Discurso de ódio em ambientes digitais

Resumo

As práticas de discurso de ódio on-line se apresentam como um desafio para as democracias, especialmente por acionar questões em torno de um de seus pilares, a liberdade de expressão. Buscando compreender as dinâmicas de negociação entre segurança de grupos protegidos e garantia da liberdade de expressão, este estudo investiga o debate público a partir do Twitter e do Facebook em torno do discurso de ódio e da censura. Para isso, primeiro apresentamos um panorama geral das definições e legislações que informam a compreensão sobre discurso de ódio, discutindo as especificidades do contexto on-line e as formas de definição e auto-regulação propostas pelas plataformas. Em seguida, a partir de coleta de dados em redes sociais, especificamente o Twitter e o Facebook, analisamos o debate público em torno do discurso de ódio e da censura, considerando especialmente os picos de discussão sobre os temas e os acontecimentos a eles associados. Por fim, identificamos os principais atores e interações ocorridos no pico máximo de debate sobre discurso de ódio e de censura, a partir de grafos que apresentam uma análise estrutural das redes sociais. O estudo utiliza fontes bibliográficas, documentais e dados coletados no Facebook e no Twitter, posteriormente analisados qualitativa e quantitativamente.


Descrição
Área do Conhecimento