Análise do risco de disseminação do novo Coronavírus (COVID-19) / RP

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 3 de 3
  • Item
    Estimativa de risco de espalhamento da COVID-19 no Brasil e o impacto no sistema de saúde e população por microrregião
    (2020-03) Codeço, Claudia Torres; Villela, Daniel; Coelho, Flávio Codeço; Bastos, Leonardo S.; Gomes, Marcelo F.C.; Cruz, Oswaldo Gonçalves; Lana, Raquel Martins; Pastore y Piontti, Ana; Vespignani, Alessandro; Davis, Jessica T.
    Esse relatório analisa o risco de importação de COVID-19 para as microrregiões brasileiras decorrente da presença de transmissão sustentada nos dois maiores centros urbanos, Rio de Janeiro e São Paulo e os efeitos de possível ocorrência de epidemias nas microrregiões associados a faixas da população com maior risco de morbidade e letalidade, como idosos, e indicadores de capacidade no SUS, como número de leitos. Esses cenários foram construídos assumindo ausência de distanciamento social e restrição de viagem. Muitos municípios e unidades da federação já acertadamente iniciaram implementação de medidas de isolamento. Tais medidas contribuem para diminuir o risco que foi avaliado neste estudo.
  • Item
    Estimativa de risco de espalhamento da COVID-19 no Brasil e avaliação da vulnerabilidade socioeconômica nas microrregiões brasileiras
    (2020-03) Codeço, Claudia Torres; Villela, Daniel; Coelho, Flávio Codeço; Bastos, Leonardo S.; Carvalho, Luiz Max; Gomes, Marcelo F.C.; Cruz, Oswaldo Gonçalves; Lana, Raquel Martins; Vespignani, Alessandro; Pastore y Piontti, Ana; Davis, Jessica T.
    Esse relatório atualiza a análise do risco de disseminação da COVID-19 para as microrregiões brasileiras decorrente da presença de transmissão sustentada nos dois maiores centros urbanos, Rio de Janeiro e São Paulo. Faz também a identificação de microrregiões com alta vulnerabilidade social, e maior contingente de população idosa. A combinação de um alto risco de introdução com alta vulnerabilidade constitui em situação de alerta máximo. Esses cenários foram construídos assumindo ausência de distanciamento social e restrição de viagem que entraram em vigor. Muitos municípios e unidades da federação acertadamente já iniciaram implementação de medidas de isolamento. Tais medidas contribuem para diminuir o risco que foi avaliado neste estudo. Foram incluídos também cenários de redução da mobilidade intermunicipal e interação social para avaliação de impacto.
  • Item
    Assessing the potential impacts of COVID-19 in Brasil: Mobility, Morbidity and Impact to the Health System
    (2020-03) Coelho, Flávio Codeço; Lana, Raquel Martins; Cruz, Oswaldo Gonçalves; Codeço, Claudia Torres; Villela, Daniel; Bastos, Leonardo S.; Pastore y Piontti, Ana; Davis, Jessica T.; Vespignani, Alessandro; Gomes, Marcelo F.C.
    The two largest Brazilian cities, Rio de Janeiro and São Paulo, have declared community transmission of COVID-19 on mid March, 2020. In this study we estimated the most vulnerable areas in Brazil for COVID-19, both in terms of risk of introduction and risk of mortality associated with social vulnerability. We explore the most likely routes of spread through the country, from the already exposed cities, according to human mobility statistics. The resulting maps should help authorities in their efforts to prioritize actions and if resource allocation to mitigate the effects of the pandemic.