns países emergentes também adotaram medidas não convencionais, dada a expectativa de desaceleração expressiva do ritmo de atividade. A adoção dessas medidas em economias com fragilidades fiscais relevantes, requer considerações adicionais acerca do seu efeito sobre o comportamento de variáveis econômicas e financeiras. No Brasil, após reduzir de maneira significativa a taxa básica de juros, o Banco Central do Brasil (BCB) fez uso de um forward guidance, de forma a sinalizar a manutenção do estímulo monetário extraordinariamente elevado até que se configurasse a convergência das expectativas para as metas em seu horizonte relevante. O objetivo do trabalho é examinar, através da metodologia desenvolvida por Gürkaynak, Sack e Swanson (2004), o impacto do forward guidance adotado pelo BCB sobre a estrutura a termo das taxas de juros, expectativas de inflação, taxa de câmbio e preços de ações, de forma a avaliar em que medida a implementação desse instrumento se mostrou efetiva. Com esse objetivo, isolamos, através de uma análise de fatores, os componentes relacionados à mudança na taxa de curto prazo (fator target), do componente relacionado à comunicação do BCB (fator path). Os resultados indicam que o fator path moveu a curva de juros na direção esperada e foi o mais relevante para explicar seus movimentos no período em que o FG esteve vigente, em que pese sua magnitude não tenha sido particularmente elevada. Além disso, a importância da comunicação para explicar os movimentos da curva de juros se mostrou maior à medida em que ampliamos o prazo de vencimento dos contratos analisados, em linha com o esperado pela teoria.
  • Item
    Designing a systematic market making framework with a statically hedged uncertain volatility model and optimal volatility range
    (2023-07-30) Rodrigues, Victor Pessoa
    This work aims to build a framework that applies the Uncertain Volatility Model alongside Static Hedging to generate competitive markets for European-style options systematically. The framework requires a reference price (Vref ) as an input parameter and then instructs the Market Maker on how to reach this price with the broadest volatility range possible. The equation governing the Uncertain Volatility Model is non-linear, which means that the price of a portfolio of N options is not necessarily a linear combination of the prices of each option present in such portfolio. The reasoning behind the framework is to explore this non-linearity by applying Optimal Static Hedging, that is, adding a set of options to the portfolio that either maximizes or minimizes the price at which the Market Maker can buy or sell the target option - the option requested by the customer. This work also applied Monte Carlo simulations and back-tests to measure the frameworks performance, measuring the frequency and magnitude of its profits. A result is deemed adequate when the volatility range is broad and the obtained price is close to the reference price. In summary, this work produced a framework that, given specific input parameters, instructs the Market Maker on how to optimally allocate a Static Hedging portfolio such that the volatility band is as broad as possible and the obtained price is close to the reference price.
  • Item
    Impacto do regime especial da cesta básica em indicadores de emprego e renda
    (2023-09-19) Agati, Lucas Henrique Dias
    A desoneração de tributos da cesta básica é uma política fiscal redistributiva cujo objetivo é garantir o acesso da população, principalmente de menor renda, à itens necessários à sobrevivência. O objetivo deste trabalho é responder a seguinte questão: as empresas que produzem mercadorias que recebem tratamento fiscal diferenciado revertem o benefício aos seus trabalhadores? Para isso foi desenvolvida uma base de dados contendo todos os produtos com benefício de ICMS do Estado do Rio de Janeiro a partir do ano de 2006 e encontradas as empresas com Código Nacional de Atividades Econômicas condizentes aos de produtores dos respectivos bens. Com isso foram definidos os grupos de tratamento e controle antes e depois da vigência da desoneração e estimado o efeito médio do tratamento sobre os tratados (ATT) para as variáveis de interesse: emprego e renda, através do método de diferenças em diferenças (DID).