FGV CPDOC - Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação

Clique para abrir o site da Escola O TCC é um componente curricular obrigatório no curso de Ciências Sociais, e eletivo no curso de Licenciatura em História. Por considerar a produção de uma monografia uma competência fundamental para cientistas sociais e historiadores, a Escola de Ciências Sociais/CPDOC procura apoiar os seus alunos ao longo de todo o processo. Além disso, optamos por tornar os trabalhos públicos, contribuindo para a circulação do conhecimento produzido e para o necessário trabalho de crítica que é básico em qualquer campo científico.

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 26
  • Item
    Uma terra sem lei? A regulamentação do lobby em Assembleias Legislativas
    (2022-12) Aguiar, Arthur de Oliveira Carlos
    O poder que interesses privados têm sobre o Estado é preocupação tão antiga quanto a própria política. Desde grandes sociólogos como Marx apontando a política como a sala de reunião da burguesia, passando ao senso comum afirmando que quem manda nos países são os bancos, até teorias conspiratórias apontando a existência de sociedades privadas e secretas que controlam os países. A influência do privado sobre o público de fato existe - é chamada de lobby - e este trabalho, em seu início, esclarecerá o que se pensa e o que de fato é essa atividade, mostrando através da história do nosso país sua atuação. Dadas as potencialidades negativas que de fato existem nos grupos de pressão, vários países tomaram a iniciativa de regulá-la, inclusive o Brasil por diversos PLs diferentes, mas que até então não prosperaram. Os aspectos jurídicos-legais da atividade, associados aos projetos de regulamentação já propostos serão também esclarecidos. Por fim, toda essa base será necessária para entender o que existe de regulação no nível estadual e como isso impacta o dia a dia da atividade lobista. Como em matéria de lei, o tema é de competência privativa da União, verificar-se-á os regimentos internos das Assembleias Legislativas do sudeste para alcançar esse objetivo. A pesquisa conclui pela multiplicidade de regulações (ou inexistência dessas, por vezes) no nível estadual e como isso não tem qualquer relação com a força da Casa Legislativa frente ao executivo.
  • Item
    Institucionalização da Ciência Política no Brasil: IUPERJ (IESP) e UFMG a partir da história oral.
    (2022-12-19) Santana, Thiago Velloso de
    A Ciência Política passou por um processo de autonomização em relação à Ciência Social mais geral a partir da década de 1950. Escolhemos para essa investigação o processo de institucionalização a partir da constituição dos programas de pós-graduação em Ciência Política no Brasil. Para compreender este processo, é necessário antes de tudo refletir como a Ciências Sociais se constituíram enquanto campo científico e os debates internos sobre suas divisões. O presente artigo vai analisar o processo de institucionalização da Ciência Política a partir do estudo de dois casos. O do Departamento de Ciência Política da UFMG (DCP) e da criação do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro. - IUPERJ. Esse estudo foi realizado a partir de entrevistas de história oral, integrantes do acervo do CPDOC. Em última análise, a partir da literatura clássica, vamos explorar outras narrativas no processo de compreensão da história das Ciências Sociais no Brasil.
  • Item
    Se ser bixa é errado, serei mais errada ainda: subversão de expectativas nas vivências de bixas pretas
    (2022) Ventura, Renê Bastos
    Como tratar uma categoria de análise identitária para além da identidade? Uma forma de identificação pode ir para além do que os estigmas e expectativas que esse termo carrega? Nesse trabalho de conclusão de curso me proponho a refletir e apresentar, a partir de uma lógica que foge da história única as experiências e vivências de bixas pretas. Nessa pesquisa, realizada completamente em âmbito digital, são apresentadas reflexões sobre esse(s) campo(s), assim como as reflexões de continuidade e descontinuidade do online e offline.
