FGV EAESP - CDAE: Teses, Doutorado em Administração de Empresas

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 762
  • Item
    Essays on the influence of NHC (Nutrition and Health Claims) on consumer response
    (2023-11-17) Sutil, Bruno do Nascimento
    Esta dissertação explora as influências históricas e contemporâneas da indústria alimentar, dos meios de comunicação social e das intervenções regulamentares nas percepções e escolhas dos consumidores. O trabalho enfatiza o papel das Comunicações de Nutrição e Saudabilidade (NHC) e da Rotulagem Nutricional na Frente da Embalagem (FoPNL) na formação da compreensão do consumidor. O estudo destaca os desafios colocados pelas informações enganosas nas embalagens e na publicidade, necessitando de regulamentações governamentais para garantir uma comunicação precisa dos alimentos. No centro da análise está o efeito halo de saudabilidade, onde uma única informação, como o NHC, influencia as percepções gerais do produto. A pesquisa reconhece a agência do consumidor na tomada de decisões e investiga processos cognitivos, como a dissonância cognitiva, que afetam as escolhas. Dividida em três artigos, a dissertação analisa sistematicamente o impacto do NHC nas percepções do consumidor, explora a relação entre o efeito halo de saúde do NHC e a dissonância cognitiva e testa as limitações do NHC e do FoPNL nos produtos alimentares, fornecendo informações valiosas sobre a dinâmica dos alimentos.
  • Item
    Fake news, desinformação e infodemia nas redes sociais: uma proposta de caracterização
    (2023-10-10) Abreu, Rosamelia Girão
    Nos últimos anos, presenciamos uma enorme preocupação com a difusão de fake news nas redes sociais, com potenciais grandes consequências políticas e sociais, porque estas se espalham mais rápida, profunda e amplamente do que informações factuais. Nas redes sociais, câmaras de eco, algoritmos e vieses cognitivos desempenham papel relevante na modelagem do comportamento de seus usuários. Entretanto, a própria definição de fake news ainda é alvo de intensos debates e o arcabouço das pesquisas disponíveis ainda é recente e inconclusivo, o que demanda maior exame desse assunto. De fato, apesar do crescimento de estudo focados em fake news, os pesquisadores desse fenômeno ainda não chegaram a uma definição única para o conceito. Sobretudo, embora algumas alegações possam ser verificadas num processo de fact check e, em seguida, filtradas caso sejam falsas, o fato é que muitas técnicas podem ser utilizadas para propagar mentiras em redes sociais sem que se façam, stricto sensu, alegações falsas. A maioria dos autores que se debruçaram sobre o tema partiram do princípio de que a verdade e a falsidade podem ser concretamente definidas. Como podemos saber, de fato, o que é verdade? Ou antes, o que é a verdade? Assim, como contribuição teórica, este trabalho trazer mais clareza à definição do construto fake news, propondo um critério alternativo para sua classificação. Este trabalho situa-se, então, na intersecção dos estudos de Marketing sobre Redes Sociais e da formação da opinião pública na Comunicação. Como perspectiva filosófica adotou-se o construtivismo social, com estratégia de pesquisa qualitativa. Foram usados dados coletados no Twitter (atual plataforma X), de março de 2020 a fevereiro de 2021, durante a pandemia de COVID-19 e que incluíram, mensalmente, as 30 maiores postagens repercutidas no Twitter com relação ao tema “vacina”, num total de 360 mensagens, que foram, posteriormente, analisados usando a técnica de Análise de Conteúdo. O trabalho propõe uma classificação para fake news baseada em três vetores: o formato gráfico, a intenção de causar dano e fatualidade ou perigo claro e presente, além de sugerir critérios claros para que se faça essa caracterização. Este estudo contribui com os formuladores de estratégias de comunicação, especialmente em momentos de crise.
