O impacto do rating soberano nas emissões corporativas brasileiras no mercado de renda fixa internacional

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2020-08-25
Orientador(res)
Sampaio, Joelson Oliveira
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O mercado de renda fixa internacional é uma das fontes de financiamentos utilizada por grandes empresas brasileiras. O investidor, comprador do título de dívida corporativa em moeda estrangeira (bonds), além de analisar as condições da oferta, também poderá incluir em sua avaliação a classificação de risco de crédito do país de origem da empresa emissora, ou seja, o rating soberano. No caso de países emergentes, como o Brasil, este fator pode ter um peso maior no sucesso de uma oferta. Nesse contexto, este estudo testou se o rating do Brasil influenciou o número de ofertas internacionais de empresas brasileiras. Para isso, testes comparativos foram realizados considerando o período no qual o Brasil detinha o grau de investimento e no período em que foi considerado grau especulativo. Consideraram-se as emissões de empresas de capital aberto no período de 01/10/11 (inclusive) e 30/09/19 (inclusive). Os resultados do modelo evidenciaram uma queda na probabilidade de emissões de bonds no período no qual o Brasil era considerado grau especulativo, compatível com o esperado.


Descrição
Área do Conhecimento