Aplicação de métodos não supervisionados: estudo empírico com os dados de segurança pública do estado do Rio de Janeiro

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016-12-20
Orientador(res)
Silva, Moacyr Alvim Horta Barbosa da
Zucco Junior, Cesar
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este trabalho é uma abordagem multidisciplinar, o qual aplica-se a metodologia de matemática aplicada, em específico, aprendizagem não supervisionada, a dados de segurança pública. Busca-se identificar a semelhança entre batalhões da polícia, utilizando métodos de clusterização de modo a otimizar numericamente o critério de avaliação de McClain. Além da otimização, aborda-se intuitivamente o modelo de clusterização hierárquica, para posteriormente extrair ordem no padrão criminal dos clusters e, finalmente, aplicar o modelo de classificação OLogit, utilizando variáveis características desses clusters. Encontramos evidência de clusterização dos dados e significância na utilização de dados socioeconômicos e de policiamento na ordenação dos clusters. Resumindo, quanto maior o efetivo policial por habitante e o IDH de renda mínima em determinado batalhão maior a probabilidade de se estar em um cluster de menor incidência criminal.


Descrição
Área do Conhecimento