  • Item
    "Pensa gente, aquele corpo pesado. Aquele peito pulando. Não adianta, não é bonito gente”: o não cruzamento das simbologias ser gorda e ser bailarina e as justificativas do meio
    (2022) Atty, Maria Julia de Moraes
    O presente estudo, realizado por uma bailarina, objetivou analisar antropologicamente a corporeidade, refletindo a importância e a complexidade da discussão sobre corpos como memória, história, poder e como social, para além do biológico. E, principalmente, analisando a história do ballet clássico, a simbologia da bailarina, as expectativas atribuídas ao corpo da bailarina, as consequências dessas e as noções relacionadas ao corpo gordo, explorar a presença (ausência) de pessoas gordas no ballet clássico e refletir sobre as justificativas supostamente biológicas, que o meio utiliza. Para tanto, dividiu-se o texto em: bastidores, prólogo e três atos, utilizando metodologia qualitativa, com quatro entrevistas com bailarinas, discutiu-se as justificativas do meio para a presença (ausência) de pessoas gordas no ballet clássico.
  • Item
    “Sempre que eu falo que #VidasNegrasImportam, alguém diz que todas as vidas importam”: hashtags, emoções e relações étnico-raciais no Twitter brasileiro
    (2022)
    A presente pesquisa teve como objetivo mapear e investigar as principais interações e produções de significados em torno da hashtag #VidasNegrasImportam na plataforma de mídia social Twitter. Em uma abordagem quali-quantitativa, que aliou técnicas computacionais de manipulação de dados à uma etnografia digital, realizou-se um exame dos engajamentos que ocorreram na plataforma entre os anos de 2015 e 2021. Os dados quantitativos coletados mostraram que as mensagens que mais recebiam atenção dos usuários foram publicações sobre eventos extraordinários que romperam com as expectativas do cotidiano. Em paralelo, o trabalho etnográfico evidenciou que a hashtag #VidasNegrasImportam era um elemento performático utilizado em disputas semânticas que articulavam expressões de raiva, tristeza, nojo, ódio, entre outras gramáticas sentimentais, para manifestar as complexas tramas de poder que alicerçam as bases da sociedade brasileira e que repercutem na contradição de que sempre que alguém diz “#VidasNegrasImportam, alguém diz que todas as vidas importam”.
  • Item
    Perspectivas de renda básica para o estado do Rio de Janeiro: desenhos com base nos dados da PNAD Contínua
    (2022) Araújo, Ian Vaz
    Considerando o aumento das discussões sobre modelos de distribuição de renda, que entraram em evidência, mais uma vez, na agenda política do país, devido às consequências da pandemia, este trabalho objetiva-se na discussão sobre a eficácia e viabilidade de políticas de renda básica, aplicadas à realidade do estado do Rio de Janeiro. Para isso, foram realizadas simulações, utilizando os dados da PNAD Contínua, de diferentes modelos de política de renda básica e renda mínima. Desse modo, é possível avaliar esses desenhos de política pública, com base em seus efeitos sobre a diminuição da pobreza e desigualdade, e os seus impactos sobre o cenário fiscal. Esse estudo nos permite concluir que, apesar das diversas evidências positivas, a renda básica requer um gasto público maior, se compararmos com outras políticas de transferência do país, o que demanda, em paralelo, um debate adicional a respeito das suas formas de financiamento.
  • Item
    Representação e representatividade: uma análise da mobilização feminina em pleitos apresentados no Congresso Nacional
    (2022-12) Gomes, Bianca Oliveira Gonçalves
    O artigo tem por objetivo discutir a mobilização entre as Deputadas Federais na defesa de pleitos que impactam direitos ligados ao gênero. Em um primeiro momento, são analisadas as barreiras para a participação política feminina e a reprodução das estruturas de dominação nas instituições, mais especificamente na Câmara dos Deputados. Em seguida, a partir de métodos de pesquisa empírica, a hipótese de que as mulheres com capital político suficiente para se eleger à Câmara dos Deputados reproduzem o espectro ideológico dos homens ocupantes do mesmo cargo foi testada e comprovada.
  • Item
    Desigualdade de gênero no trabalho docente remoto durante a pandemia da COVID-19
    (2022-12-15) Amâncio, Letícia de Assis
    Como se deu a dinâmica de trabalho entre os docentes durante a pandemia? Professoras tiveram mais atribuições que os colegas docentes ou parceiros, em razão das atribuições domésticas? Este artigo discute essas questões através da análise empírica de quatro estudos de caso sobre desigualdade de gênero no contexto do ensino remoto, a partir de entrevistas semiestruturadas com professores do ensino básico e médio na cidade do Rio de Janeiro. Os dados coletados foram analisados à luz de teorias contemporâneas sobre docência e patriarcado.
