Desafios ao crescimento do agronegócio diante da tributação na agropecuária e na agroindústria brasileira

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2017-03-22
Orientador(res)
Gurgel, Angelo Costa
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

A tributação é a principal forma que o Estado tem para arrecadar fundos e receitas, que garantam a manutenção de suas despesas, como também dê respaldo para cumprir seus programas governamentais. Neste contexto, o objetivo da presente pesquisa foi levantar e apresentar um estudo sobre o estado atual da carga tributária incidente em toda a cadeia produtiva do agronegócio, dos tributos incidentes sobre os setores agrícola, pecuário e agroindustrial brasileiro, bem como discutir o quanto esses tributos impactam nos custos produtivos, e como os mesmos influenciam ou contribuem para o desenvolvimento do setor. Para tal, o método utilizado para o desenvolvimento do trabalho foi realizado através de uma investigação e revisão de documentos e materiais, mais especificamente da legislação tributária, tais como leis, decretos, portarias, medidas provisórias, normas, instrução normativas, atos declaratórios e índices econômicos. Ainda, utilizou-se um modelo de simulação para mensurar como alterações no sistema tributário incidente sobre o agronegócio impactariam no setor e na economia brasileira. Por fim, aplicou-se ainda, entrevistas com profissionais especialistas do setor tributário e do agronegócio, no qual foi abordado sobre a estrutura tributária como um todo, sobre os tributos e isenções fiscais incidentes sobre a cadeia produtiva do agronegócio e os impactos desses fatores no desenvolvimento econômico. Os resultados da pesquisa demonstram o peso da carga tributária incidente sobre a produção agropecuária e a agroindústria processadora, bem como os incentivos fiscais ou subsídios concedidos pelo Estado a esses setores, através de intervenção no domínio econômico. Tais resultados podem servir para que produtores e empresas privadas identifiquem os principais tributos e isenções a que estão sujeitos e como estes impactam seus custos produtivos e industriais, permitindo assim o desenvolvimento de um planejamento tributário. Conclui-se que a complexidade e o nível de taxação do sistema tributário incidente sobre o setor não seguem os preceitos desejáveis de sistemas tributários modernos, como simplicidade e neutralidade no que diz respeito à decisão de alocação de recursos pelos agentes econômicos.


Descrição
Área do Conhecimento