Aplicação do modelo CIR com saltos ao mercado brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2020-11-19
Orientador(res)
Pinto, Afonso de Campos
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este trabalho tem como objetivo aplicar o modelo de taxa de juros de curto prazo de Cox, Ingersoll e Ross para a taxa DI e considerando eventuais saltos no processo de difusão. A proposta para o tamanho dos saltos é utilizar uma abordagem frequentista, ou seja, assumimos que os saltos incorporados na taxa são do tamanho que realmente aconteceram e que poderão se repetir no futuro. O estimador de máxima verossimilhança é empregado para encontrar os parâmetros do modelo CIR no histórico da taxa DI. Por fim, utilizando a simulação de Monte Carlo, são realizados os apreçamentos de derivativos de taxas de juros como futuro de DI, opção sobre futuro de DI e opção sobre IDI e comparados com os valores observados no mercado. Os resultados utilizando o modelo CIR com saltos no apreçamento de derivativos de curto prazo e mais líquidos, foram satisfatórios para as séries escolhidas, porém o uso do modelo deve ser feito com cautela, pois houve alguns derivativos que não tiveram os preços muito aderentes aos do mercado.


Descrição
Área do Conhecimento