  • Item
    Quem compõe a elite da política externa brasileira? Uma análise do perfil dos ministros das relações exteriores (1889-2022)
    (2022) Aldgeire, Ana Giulia
    A literatura sobre os determinantes do recrutamento para as altas rodas da burocracia federal diverge entre os defensores de aspectos meritocráticos e aqueles que frisam o impacto do capital político nas nomeações ministeriais. O objetivo deste trabalho é contribuir para o debate ao realizar uma prosopografia dos chanceleres brasileiros, considerando a narrativa histórica criada pelo Itamaraty de especialização técnica. Para tanto, realizou-se uma análise exploratória dos dados extraídos dos verbetes biográficos sobre os chanceleres publicados pelo Dicionário Histórico Biográfico Brasileiro (DHBB) e pelo Dicionário Histórico-Biográfico da Primeira República (DHBPR). Os resultados preliminares mostram que o perfil dos ministros não sofreu grandes alterações ao longo dos anos: são homens, nascidos no Sudeste brasileiro e com bacharelados em direito. A despeito dos determinantes de nomeação, houve uma distribuição proporcional entre nomes com domínio profissional prévio em assuntos internacionais e nomes com indícios de capitais políticos e relações de parentela.
  • Item
    “Ih, meteu essa?”: o fenômeno Casimiro e as redes em torno do “rei do entretenimento”
    (2022) Rodriguez, Diana Rebelo
    O presente trabalho analisa o “fenômeno Casimiro”, que diz respeito ao jovem streamer carioca Casimiro Miguel. A partir de uma etnografia digital e de arquivo que combinou metodologias quantitativas e qualitativas, buscou-se observar as redes em torno do streamer, como as pessoas e empresas envolvidas, as plataformas nas quais ele se faz presente e os conteúdos que ele produz. Dessa forma, documentou-se extensamente sua presença no meio digital e fora da Internet em uma tentativa de contribuir para os estudos sobre os fenômenos digitais. Concluiu-se que, apesar de não ser possível identificar um único fator central para o sucesso de Casimiro, houve uma estratégia por trás de sua difusão. Esta, por sua vez, não anula o componente da espontaneidade, mas demonstra que é possível estudar e entender as tecnologias e mídias de comunicação de modo a se projetar nelas.
  • Item
    O PAC-Manguinhos: política urbana, usos e representações da cidade
    (2011-11-30) Bianco, Mila Henriques Lo
    A implementação do Programa de Aceleração do Crescimento, desde 2008, em Manguinhos, região do subúrbio carioca, vem alterando as dinâmicas sócio-espaciais até então vigentes no local. Se em relação ao grande volume de investimento, o programa se apresenta como uma ação inédita na favela; no que concerne à política de urbanização e integração social, ele corresponde ao acúmulo de experiências adquiridas pela máquina pública e pela sociedade civil ao longo da história da cidade do Rio de Janeiro. Com base em entrevistas semi-estruturadas e trabalho de campo, este estudo, de cunho etnográfico, busca compreender de que forma a população local está vivenciando essas novas intervenções e de que maneira essa política urbana informa sobre a cidade do Rio de Janeiro como um todo.
  • Item
    Aproximação, intercâmbio e entendimento entre os seres humanos? Reflexões sobre o Miss Brasil Gay como patrimônio imaterial da cidade de Juiz de Fora
    (2009-12-01) Lobato, Mayara Gonzalez de Sá
    O objetivo do presente trabalho é analisar o Concurso Miss Brasil Gay, realizado anualmente na cidade de Juiz de Fora desde o ano de 1976, e que busca eleger a mais bela transformista do país. O foco do trabalho é o fato do evento ter sido tombado como patrimônio imaterial da cidade no ano de 2004, pelo Decreto do Executivo 09275 / 2007 assinado pelo prefeito, Alberto Bejani. Para tanto, irei definir o conceito de patrimônio imaterial, assim como apresentar a trajetória de desenvolvimento desse conceito. Em seguida, apresentarei as principais características do concurso, assim como as justificativas para o seu tombamento. Por fim, correlacionarei a patrimonialização do evento com o atual estado das políticas públicas brasileiras em relação aos indivíduos gays, lésbicas, bissexuais e transexuais. Para a coleta de informações foram utilizados documentos tanto nacionais quanto internacionais referentes ao conceito de patrimônio imaterial, assim como sua gestão. Sobre o evento em si utilizei principalmente o seu site na internet, reportagens e a tese de mestrado defendida por um dos seus organizadores.
