Miséria e a nova classe média na década da igualdade

Resumo

A pesquisa foi realizada em tempo recorde. A liberação fisica do microdado da PNAD foi feita no IBGE e uma hora e quarenta minutos depois a estatística de pobreza do CPS foi ao ar ao vivo no jornal de meio dia da GloboNews. A pesquisa total foi lançada oficialmente na sexta-feira às 11h, ou seja, 24 horas depois da liberação dos microdados, com texto, vídeo e banco de dados interativo. Entre as estatísticas divulgadas são destacadas a redução da desigualdade de renda iniciada na virada deste século. A queda acumulada desde 2001 é comparável, em magnitude, ao famoso aumento da desigualdade dos anos 60 que colocou o Brasil no imaginário internacional como o pais da alta desigualdade de renda. O ano 2007 pode ser encarado como uma síntese dos resultados sociais alcançados nesta década. Tanto o crescimento da renda (2,3%) quando as reduções de miséria (-5,6%) e desigualdade (- 0,0074 pontos no Índice de Gini) alcançaram patamares próximos ao ritmo médio desde a virada do século. Dando seqüência ao estudo anterior que colocou no mapa de pesquisas sociais brasileiras "A Nova Classe Média", a presente pesquisa mostra como se deu a evolução deste grupo desde o início dos anos 90. A Nova Classe Média atingia 47,05% da população brasileira em outubro de 2007, data de levantamento em campo dos últimos dados da PNAD. A classe C é medida, estatisticamente, como aquela entre os imediatamente acima dos 50% mais pobres e os 10% mais ricos na virada do século. Segundo Marcelo Neri, coordenador da pesquisa, "ao projetarmos o crescimento de 6,2% dos últimos 12 meses da primeira pesquisa com a abrangência nacional da segunda pesquisa exatamente 50% da população brasileira está agora na Nova Classe Média, ou seja 93,8 milhões de brasileiros seriam Classe C no dia de hoje. Mantemos a metodologia intacta e conseguimos fazer a estimativa da PME cravar a da PNAD para regioes e periodos equivalentes". Disponibilizamos também no site da pesquisa um simulador de renda para e você saber qual a sua posição na pirâmide brasileira. Veja a pesquisa em http://cps.fgv.br/pesquisas/miseria-e-nova-classe-media-na-decada-da-igualdade


Descrição