Análise da viabilidade financeira da logística reversa do vidro no Brasil: uma modelagem de rede de logística

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-05-25
Orientador(res)
Pereira, Susana Carla Farias
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

A gestão de resíduos sólidos tornou-se, desde o início do século XXI, um dos principais pilares da agenda de sustentabilidade de entidades públicas e privadas do mundo. Entretanto, o manejo e a reciclagem de resíduos sólidos no Brasil ainda apresentam significativa disparidade entre as macrorregiões do Brasil. Dentre os principais materiais recicláveis, o vidro apresenta um dos índices mais baixos de reciclagem em nível nacional, apesar de ser 100% reciclável e ter seu processo de reciclagem amplamente conhecido pela indústria vidreira. Além disso, a variação em seu índice de reciclagem entre as macrorregiões do país é mais alta do que a média de outros materiais, ao passo que seu valor de comercialização é o mais baixo dentre todos. Uma possível explicação para essa disparidade é a concentração das vidrarias e recicladoras de vidro nas regiões Sudeste e Nordeste do Brasil, o que implica em longas distâncias de transporte a partir das regiões Centro-Oeste e Norte. Foi identificada uma lacuna na literatura de estudos que tratem da temática da logística reversa do vidro a partir da estrutura da rede logística em nível nacional no Brasil. Este estudo analisou a viabilidade financeira da logística reversa do vidro a partir de todas as regiões do Brasil, através de uma modelagem de rede logística utilizando o algoritmo K-means ponderado para a definição de centros de consolidação e trituração de vidro para subsequente envio às recicladoras. Cinco cenários para análise foram criados com diferentes combinações de volume e fontes geográficas de coleta dos resíduos de vidro, a partir dos quais foram simuladas mais de trezentas cadeias hipotéticas de logística reversa e calculados seus custos de transporte, despesas de capital e despesas operacionais dos centros de consolidação e trituração de vidro. Os resultados indicam a inviabilidade financeira da logística reversa do vidro a partir das regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste, principalmente devido às altas distâncias de transporte a partir destas regiões e o baixo valor de venda do vidro reciclável às recicladoras. Este estudo possibilita aos agentes públicos e privados a definição de uma estratégia centralizada e equitativa entre as regiões do país, para que sejam atingidas as metas de reciclagem de vidro propostas pelo Plano Nacional de Resíduos Sólidos.


Descrição
Área do Conhecimento