  • Item
    Representação e memória do fado e do samba no quotidiano da cidade
    (2010-07-30) Souza, Ricardo Nicolay de
    Busco com este trabalho analisar o fado e o samba enquanto músicas que passam a simbolizar identidade e suas representações no espaço urbano das cidades de Lisboa e do Rio de Janeiro. O fado é cantado, dançado e recitado nas ruas lisboetas e em seus bairros de maior tradição, assim como o samba se utiliza do espaço da cidade para a representação de suas tradições. Ambos os gêneros se apresentam como símbolos nacionais que se projetam e difundem a partir de centros urbanos e de referência cultural. Tentarei entender a representação destes estilos musicais e a maneira como a utilização do espaço da cidade fomenta a continuidade destes gêneros até os dias de hoje.
  • Item
    As representações de villania na obra teatral do paduano Angelo Beolco (1494-1542), o Ruzante
    (2009-12-07) Sant’Angelo, Maria de Nazareth Eichler
    O objetivo dessa pesquisa é compreender como as representações de villania foram interpretadas e construídas na obra de Angelo Beolco (1494-1542), conhecido como Ruzante. O autor retrata em suas peças os camponeses habitantes da terraferma. Trata-se do domínio territorial de Veneza, na região do Vêneto – porção setentrional da península itálica. A vida e as obras de Angelo Beolco instigam os pesquisadores, uma vez que Ruzante foi um ator/autor teatral a serviço de um público aristocrático e urbano, mas que fez emergir na cena cortesã da época a sua interpretação da visão de mundo camponesa a respeito da vida, do amor, do trabalho, da fome, da carestia, etc. Ruzante aborda a temática contadina em pleno cinquecento, o que significa dizer que a relaciona com as correntes de idéias e valores baixo-medievais e humanistas renascentistas, entrecruzadas de forma complexa no século XVI. Levando-se em consideração os limites deste trabalho, julgamos inadequado lançarmo-nos na análise de todas as vertentes histórico-culturais nas quais a obra de Ruzante certamente se enquadra. Assim sendo, privilegiaremos a influência propriamente humanística presente na obra ruzantiana.
  • Item
    Policiamento comunitário: uma genealogia da relação entre polícia e comunidade(s)
    (2010-12-09) Silva, Marcella Carvalho de Araujo
    Meu objeto de estudo é o policiamento comunitário desenvolvido pela Polícia Militar do Rio de Janeiro entre 1983 e 2010. Em primeiro lugar, analiso a literatura sobre o tema e proponho, em perspectiva foucaultiana, desenvolver uma análise genealógica do policiamento comunitário como uma tecnologia de poder de uma economia política democrática. Para isso, procedo em três frentes: primeiro, exponho os debates da década de 1980 sobre o que fazer com a polícia militar na democracia que então se esboçava; em seguida, analiso o processo de reitificação da violência urbana carioca; e por fim, reconstruo a trajetória do policiamento comunitário, analisando os diferentes usos e aplicações designados 'comunitários', feitos pela polícia militar do Rio de Janeiro no período estudado.
  • Item
    Memórias de um soldado-recruta
    (2010-12-10) Conceição, Jonas Dias da
    Este trabalho tem como objetivo apresentar, através de um diário de memórias, parte da minha experiência pessoal, como soldado das Forças de Armadas na Escola de Material Bélico (ESMB), Deodoro – RJ, no período de 2005-2006. A experiência de ter passado pelas Forças Armadas e, posteriormente, o curso de ciências sociais instigou a minha curiosidade de compreender o sentido das diversas construções simbólicas presentes no aquartelamento. Nesse período como soldado, fui participante de uma instituição que hoje é o objeto de estudo de muitos historiadores, cientistas políticos, sociólogos e antropólogos. O texto a seguir é fruto de uma seleção de fatos, narrados a partir da minha memória, que relacionarei com as questões aportadas no que hoje é conhecido como 'Antropologia do Militares'.
