FGV Editora - eBooks

Obras especiais selecionadas pela Editora FGV.

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 75
  • Item
    Luiz Camillo: perfil intelectual
    (FGV Editora, 2014) Penna, Maria Luiza
    "Quem, afinal, foi Luiz Camillo? E ainda, qual a importância de seu arquivo pessoal para uma compreensão dos processos de institucionalização dos cursos universitários de história no Brasil dos anos 1930? O estudo de Maria Luiza, apoiado em densa pesquisa documental, não apenas acolhe tais questões e as responde, como também nos fornece subsídios para, acompanhando o percurso intelectual de Luiz Camillo, captar a essencialidade de um momento fundamental dos embates em torno da organização e do funcionamento do sistema de ensino superior e da constituição da história como um novo campo disciplinar e universitário no Brasil. Percorrendo a trajetória de Luiz Camillo, podemos compreender as circunstâncias e práticas, no campo da pesquisa e do ensino, da primeira geração de professores universitários brasileiros.
  • Item
    FGV : 70 anos de lutas
    (FGV Editora, 2014) Franco, Renato; Polito, Ronald
    Ao longo dos 70 anos da Fundação Getulio Vargas, algumas ideias atravessaram a história dessa instituição brasileira por excelência. Criada em 1944, no fim de um período ditatorial, que havia, de diferentes modos, fortalecido a atuação do Estado, a FGV herdou a missão que vinha sendo desempenhada pelo Departamento Administrativo do Serviço Público (Dasp), desde 1937, de profissionalizar a administração pública. No entanto, o escopo de ações da nova instituição era consideravelmente mais ambicioso: em uma ação em conjunto entre Getúlio Vargas e Luiz Simões Lopes, a nova instituição foi criada como uma fundação, cuja atuação estava estatutariamente submetida a um Conselho Diretor independente, mas financeiramente sujeita às subvenções governamentais.
  • Item
    Financiamento de partidos políticos e campanhas eleitorais: um manual sobre financiamento político
    (FGV Editora, 2015) Falguera, Elin; Ohman, Magnus; Jones, Samuel
    A democracia é um sistema em que o governo é controlado pelo povo, e em que as pessoas são consideradas iguais no exercício desse controle. No entanto, a desigualdade no acesso ao financiamento político contribui para formar um campo de atuação política desigual. O rápido crescimento das despesas de campanha em muitos países tem agravado o problema. As enormes quantidades de dinheiro envolvidas em algumas campanhas eleitorais tornam impossível para aqueles que não têm acesso a grandes fundos privados competir no mesmo nível daqueles que são bem financiados.
  • Item
    Transformações do direito administrativo: consequencialismo e estratégias regulatórias
    (Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio Vargas, 2016) Leal, Fernando; Mendonça, José Vicente Santos de
    O direito é burocrático. A academia jurídica é imatura. Professores do direito são distantes. Pesquisa jurídica é consulta a decisões de tribunais e manuais (de preferência, dos autores mais renomados). Dissertações de mestrado em direito são petições de cento e poucas páginas. Quantas vezes você já leu algo assim? Quantas vezes você já pensou algo assim? Pois esta obra, e o contexto no qual foi gerada, existe para sugerir um caminho alternativo. Em primeiro lugar, porque ela não é, apenas, uma coletânea de artigos: ela é o resultado de debates francos e de um processo colaborativo de construção do conhecimento.
  • Item
    Poder legislativo nacional : uma análise da produção legislativa do país sob a ótica do direito
    (Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio Vargas, 2018) Cerdeira, Pablo; Vasconcellos, Fábio; Sganzerla, Rogerio
    A publicização dos bancos de dados dos poderes Judiciário e Legislativo significa, no Brasil, um marco nos processos de ampliação da transparência e da análise das atividades destas duas instituições. Embora ainda existam entraves de ordem tecnológica ou mesmo sobre a amplitude das informações disponibilizadas para a sociedade, pode-se dizer que o acesso a estes dados – seja pelo cidadão comum, seja pelas organizações interessadas na tomada de decisão nestes Poderes – representa um passo importante na consolidação da democracia brasileira.