  • Item
    Smart cities for whom? Intersectionality and women`s safety perception and violence experience
    (2023-10-10) Macaya, Javiera Fernanda Medina
    This thesis aims to understand how intersectionality shapes women’s experiences in smart cities and analyses how technologies affect such experiences. This qualitative research was conducted based on semi-structured interviews with diverse women. The fieldwork provided information about women’s understanding of smart cities, technologies' role, safety perception and experiences of violence. Besides the critical-interpretive epistemological positioning, a phenomenological approach is used to understand these phenomena, and a deductive and inductive coding process was undertaken in the data analysis. Based on the perspectives of women from the Global South, the research highlights the need to consider intersectionality in designing, implementing, monitoring, and evaluating smart city initiatives. The intersectional approach considers the embeddedness of power, privilege, differentiation, and systems of domination in urban spaces and technologies. Therefore, considering the diversity of shapes and effects, that approach helps comprehend the inequalities in smart cities. The thesis advances some contributions. Using intersectional lenses contributes to the smart city field. It enables the designing of smart city plans and addressing contextual inequalities resulting from differentiation processes and systems of domination in society. The research contributes to understanding women’s perspectives and experiences in the city and technology’s roles. Specifically, it brings Global South perspectives to address these themes, showing how some experiences are particular to our context and, when similar, provide nuances and colours from here. The thesis also contributes to understanding women’s experiences of violence in urban and public spaces. The research shed light on the relevance of analyses focused on understanding the differentiation processes and systems of oppression in violence (especially regarding sexual violence). More nuances about other types of violence also inform which elements should be contemplated in the solutions’ design. Lastly, it shows women’s low expectations about technologies to prevent crimes, particularly those related to sexual violence and their expectations of using them to promote a better reception and support for victims.
  • Item
    Fatores antecedentes e atenuantes de burnout durante a pandemia de COVID-19
    (2023-10-27) Sant'Ana, Lívia Sousa
    A pandemia de Covid-19 trouxe impactos significativos na saúde mental da população global, incluindo um aumento alarmante nos níveis de ansiedade e depressão em todo o mundo. Nesse contexto, o estudo da síndrome de burnout ganha relevância, visto que as condições adversas da pandemia podem ter agravado sua incidência. Embora a literatura sobre burnout tenha mais de 50 anos, a literatura em geral foca em contextos de normalidade laboral, e não em ambientes de vulnerabilidade percebida como na pandemia de Covid-19, e os estudos em cenários extremos têm foco quase exclusivo na população diretamente afetada, como os profissionais de saúde. Uma lacuna na literatura parece ser os efeitos de cenários extremos sobre populações laborais indiretamente afetadas. Este estudo busca contribuir na redução dessa lacuna ao (a) testar como fatores relacionados ao trabalho, à família e à própria pandemia estão interligados e podem influenciar a síndrome de burnout; e (b) analisar o burnout, seus fatores antecedentes e atenuantes a partir de dados de uma população laboral indiretamente afetada pela pandemia de Covid-19. Com base no Modelo DemandaControle-Suporte (DCS), a pesquisa usou dados quantitativos secundários que foram originalmente coletados em múltiplos períodos durante a pandemia por uma instituição financeira sediada em São Paulo. Os resultados deste estudo reforçam a hipótese multiplicativa, mostrando em cenários de vulnerabilidade percebida, que o impacto totalizado dos fatores antecedentes e atenuantes excede a soma de suas contribuições individuais, pois os fatores interagem entre si no processo de desenvolvimento da síndrome de burnout, denotando que as características do ambiente laboral não agem de forma isolada na formação do estresse ocupacional crônico e na intensificação da incompatibilidade entre as expectativas do indivíduo e a realidade apresentada. Os dados permitem concluir que os efeitos de acirramento das condições estressoras vão além dos setores de linha de frente e não apenas enriquecem a compreensão da relação entre trabalho, família e saúde mental em tempos de crise, mas também fornecem insights práticos para a gestão de pessoas em organizações que enfrentam desafios semelhantes.
  • Item
    I want to break free: a phenomenological study of entrepreneurs’ experiences of freedom
    Manzoli, Ana Carolina Jacob
    What drives and inspires young people to get into entrepreneurship is widely researched. However, most studies addressing the motivation for entrepreneurship are based on organizational psychology and take an objectivist and cognitive approach. In contrast with this literature, my study is from an intersubjectivist ontological and a subjectivist epistemological position and is informed methodologically by phenomenological perspective that focuses on lived experience. My study aims to answer the following research question: "What does the experience of freedom mean for young entrepreneurs?” I gathered empirical material through participant-led photo-elicitation methods and in-depth semi-structured interviews. I contribute to the field of entrepreneurial studies theoretically and methodologically in the following way: a) Theoretically: extending literature on entrepreneurial motivation and entrepreneurial intention by offering a deeper and broader understanding of freedom. The former is primarily concerned with a specific element of freedom: autonomy, whereas the study findings offer a fruitful and profound understanding of how entrepreneurs experience freedom as relational, transitory, and contradictory; b) Methodologically: by bringing a rarely used perspective to the field of entrepreneurship, that of phenomenology, which is based on an intersubjectivist ontology and a subjectivist epistemology. Consequently, understanding how entrepreneurs experience freedom could help people make better and more informed career choices.
  • Item
    Essays on corporate social irresponsibility
    (2023-12-06) Rezende, Lígia de Azevedo
    This dissertation explores, along four independent chapters, the phenomenon of Corporate Social Irresponsibility (CSI). Chapter 1 presents a major literature review on the topic in order to synthesize this body of knowledge and propose a research agenda for future studies. The second chapter investigates the impacts of CSI on the employees of irresponsible firms, examining how such events affect their careers and financial outcomes. The third chapter examines how firms’ decision to engage in greenwashing – a common and deceitful disclosure strategy – is influenced by stakeholders’ difficulty in observing and assigning blame for CSI to specific firms. Finally, chapter 4 explores how shareholders respond to CSI through ESG-related activism, and how the language in sustainability reports may influence their responses. Taken together, the four chapters of this dissertation bring implications to several streams of research, especially to the literatures on corporate social (ir)responsibility, non-market strategies, stakeholder theory, impression management and information disclosure.
  • Item
    ESG criteria adoption by financial institutions: an investigation on lending impact
    (2023-10-30) Dalla Riva, Enrico
    The adoption of environmental, social, and governance (ESG) standards by financial institutions can be a powerful accelerator for sustainable development, however it is necessary to determine why financial institutions do or do not accept such criteria. We draw on the coercive, normative, and mimetic forces identified by DiMaggio and Powell (1983) and Scott (1995, 2003) in institutional theory and on social capital theory, which discusses the role of social ties of firms to people and communities (Coleman, 1988, Nahapiet & Ghoshal, 1998), to seek answers to the question of how the phenomenon of sustainable finance operates in the loan market. This research used a mixed method investigation to explore the use of ESG criteria in the financial system which primarily evolved from a quantitative analysis using difference-in-difference regressions on data on new loans from the database of the financial regulators and was complemented by a qualitative approach that started with focus group sessions with experts and ended with a content analysis of the reports in conjunction with interviews with financial institution officers. This strategy was used to answer the following questions: What are the motivators for ESG implementation in financial institutions? How have these changes been incorporated into the risk assessment processes of financial institutions? What is the impact of ESG regulations on the loan market in Brazil? Although the regulator’s efforts regarding socio-environmental risks have been recognised since 2014, the impact on the real economy remains unknown. The results show that institutional forces are associated with organisational change towards ESG business integration, but without major economic impact. Furthermore, based on social capital theory, the study confirmed heterogeneities within the financial system, particularly in the operations of credit unions, where maturities appear to be influenced by legislation, although such an endeavour has not yet been systematically applied to all loan terms (i.e., portfolio volumes and interest rates), nor has it considered the high climate risks of the financial sector. This research contributes to finance and sustainability pieces of literature when both institutional and social capital theories are employed to explain the sustainable finance phenomena within financial institutions progressing in such an interdisciplinary field. Additionally, it offers a regulatory impact study for future uses.
  • Item
    A relevância da geografia no estudo da estratégia de negócios em empresas não localizadas em aglomerados geográficos
    (2023-10-30) Fernandes, Erik Cordeiro Caldas
    Esta pesquisa tem como objetivo investigar a influência de fatores geográficos na competitividade de empresas não aglomeradas, com foco na investigação das estratégias de difusão espacial de tecnologia. Enquanto a literatura existente explora extensivamente as vantagens de empresas localizadas em aglomerações empresariais, há uma relativa escassez de pesquisas que abordam a competitividade de empresas não aglomeradas. Este estudo busca ampliar o entendimento da inter-relação entre a geografia e os estudos de estratégia empresarial neste campo, promovendo e incorporando modelos de análise geográfica baseados na teoria de difusão espacial de inovações e nas concepções geoeconômicas do espaço da economia regional, e explorando a utilização de métodos estatísticos espaciais e teorias sobre a atenção organizacional (ABV) como bases para análise estratégica. A base empírica desta pesquisa reside na investigação das estratégias de difusão de tecnologia adotadas por empresas incumbentes nacionais e pequenos e médios provedores de internet (ISP) para alcançar clientes finais no mercado de banda larga fixa no Brasil. O estudo é estruturado em três artigos distintos: o primeiro artigo fornece uma revisão abrangente da literatura e propõe uma taxonomia de estratégias de difusão espacial de tecnologias; o segundo artigo utiliza métodos de análise estatística espacial, para explorar os padrões de difusão e a dependência espacial das ondas de propagação de tecnologia de empresas incumbentes nacionais e dos ISP; o terceiro artigo realiza um estudo de casos múltiplos para investigar as razões por trás da perda de domínio territorial e de participação de mercado por parte das empresas incumbentes tradicionais diante do crescimento das ISP. Os achados deste conjunto de artigos destacam a relevância da geografia na compreensão da competitividade. A revisão da literatura aponta um majoritário e representativo grupo de estudos que reafirma esta importância, inclusive entre empresas não aglomeradas, ainda que a literatura seja mais limitada. Os resultados das análises quantitativas do caso empírico estudado revelam que as ondas de difusão da tecnologia de banda larga fixa, impulsionadas pelas estratégias das empresas incumbentes e ISP, apresentam dependência espacial, mas com padrões distintos de propagação. Além disso, o estudo qualitativo destaca como estruturas geográficas contextuais e concepções geoespaciais presentes nas estruturas de conhecimento das empresas incumbentes limitam seu espaço e foco atencional. Este trabalho propõe que essa limitação resulta em avaliações inadequadas das estratégias dos ISP, levando, em última análise, à perda de domínio geográfico e ao desafio a sua liderança de mercado. Em conclusão, esta pesquisa contribui para a compreensão da influência da geografia sobre a competitividade das empresas não aglomeradas, fornecendo melhor entendimento sobre a interação de fatores geográficos e estratégicos na difusão espacial de tecnologia e, especificamente, nas dinâmicas competitivas do setor de banda larga fixa no Brasil.
  • Item
    The effects of retail sustainable strategies on the sustainability of the food value chain
    (2023-09-29) Araujo, Cecilia Maria Lobo de
    Retail plays a strategic and influential role in the food value chain, acting as a crucial link between suppliers and consumers. It directly shapes production and consumption patterns and indirectly influences the dynamics of the food value chain. Large retail companies, driven either by stakeholder pressures or voluntarily seeking a competitive advantage, are implementing a diverse portfolio of sustainable initiatives. This study is grounded in Stakeholder Theory and the understanding of the sustainability of the triple bottom line (Donaldson & Preston, 1995; Elkington, 1997). Through three interconnected investigations, seek to address the question: "How does the implementation of sustainable initiatives by retail impact the sustainability of the food value chain?" Article 1 through a pattern-matching methodology introduces an alternative perspective for sustainability - the ecocentric management mindset. This framework offers guidance for sustainability achievement at the corporation level. It emphasizes the critical importance of recognizing, engaging with, and comprehending the social and physical environments in which firms operate ("place"). It drives a constant process of reflection and questioning about sustainability achievement, providing an alternative for corporations in their pursuit of sustainability. Article 2 presents empirical findings derived from the implementation of sustainable initiatives by a multinational retail company. The study examines three distinct sub-cases: animal welfare within the pork value chain, the Horti fruit market, and food donation initiatives. Using the lens of stakeholder theory, it assesses value creation and sustainability. The results reveal positive value creation and better levels of sustainability achievement for retail and its stakeholders, along with variations in retail behavior and engagement levels influenced by motivation for retail to implement the initiative, market dynamics, and stakeholders’ power, among other factors. Article 3 through systematic literature review delves into the concept of materiality within stakeholder theory and its implications for corporate sustainability; and examines materiality assessment through empirical data derived from sustainability reports of Carrefour in Brazil. It sheds light on the limitations of the process within the framework of stakeholder theory and proposes a novel model. This model positions "nature" and "place" as central stakeholders, alongside the firm, representing the shared purpose of the firm network. It emphasizes the importance of ongoing reflection and questioning to maintain a relevant and adaptive sustainability framework. The study concludes by summarizing the key findings and outlining potential avenues for future research in this critical intersection of retail, sustainability, and the food value chain.
