Infraestrutura e produtividade: uma análise empírica

dc.contributor.advisorTeles, Vladimir Kuhl
dc.contributor.authorMussolini, Caio Cesar
dc.contributor.memberAndrade, Joaquim Pinto de
dc.contributor.memberMendonça, Alexandre Lahoz
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EESPpor
dc.date.accessioned2010-04-20T20:58:02Z
dc.date.available2010-04-20T20:58:02Z
dc.date.issued2007-03-02
dc.description.abstractThe main goal of this dissertation is to analyze the relationship between infrastructure and total factor productivity (TFP) in Brazil and other Latin America countries — Argentina, Chile and Mexico. At first, it was estimated the impact of the ratio of public capital-private capital over the Brazilian’s productivity. In that sense, it was used a VECM to investigate the interaction between these variables, whether on the long run, or the short (medium) run. In fact, it was found that this complementary relation (public-private) helps in explainning TFP’s path from 1950 to 2000. Besides, the short (medium) run analysis has indicated that (positive) shocks in this relation have a significant effect over the TFP, but the opposite is not true. After that, the hypothesis of cointegration between physical infrastructure measures (electricity energy, roads and telecomunnication) and TFP regarding those countries was tested, using two methodologies — the Johansen test and the Saikkonen and Lütkepohl test (S&L). The estimated elasticities suggest that the energy and the road sector have a positive influence over TFP, therefore, on the long run economic growth. The telecomunnication sector has not presented robust results of cointegration, which could indicate a less expressive effect of this sector over the long run growth.eng
dc.description.abstractEsta dissertação tem como objetivo analisar a relação entre infra-estrutura e produtividade total dos fatores (PTF) no Brasil e em outros países da América Latina ¿ Argentina, Chile e México. Primeiramente, foi estimado o impacto da relação capital público-privado sobre a produtividade brasileira. Para tanto, utilizou-se um VECM de maneira a investigar a interação entre essas variáveis tanto no longo prazo como no curto (médio). De fato, comprovou-se que essa relação de complementaridade (capital público-privado) ajuda a explicar a trajetória da PTF de 1950 a 2000. Além disso, a análise de curto (médio) prazo indicou que choques (positivos) nesta relação têm um impacto significativo sobre a PTF, mas o contrário não ocorre. Posteriormente, foi testada a hipótese de cointegração entre as medidas físicas de estoques de infra-estrutura (energia elétrica, rodovias e telefonia) e PTF para os países mencionados, através de duas metodologias ¿ procedimento de Johansen e teste de Saikkonen e Lütkepohl (S&L). As elasticidades estimadas sugerem que os setores de energia e rodovias têm uma influência positiva sobre a PTF, portanto, sobre o crescimento econômico de longo prazo. O setor de telefonia não apresentou resultados robustos de cointegração com a produtividade, o que pode indicar um efeito menos expressivo deste setor sobre o crescimento econômico.por
dc.identifier.citationMUSSOLINI, Caio Cesar. Infraestrutura e produtividade: uma análise empírica. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2007.
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/1829
dc.language.isopor
dc.subjectProdutividade total dos fatorespor
dc.subjectCointegraçãopor
dc.subjectCrescimento econômicopor
dc.subjectInfra-estruturapor
dc.subject.areaEconomiapor
dc.subject.bibliodataProdutividade industrial - Brasilpor
dc.subject.bibliodataProdutividade industrial - América Latinapor
dc.subject.bibliodataInfraestrutura (Economia) - Brasilpor
dc.subject.bibliodataInfraestrutura (Economia) - América Latinapor
dc.subject.bibliodataDesenvolvimento econômicopor
dc.titleInfraestrutura e produtividade: uma análise empíricapor
dc.typeDissertationeng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
CaioCesarMussolini2007.pdf
Tamanho:
317.76 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format