  • Item
    Memórias do IBRE - Instituto Brasileiro de Economia: depoimentos ao CPDOC
    (FGV Editora, 2008) Motta, Marly Silva da; Rocha, Dora
    Ao assumir a direção do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas em 2004, Luiz Guilherme Schymura de Oliveira percebeu que, para melhor definir as escolhas estratégicas da instituição, seria proveitoso conhecer sua história, em sua continuidade e seus pontos de inflexão. Foi assim que concebeu o projeto deste livro, uma coletânea de depoimentos daqueles que conheceram o Ibre em suas origens, mas também daqueles que hoje integram seus quadros e investem sua competência na produção de dados e análises que permitem perceber os rumos da economia brasileira. Para desenvolver o projeto, recorreu a outra unidade da FGV, com larga experiência em pesquisa histórica, especialmente na área de história oral. Trata-se do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (Cpdoc). A equipe do Cpdoc destacada para o projeto encarregou-se da pesquisa nos arquivos do Ibre, do roteiro e da realização das entrevistas, bem como de sua edição e da preparação das notas explicativas.
  • Item
    Exército e nação: estudos sobre a história do exército brasileiro
    (FGV Editora, 2012) Castro, Celso
    Este livro reúne um conjunto de estudos sobre a história do Exército brasileiro durante o período republicano. Resultado de pesquisas realizadas ao longo de duas décadas, numa perspectiva interdisciplinar que combinou história e antropologia, o livro abrange o período que vai da instauração da República no Brasil até o tempo presente, ao analisar a visão que o Exército construiu nas últimas décadas sobre a defesa da Amazônia. Embora tenham sido escritos com objetivos variados e sejam independentes entre si, todos os capítulos podem também ser lidos como variações sobre um tema comum: a preocupação constante, para os militares, de estabelecer ou recriar vínculos com a nação brasileira - entidade da qual, mais do que guardião, o Exército também seria formador.
  • Item
    Humanidades digitais e o mundo lusófono
    (FGV Editora, 2021) Pimenta, Ricardo M.; Alves, Daniel
    O que se tem feito em Humanidades Digitais em língua portuguesa? A partir desta coletânea esperamos contribuir decisivamente não somente para responder perguntas como essa, mas igualmente para o esclarecimento sobre o que vem a ser esse cenário das Humanidades Digitais no Brasil e em Portugal. Apresentamos aqui uma produção lusófona do conhecimento nas diversas disciplinas que compõem as Humanidades mediadas pelo uso da computação, dos recursos digitais, seja como ferramenta, como metodologia, seja como efetivo constituinte do objeto de pesquisa. Contém textos em português, espanhol e inglês.
  • Item
    Educação infantil em pauta
    (FGV Editora, 2021) Callou, Raphael; Fernandes, José Henrique Paim
    Este livro faz uma reflexão sobre a educação infantil brasileira. Fundamentado no preceito da democracia, o resultado aqui apresentado é um esforço coletivo intelectual que reuniu especialistas e educadores para debaterem e proporem soluções, a partir de um prisma dinâmico ao trazer a temática da Educação Infantil brasileira com a sua problematização e contextualização. Traz concepções na direção de possíveis alternativas para melhorar a qualidade e a equidade na Educação Infantil diante das adversidades e, desta forma, favorecer a inclusão social e educativa.
  • Item
    Operation Acolhida : an oral history
    (FGV Editora, 2022) Castro, Celso; Mello, Eduardo; Sousa, Carolina Soares
    Operation Acolhida was created in 2018 by the Brazilian government as a response to the increase in the migratory flow from Venezuela, the largest in recent Latin American history. This book is the result of seven interviews about Operation Acolhida, carried out in 2021, within the scope of the FGV CPDOC Oral History Program. The interviewees, four military and three civilians, occupied important positions, although in different organizations, in the coordination of activities involved with the reception, shelter and internalization of refugees.
  • Item
    Gestão da educação estadual em tempos de pandemia: desafios e aprendizagens
    (FGV Editora, 2022) Angelo, Vitor Amorim de
    Este livro registra os esforços dos estados e do Distrito Federal para garantir o direito à educação no Brasil nos tempos desafiadores da pandemia da Covid-19. A troca de experiências entre os secretários estaduais de educação, a disponibilização de ferramentas de um estado para outro, o exercício cotidiano do questionamento e da solidariedade entre os responsáveis pela gestão das redes estaduais e distrital de educação ilustram como é feita a educação básica pública no país.
