Estimativa da Curva de Phillips desagregada para o Brasil

dc.contributor.advisorMatos, Silvia Maria
dc.contributor.authorSantos, Lucas Natal Ferreira dos
dc.contributor.memberPessôa, Samuel de Abreu
dc.contributor.memberDuclos, Maria Teresa Marins
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EPGEpor
dc.date.accessioned2022-01-04T18:22:36Z
dc.date.available2022-01-04T18:22:36Z
dc.date.issued2021-07-01
dc.degree.date2021-07-01
dc.description.abstractO objetivo do presente trabalho é estimar um conjunto de Curva de Phillips Híbrida Novo Keynesiana desagregadas para o Brasil durante o período de 2003 a 2019. Nos modelos de previsão da inflação do grupo alimentação domiciliar, bens duráveis e bens semiduráveis e não duráveis foram utilizadas como variável explicativa os Índices de Preços ao Produtor Amplo (IPA) do FGV IBRE. Foram realizados exercícios out of sample para os anos de 2018 e 2019, e dentro destas desagregações, o modelo que gerou o menor erro quadrático médio (EQM) foi o de bens industriais duráveis com 0,217. Para os serviços, o EQM foi de 0,118. Adicionalmente, foram analisados modelos de previsão para os Índices de Preços ao Produtor Amplo, que inclui como variável explicativa os custos dos insumos setoriais, baseado na estrutura do consumo intermediário da Matriz Insumo Produto de 2015. Os resultados mostram que é possível obter boa estimativa para o IPA se utilizando dos custos, porém que eles sozinhos não são capazes de explicar toda a variação o que comprova a existência de variáveis ocultas não estudadas neste trabalho. Análises mais desagregadas são úteis para ampliar o entendimento dos principais determinantes da inflação de preços livres, destacando o papel dos preços ao produtor, que está relacionado ao estágio de comercialização anterior ao consumo final. Além disso, desde o ano passado, o mundo vem passando pela crise pandêmica gerada pela Covid-19. Houve um expressivo choque de oferta, com paralisação de fábricas com o objetivo de conter a disseminação da doença, afetando toda a cadeia produtiva. Com as políticas de estímulos fiscais e monetários adotadas e as mudanças no padrão de consumo das famílias, o impacto inflacionário em bens tem sido intenso. Este acontecimento mostra a importância de se analisar os custos de produção, refletidos nos índices de preços ao produtor, para se avaliar o impacto no preço final ao consumidor.por
dc.description.abstractThe goal of this exercise is to estimate a hybrid Phillips Curve New Keynesian disaggregated for Brazil during the period of 2003 and 2019. In the inflationary prediction models of the groups household food, durable, nondurable and semi-durable industrial goods it was used the broad producer price index as explanatory variables from FGV IBRE. It was realized out of sample exercises for the years 2018 and 2019, in those exercises, the one who presented the lower mean square error (MSE) was durable industrial goods with 0,217. For services the MSE was 0,118. Additionally, it was analyzed prediction models for the broad producer price index that we included as explanatory variable the costs of sector inputs based on the structure of intermediate consumption of the matrix input product of 2015. The results show that it is possible to obtain a good estimation for the IPA with the costs, although they only by itself cannot explain all the variation which proves that there may have some hidden variables not analyzed in this project. More disaggregated analysis is useful to open the understanding of the main determinants of inflation, highlighting the role of the price to the producer that is related to the stage of previous commercialization of the final consumption. Since last year, the world is suffering with the covid pandemic and the effects that it has been causing us. There was an expressive impact on the offer curve with the factories shutting down to slow the dissemination of the disease, that caused a trouble in the whole chain. With the fiscal and monetary policies and changes in the behavior of the family’s consumption, the inflationary impact have been very intense. This happening shows the importance of the costs of production to evaluate the consumers price index.eng
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/31487
dc.language.isopor
dc.subjectCurva de phillipspor
dc.subjectInflaçãopor
dc.subjectExpectativa de inflaçãopor
dc.subjectIPApor
dc.subjectPhillips curveeng
dc.subjectInflationeng
dc.subjectInflation expectancyeng
dc.subject.areaFinançaspor
dc.subject.bibliodataPhillips, Curva depor
dc.subject.bibliodataInflação - Previsão - Modelos econométricos - Brasilpor
dc.subject.bibliodataÍndice de Preços ao Produtor Amplopor
dc.titleEstimativa da Curva de Phillips desagregada para o Brasilpor
dc.typeDissertationeng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Estimativa da Curva de Phillips para o Brasil V14.pdf
Tamanho:
2.05 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
PDF
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
4.6 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: