FGV EAESP - CDPA: Teses, Doutorado Profissional em Administração

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 4 de 4
  • Item
    A experimentação na modelagem de negócios e seus impactos na legitimidade de startups
    (2023-12-07) Marques, Eduardo Werneck Vieira
    Este estudo tem como tema os processos de experimentação na modelagem de negócios que impactam a conquista da legitimidade de startups. Essa abordagem é contrastante com pesquisas anteriores na qual a experimentação foi analisada sob a lente da geração de conhecimento. A literatura e a prática de gestão revelam um interesse crescente na experimentação de modelos de negócios. A experimentação permite aos empreendedores formularem e testarem hipóteses sobre novos modelos de negócios, gerando dados para análise, seguidos de novos experimentos ou outras ações como o pivotamento. Entretanto, pouco se sabe sobre quais ações, escolhas e atividades são desenvolvidas no processo de experimentação na modelagem de negócios que impactam a legitimação das startups. Para endereçar essa lacuna, este trabalho examina a experimentação no processo de modelagem de negócios, tendo como ponto de partida dois papéis recém-descobertos da experimentação: a sinalização e o convencimento. Esses papéis de natureza simbólica podem levar à legitimação estratégica de startups por meio da ação sobre o ambiente. Adicionalmente aos papéis, o estudo considera que a experimentação toma duas formas – interações intencionais e projetos experimentais – e que essas duas formas suportam os diferentes papéis da experimentação. A partir dessas dimensões, o objetivo do estudo é investigar como os empreendedores desenvolvem um conjunto de ações ordenadas em processos de experimentação de modelagem de negócios que levam à conquista da legitimidade de startups. Para atingir esse objetivo, o trabalho consiste em pesquisa qualitativa para o exame dos microprocessos de experimentação e utiliza a perspectiva processual como lente teórica para compreensão do fenômeno. O contexto da pesquisa são os processos de modelagem de negócios de diversas startups localizadas na região metropolitana de São Paulo. O estudo é exploratório e abdutivo das ações, escolhas e atividades realizadas durante a experimentação na modelagem de negócios de maneira coordenada que impactam a conquista da legitimidade de startups. As entrevistas em profundidade baseadas na técnica dos incidentes críticos foi o método de coleta de dados aplicado. A contribuição teórica é um modelo processual que amplia as possibilidades da experimentação empreendedora como alternativa aos papéis da sinalização e do convencimento associados à experimentação. Isso permite aos praticantes conceberem modelos de negócio e mercados para sua aceitação.
  • Item
    Critérios de decisão de investidores em crowdfunding no Brasil experimentos da análise conjunta baseada em escolhas
    (2023-08-16) Dallolio, Valerio Machado
    Esta pesquisa investiga como indivíduos comuns decidem aplicar recursos financeiros em investment crowdfunding (ICF), abordando as seguintes questões. Com base em que informações principais os investidores de ICF no Brasil tomam sua decisão? Que importância relativa atribuem à estas informações? E como vieses comuns de investimento afetam sua decisão? Para respondê-las, foram utilizados experimentos de análise conjunta baseada em escolhas (CBCA) com usuários de duas plataformas de ICF brasileiras, uma especializada em equity crowdfunding (ECF) e a outra em lending crowdfunding (LCF). Nestes experimentos, investidores selecionaram perfis de ofertas hipotéticas de ECF e LCF, compostas por atributos e níveis praticados em ofertas reais, no mercado brasileiro. A pesquisa é inédita, não somente no Brasil e os resultados contribuem para reduzir a lacuna de conhecimento sobre a decisão de investimento em ICF. Assim, no caso do ECF, os resultados apontam que o critério de decisão mais importante é a experiência do time empreendedor, 65,3% mais importante do que o critério financeiro, dado pelo crescimento da receita projetado nos próximos cinco anos, e 84,2% mais importante que o critério empresa, dado pelo grau de inovação do produto, serviço ou modelo de negócio da startup. Ainda sobre o time, há uma relação em “U” invertido entre seu tamanho e a preferência do investidor; e startups lideradas por mulheres agradam mais aos investidores, viés que é exacerbado nas investidoras mulheres. Por último, a familiaridade dos investidores com o mercado ou produtos da startup é mais relevante para investidores inexperientes. No caso do LCF, dado a importância do investimento imobiliário no Brasil, optou-se por enfocar este investidor. Neste contexto, as evidências indicam que é a percepção de risco de default pelo investidor que determina sua decisão de investir, não a sua expectativa de retorno. Assim sendo, o critério de decisão mais importante para este investidor é o patrimônio líquido (PL) da empresa, proxy de score de crédito, geralmente indisponível ao investidor em LCF a empresas, no Brasil. O PL da empresa é 156,6% mais importante do que o prazo do empréstimo e 179,5% mais importante do que a cidade, onde se localiza o empreendimento. Adicionalmente, a familiaridade com a cidade tende a incentivar o investimento, independentemente da experiência do investidor ou a sua distância geográfica ao local do investimento.