  • Item
    Estados eficazes na gestão da aprendizagem
    (FGV Editora, 2023) Fernandes, José Henrique Paim; Vieira, Sofia Lerche; Nogueira, Jaana Flávia Fernandes
    Ao longo de um ano e 10 meses, professores e pesquisadores ligados ao Centro de Desenvolvimento da Gestão Pública e Políticas Educacionais da Fundação Getulio Vargas (FGV DGPE) se debruçaram sobre literatura, artigos, pesquisas, formulários, dados e entrevistas para chegar a este Estados eficazes na gestão da aprendizagem. Conduzido pelos pesquisadores Sofia Lerche Vieira, Jaana Flávia Fernandes Nogueira, Kaizô Iwakami Beltrão e Eloísa Maia Vidal, e apoiado por um conjunto de doutorandos, mestrandos e graduandos, o trabalho é uma preciosa contribuição a todos aqueles que se preocupam e se interessam por descobrir maneiras e instrumentos para melhorar a qualidade da educação básica pública brasileira. Desenvolvida com financiamento do Instituto Unibanco e apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), a pesquisa buscou documentar experiências e investigar processos de gestão adotados pelas secretarias estaduais de educação e relacioná-los aos resultados educacionais dos estudantes, com o objetivo de identificar práticas que, comprovadamente, tenham contribuído para a oferta de uma formação de boa qualidade.
  • Item
    Microcrédito, o mistério nordestino e o Grameen brasileiro: perfil e performance dos clientes do CrediAmigo
    (Editora FGV, 2008) Neri, Marcelo
    Este livro explicita a visão dos pesquisadores do Centro de Políticas Sociais, da Fundação Getulio Vargas, sobre as maiores conquistas, percalços e desafios do principal programa de microcrédito do país: o CrediAmigo. E propõe um paralelo ao programa de microcrédito que deu o Prêmio Nobel da Paz de 2006 ao Grameen Bank. O resultado geral do presente projeto são dois produtos integrados: este livro e um site, www.fgv.br/cps/crediamigo, composto de bancos de dados amigáveis e interativos.
  • Item
    A governança e a educação básica
    (FGV Editora, 2022) Paim, José Henrique; Monteiro, Rachel
    Formada por textos de especialistas e gestores educacionais, com a participação de secretários de educação de diversos estados brasileiros, a presente publicação é um convite à reflexão sobre uma das principais questões que envolvem a educação básica brasileira: a forma como o país trata a formação de seus cidadãos. O livro apresenta um panorama geral e argumentos que defendem que a introjeção de práticas de boa governança pode garantir uma eficiente execução dos programas públicos educacionais. Além disso, levanta uma série de desafios e soluções encontrados por diferentes estados brasileiros para melhorar sua governança e a qualidade da educação ofertada a todas as crianças, adolescentes e jovens que estudam nas redes públicas de ensino. A publicação do livro se insere no âmbito dos objetivos previstos no Programa Plurianual da OEI, no qual são estabelecidas as diretrizes da organização para o biênio 2021-2022, que possui um eixo estratégico destinado à educação. Além disso, esta publicação possui estreita vinculação com os propósitos do FGV DGPE, que busca apoiar o aperfeiçoamento da gestão dos entes públicos dos três níveis de governo.
  • Item
    A governança e o regime de colaboração
    (FGV Editora, 2022) Gaetani, Francisco; Filgueiras, Fernando
    Formada por textos de especialistas e gestores educacionais, a presente publicação é um convite à reflexão sobre a complexidade do tema, analisando os diferentes desafios e perspectivas que cercam a governança na educação e sua capacidade para produzir resultados de longo prazo. O livro apresenta um panorama geral e apresenta argumentos que representam a já mencionada polissemia, mas com foco nos processos e estilos adotados pelos governos para produzir resultados em políticas educacionais capazes de efetivamente transformar a sociedade brasileira. A publicação do livro se insere no âmbito dos objetivos previstos no Programa Plurianual da OEI, no qual são estabelecidas as diretrizes da organização para o biênio 2021-2022, que possui um eixo estratégico destinado à educação. Além disso, esta publicação possui estreita vinculação com os propósitos do FGV DGPE, que busca apoiar o aperfeiçoamento da gestão dos entes públicos dos três níveis de governo.