  • Item
    The role of institutions in promoting a favorable business environment: an experimental approach
    (2023-09-06) Oliveira, Charles Bonani de
    Institutions significantly shape the business environment and foster entrepreneurship through regulations and implicit norms, forming the core for economic activities, including entrepreneurial endeavors. Institutions not only mold the uncertainty landscape for entrepreneurs and managers but also steer their decisions and actions. The intricate interplay among institutions, socio-cognitive attributes, politics, and innovation merits further scholarly exploration, revealing the intricate relationships that drive entrepreneurial ecosystems. This thesis contributes by providing novel insights into institutional roles in business environments. Institutions encompass formal and informal aspects, establishing the bedrock of shared social norms that inherently impact political, economic, and social interactions.
  • Item
    Sonhos Yanomami na decolonização dos estudos organizacionais
    (2023-09-28) Nogueira, José Marcelo Maia
    Nesta tese, proponho uma discussão a respeito da Decolonização dos Estudos Organizacionais a partir de ontologias de povos indígenas – aqui considerados como grupos de pessoas que conseguem resistir, apesar do extermínio e sofrimento que enfrentam por meio da colonização, capitalismo e modernidade, há séculos. A revisão de literatura toca em discussões sobre a Decolonialidade, os Estudos Organizacionais (principalmente os hegemônicos, provenientes do pensamento moderno/capitalista) e a relação histórica de extermínio da colonização sobre povos indígenas. Uma vez que a combinação de modernidade, capitalismo e colonização empacota uma ontologia que busca enfatizar racionalismo e linearidade (própria do pensamento europeu e seus derivados dos últimos séculos), busquei entrar em contato com um pouco do infinito saber indígena (no caso, o povo yanomami), e de seu Organizar, principalmente a partir de seus sonhos. Os sonhos – por suas características não necessariamente lineares e racionais, são aqui tidos como uma fonte de questionamento à colonização como base dos Estudos Organizacionais e da ciência moderna. Para tanto, fiz uma análise temática do livro ‘A Queda do Céu’, que apresenta relato de vida do xamã yanomami Davi Kopenawa. Com base nos temas ‘o tempo do sonho’ e ‘xapiri’ (espíritos da floresta), discuto como os yanomami se organizam a partir de seus sonhos. Considerando que os Estudos Organizacionais hegemônicos costumam focar mais em pesquisas que enfatizam o trabalho e a gestão de recursos em organizações, faço uma discussão sobre organizações humanas que perpassam as relações sociais como um todo, no meio em que estão inseridas. No caso dos yanomami (bem como de muitos outros povos indígenas), tais sociabilidades permeiam esferas humanas, animais, vegetais, biológicas e siderais, num extenso sentido de humanidade e de vida. Os sonhos são transversais a todo esse entendimento que, por vezes, não atua pelos caminhos da racionalidade, linearidade e lógica (moderna/capitalista). Em meio a esta discussão, proponho também reflexões acerca da ‘ontologia colonizadora’, frente a diversas ontologias indígenas. A análise temática de ‘A Queda do Céu’ me levou a concluir que a relação dos yanomami com os xapiri, no tempo do sonho, os leva a uma forma de Organizar capaz de contribuir com a decolonização dos Estudos Organizacionais – seja mostrando a experiência de um povo que precisou se (re)organizar de formas inimaginável diante da colonização, ou até mesmo ao nos permitir questionar se os modos de vida dos yanomami podem realmente ser considerados como partes de “um Organizar”.