  • Item
    Sistemas de alto desempenho de captação de ideias dos empregados: desvendando relações entre inovação horizontal e organização inovadora
    (2023-07-31) Álvares, Antonio Carlos Teixeira
    Este projeto insere-se no campo de Gestão de Operações e Inovação e trata da questão das inovações em empresas tradicionais, provenientes de todos os empregados da organização. A sustentação da competitividade das empresas está vinculada à sua capacidade de inovar. Inovação é a implementação de ideias que trazem resultados para a empresa. Dentre os diversos instrumentos criados para gerar ideias, estão os sistemas de ideias dos empregados. Análise do caso Brasilata, empresa pertencente a um setor tradicional (Álvares, 2018), chegou à conclusão de que um sistema de alto desempenho de ideias dos empregados captou, sistematicamente, não apenas ideias que deram origem a inovações incrementais, mas também ideias que, implementadas, produziram inovações radicais, fazendo com que a organização se tornasse ambidestra. Uma das limitações desse estudo de 2018 decorre do fato de a conclusão se basear em um estudo de caso único, assim o estudo de outros casos de empresas que adotam o sistema de captação de ideias a partir de todos os colaboradores é apropriado. A questão é relevante uma vez que muitas empresas buscam a inovação como uma forma de criação de valor, porém as organizações inovadoras, especialmente aquelas pertencentes a um setor maduro, são raras (Gibson & Skarzynsky, 2008, pp. 4-5). A inovação sempre foi a prioridade máxima e também a frustração máxima para os executivos globais, sendo que, segundo pesquisa de opinião da McKinsey, 84% reconheciam a importância de inovar, porém 94% estariam insatisfeitos com o seu desempenho em inovação (Christensen et al., 2018, p. 2). No presente trabalho, pretendese responder à seguinte pergunta de pesquisa: Como organizações tradicionais podem alavancar inovações radicais, por meio de um sistema de ideias dos empregados, além de inovações incrementais? A base teórica envolve o estudo das organizações inovadoras ambidestras, com especial atenção aos sistemas de alto desempenho de ideias dos empregados. A metodologia da pesquisa contou com a realização de um estudo múltiplo de casos envolvendo empresas pertencentes a setores tradicionais que adotam sistemas de alto desempenho de ideias dos empregados com o objetivo de verificar se são organizações inovadoras ambidestras que produzem continuamente inovações de qualquer natureza e magnitude. Os resultados do estudo múltiplo indicaram que as empresas analisadas são inovadoras e produzem, além de inovações incrementais, também inovações radicais. Espera-se que os resultados possam contribuir para que os gestores, especialmente os de empresas maduras, obtenham sucesso na busca e na produção sistemática de inovações de todos os tipos e magnitudes.
  • Item
    Desmaterializando a espera: como inovações virtuais podem mudar a atitude de usuários de serviços públicos
    (2023-08) Carvalho, Luciana Jordão da Motta Armiliato de
    Esta pesquisa busca identificar efeitos gerados pela virtualização do Estado na atitude de usuários de serviços públicos. As bases teóricas utilizadas para a análise do fenômeno partiram da ação pública, utilizando o modelo de análise atitudinal de policy feedback sob a perspectiva dos usuários de serviços públicos. O modelo de análise de policy feedback compreende que as políticas públicas são simultaneamente resultado e causa de forças políticas, afetando, desta forma, a atitude dos usuários de serviços públicos. Os objetivos específicos da investigação são: analisar como a desmaterialização de serviços públicos gerada pela virtualização do atendimento, a partir da incorporação de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), afeta a atitude do usuário em relação ao órgão público que adota as novas tecnologias digitais e compreender como este mesmo fenômeno afeta a percepção do usuário a respeito da sua capacidade de acessar a política pública. Trata-se de estudo qualitativo de caso único com a utilização de duas fontes para a coleta de dados realizado no Brasil, em um órgão público do Sistema de Justiça, a Defensoria Pública. A primeira coleta compreende fontes documentais e corresponde a 718 manifestações escritas de usuários do serviço público ao longo dos anos de 2019, 2020 e 2021. A segunda fonte de coleta é composta por 14 entrevistas com usuários do serviço. Os resultados mostraram que a virtualização do atendimento foi capaz de criar efeitos atitudinais de policy feedback estáveis e rastreáveis, a partir da adoção de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Os achados também indicam a desmaterialização como forma de alteração incremental potencialmente geradora de efeitos atitudinais imediatos nos usuários, de forma heterogênea e complexa, comprovando a relevância da experiência pessoal dos usuários para esta definição. Quanto à influência da virtualização nas atitudes dos usuários sobre a sua capacidade de acessar a política pública, os resultados desta investigação demonstram que há uma ligação direta entre a atitude de policy feedback e a habilidade dos usuários de serviços públicos de utilizar as ferramentas de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC), acrescida de sua experiência uso. Neste aspecto, os mais afetados pelo fenômeno da virtualização são os usuários que não possuem letramento digital. Os achados ainda confirmam a importância do contexto nacional para a opção de uso das novas tecnologias, confirmando uma falta de confiança do usuário brasileiro em transações e contatos virtualizados. Por fim, não foram encontradas evidências neste estudo que fundamentem a interpretação de que as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) geram um sentimento homogêneo de proximidade do usuário da política pública com a administração pública. Este trabalho apresenta três contribuições teóricas: i) a definição da desmaterialização de políticas públicas como geradora de feedbacks atitudinais de aceleração, ii) a identificação de uma nova forma de falha na implementação de políticas públicas, a desmaterialização da espera e iii) a apresentação de uma classificação de perfis de usuários em políticas públicas híbridas, a partir do modelo de análise de policy feedback. Como contribuições para a prática, será detalhada a criação de Grupo de Pesquisas no órgão público em que a investigação foi realizada, voltado a discussão de temas em gestão pública, além da participação na Cátedra de Pesquisa Victor Nunes Leal, onde o tema da virtualização na administração pública foi discutido no âmbito da Corte Constitucional do Brasil.