  • Item
    A relação da governança com o controle
    (FGV Editora, 2022) Zymler, Benjamin; Machado, Karine
    Este livro, além de apresentar um panorama da atuação dos entes de controle – jogando luz sobre os desafios e soluções até aqui detectados, a partir de uma perspectiva de evolução histórica –, analisa os impactos positivos que dela se espera. Nesse particular, avalia como tais órgãos podem contribuir para a implementação de práticas adequadas e sustentáveis de governança que darão suporte a uma eficiente execução dos programas públicos educacionais. Composta por artigos de agentes públicos com vasta experiência profissional e sólido conhecimento teórico, esta obra fornecerá subsídios para o debate e a reflexão sobre o papel que pode e deve ser desempenhado pelos diversos entes dedicados ao controle da administração pública no que concerne ao aprimoramento da governança pública na área da educação. Com o fito de possibilitar uma análise ampla e crítica das questões abordadas nesta obra, foram convidados autores que atuam no Poder Executivo, no Tribunal de Contas da União, na Controladoria-Geral da União, no Congresso Nacional e no Ministério Público, razão pela qual foi possível coletar diversas perspectivas sobre o tema em enfoque. A publicação do livro se insere no âmbito dos objetivos previstos no Programa Plurianual da OEI, no qual são estabelecidas as diretrizes da organização para o biênio 2021-2022, que possui um eixo estratégico destinado à educação. Além disso, esta publicação possui estreita vinculação com os propósitos do DGPE FGV, que busca apoiar o aperfeiçoamento da gestão dos entes públicos dos três níveis de governo.
  • Item
    Democracia em foco: um balanço dos desafios da trajetória política brasileira
    (FGV Editora, 2022) Zulini, Jaqueline Porto
    'Democracia em foco' é uma rica coletânea que reúne cientistas políticos, economistas, historiadores e sociólogos no propósito de problematizar a trajetória do regime representativo no Brasil e discutir os atuais desafios da democracia no país. A linguagem acessível do texto não poderia ser mais pertinente para o grande público, sedento pelas avaliações e prospecções dos especialistas neste momento crítico da vida política brasileira.
  • Item
    Negócios de impacto socioambiental no Brasil : como empreender, financiar e apoiar
    (ICE, FGV Editora, 2019) Barki, Edgard Elie Roger; Comini, Maria Graziella; Torres, Haroldo da Gama
    O livro Negócios de impacto socioambiental no Brasil: como empreender, financiar e apoiar é um convite do Instituto de Cidadania Empresarial (ICE)1 para toda e qualquer pessoa interessada em conhecer o estado atual do ecossistema de impacto positivo em nosso país. Também é um aceno para aqueles interessados em juntar-se ao movimento global que reúne empreendedores sociais, executivos de grandes empresas, aceleradores, investidores e gestores públicos que acreditam em modelos de negócios que resolvem problemas sociais e/ou ambientais. O dinamismo desse campo é proporcional à complexidade e urgência com que os problemas sociais e ambientais desafiam governos, empresas, organizações e indivíduos dispostos a serem agentes de mudanças. Também por isso, são múltiplos os conceitos e termos usados por esses atores e que dialogam com o princípio básico do que é ser um negócio de impacto: conciliar a solução de um problema social e/ou ambiental com retorno financeiro.
  • Item
    Gestão escolar no Brasil
    (FGV Editora, 2020) Vieira, Sofia Lerche; Vidal, Eloisa Maia; Nogueira, Jaana Flávia Fernandes
    O livro Gestão escolar no Brasil vem a público em momento oportuno e necessário. Com esclarece sua introdução, trata-se de obra destinada “aos que desejam conhecer mais sobre a temática da gestão escolar. Foi pensado para estudantes e profissionais desse campo, sobretudo para professores que ocupam as funções de direção e coordenação escolar. Por isso mesmo, foi escrito de forma didática, apresentando informações essenciais e aprofundando reflexões estratégicas para a compreensão dos desafios envolvidos na tarefa de promover uma gestão voltada para a aprendizagem das crianças e dos estudantes de toda a educação básica”. Elaborado por profissionais competentes e comprometidas com o aprofundamento da análise no campo da política educacional, oferece contribuição oportuna e estratégica ao enfrentamento dos grandes desafios nessa esfera de atuação.
  • Item
    VI Relatório Supremo em Números : a realidade do Supremo Criminal
    (FGV Direito Rio, 2019-06) Falcão, Joaquim; Góes, Silvana Batini Cesar; Hartmann, Ivar; Almeida, Guilherme da Franca Couto Fernandes de
    Muito se fala a respeito da atuação do Supremo Tribunal Federal em processos criminais, mas raramente essas discussões são acompanhadas de dados. Afinal, qual é a prevalência da matéria penal na carga de trabalho da corte? Houve variação ao longo dos anos? Quais teses são discutidas em matéria penal? Há diferenças entre as formas de litigância dos diferentes atores do Supremo Criminal? Este livro busca responder essas e outras perguntas a partir da base de dados mantida pelo Supremo em Números.