  • Item
    A memória em (alguns) documentos: o caso da Igreja Presbiteriana do Brasil
    (2010-12-01) Felipe, Rômulo da Gama Silva
    Este trabalho se detêm sobre alguns artigos publicados no jornal impresso oficial da Igreja Presbiteriana do Brasil, o 'Brasil Presbiteriano', publicados na série 'Documentos da História da IPB', por ocasião das comemorações dos 150 anos de existência desta igreja protestante no Brasil. O objetivo do artigo é ver de que maneira, através do escopo teórico de estudos sobre memória, documentos resgatados por artigos de jornal contribuem para o estabelecimento de memórias coletivas, e para o arraigamento de identidades.
  • Item
    A transição da palmada: da punição pedagógica à Violência Infantil
    (2011-11-30) Souza, Diquilene Oliveira da Silva
    O objetivo deste trabalho é mostrar que o fenômeno social conhecido como violência infantil doméstica tem como finalidade principal disciplinar o corpo, educar os modos e controlar o comportamento, utilizando como recurso para atingir este objetivo, o desenvolvimento do sentimento de medo na criança, aterrorizando-a com diferentes práticas de torturas domésticas. Tais agressões físicas contra as crianças e os adolescentes fazem parte de um processo de transição da palmada onde a punição pedagógica que antes tinha objetivos disciplinares foi se transformando ao longo do tempo no que entendemos hoje como violência infantil. Para buscar explicações que pudessem ajudar a entender o desenvolvimento da violência infantil. Para buscar explicações que pudessem ajudar a entender o desenvolvimento da violência contra a criança e adolescente o trabalho vai utilizar como fonte livros e artigos publicados por autores que pesquisaram sobre o tema, representantes de diferentes áreas das ciências, entre elas, Sociologia, Pedagogia, História, Psicologia, Antropologia, Direito e Medicina. Do ponto de vista das políticas públicas, somente com a constituição de 1988 a criança passou a ser pensada como um sujeito de direito, com a criação do Estatuto da Criança e Adolescentes (ECA), demostrando a preocupação do Estado no avanço descontrolado dos casos de violência contra criança. Ainda na década de 90 a criação do Disque Denúncia - uma iniciativa do setor privado - trouxe grandes resultados para o alcance da justiça nesses casos.
  • Item
    Pensando intelectuais a partir da periferia: a trajetória de Syed Hussein Alatas
    (2012-11-30) Caruso, Gabriela de Brito
    O presente trabalho procura debater a formação intelectual em contextos não ocidentais a partir do estudo de caso de Syed Hussein Alatas, (1928-2007), sociólogo malaio pioneiro nas Ciências Sociais do Sudeste Asiático. Comparando seus escritos de juventude sobre islamismo e política com sua produção de maior renome 'The Myth of the Lazy Native' (1977), procuro comprovar a relação de continuidade entre seu pensamento religioso e sua argumentação sociológica madura. Esta hipótese desafia as ideias de secularização e da autonomização do campo acadêmico para a gênese dos intelectuais modernos pressuposta pela sociologia clássica dos intelectuais, aproximando-se de uma análise mais contemporânea para o estudo de contextos periféricos.
  • Item
    Titulação de terras de remanescentes de quilombos
    (2009-12-01) Ribeiro, Ivana de Pinho
    A questão a ser tratada por este trabalho é a titulação de terras no Brasil a populações remanescentes de quilombos. O objetivo é mostrar como o Artigo 68 que dá a essas populações o direito à terra foi inserido na Constituição de 1988. A par disso, queremos analisar qual foi a reação da bancada ruralista à inserção desse dispositivo no texto constitucional, em que medida as demandas pela titulação estão sendo atendidas e qual tem sido o comportamento dos ruralistas quanto à implementação da política de titulação.