  • Item
    Reassembling management and organisation science: a call for nomadism, transcendental empiricism and creative involution within the field in the face of the grand challenges and the Anthropocene
    (2023-09-25) Gross, Amanda Albuquerque
    This thesis, ambitiously, aims to problematize the common assumptions within Management and Organisation Studies (MOS), as the debates on the Grand Challenges and the Anthropocene, among others, have advocated that our common theoretical and methodological approaches are unable to produce knowledge relevant for dealing with the consequences of those phenomena for the organisational realm. Thus, in this piece, I propose to reassemble the field of MOS by admitting the dependences that we have on other divergent bodies of knowledge, reinforcing the need for new theoretical and methodological approaches, as well as the need to break away from the phallocentrism on which the ‘publicization’ sphere was built. In order to do so, I applied the principles of Deleuzoguattarian philosophy, mainly through the ideas of nomadism, creative involution, cartography, and transcendental empiricism. I also anchor this discussion in key concepts from Actor-network theory, such as translation processes and cartography. Those perspectives are combined with the narrative approach and the feminist perspective of 'dirty' writing, as alternatives to hegemonic ideas of ‘rigour, purity, mastery and masculinity’ within the field. I believe that this proposal could support organisational scholars in reflecting and producing more relevant knowledge for dealing with the consequences of climate change, social inequality and to construct a more diverse social/organisational world. Therefore, the contribution of this thesis is essentially political and philosophical and is supported by some critiques that are already present within the field, and in some discussions around it. In terms of format, this thesis both challenges conventional academic writing norms and emulates the typical structure of a traditional thesis. This was done to engage the readers more with the message, while also serving as a means to test the ideas put forth in the thesis within the field. Finally, it is important to say that the conclusion is more about leaving the questions that guide this thesis open for discussion. The epistemological approaches proposed herein serve as just a few of the many valuable ‘tools’, frameworks and forms of ‘imagery’ for considering our multiplicities, the forces, and the struggles that occur within, and in relation to, the field. Therefore, the main idea is to cultivate reflexivity and awareness in our work in MOS in order to make it more meaningful to the social/organisational realms that are being changed through the transformative emergence of this aberrant new world.
  • Item
    Stakeholder engagement for circular economy in the built environment: a comparative study of London and São Paulo
    (2023-09-05) Loviscek, Vittoria
    The Built Environment sector's extensive resource depletion, waste generation, and greenhouse gas emissions underscore the need for collaboration among stakeholders. This collaboration is vital for finding solutions that promote economic growth, harness the potential of circular productive systems, and extract value from existing materials and resources. This study investigates the relationships among stakeholders of the Built Environment supply chain to understand their motivations, engagement strategies, and the resulting actions to develop and implement practices of circular economy at all stages of the loop of the construction supply chain. The investigation consists of a comparative casestudy between London and São Paulo. Stakeholders of the whole supply chain are included in the research considering the private sector, the public sector and the third sector. Stakeholder Theory is integrated into the literature of Circular Economy to employ the ReSolve framework for the developing and implementing circular business models (CBM) in this industry. The research addressed the following question: how do stakeholders of the value chain and value network interact, and what engagement strategies are involved in the process of development and implementation of circular economy practices in the loop of the built environment? The study is meant to fill a research gap by providing a holistic picture and understanding of the ongoing relationships and strategies for CBM development. By considering (1) types of stakeholders, (2) motivations of stakeholders, (3) stakeholder engagement strategies, (4) stakeholders’ action integrated with the ReSolve Framework, and (5) CBMs of the Built Environment supply chain, this investigation provides a clear focus for decision-making for all the sectors involved and clear directives for further investigations. The originality lies in its contextual characteristic of comparing London and São Paulo. The main results show that in a context with a strong policy framework, managers mostly focus on raising awareness and providing educational training, while in a context with a weaker policy framework, managers pressure the supply chain to adapts to environmental requirements by adopting certifications and green labels. The research also provides a theoretical model by understanding the integration of the ReSolve Framework with stakeholder management strategies. It concludes by providing theoretical contributions and managerial best practices and insights.
  • Item
    O efeito das virtudes do líder sobre a qualidade da relação líder membro em empresas familiares no contexto da pandemia da COVID-19
    (2023-08-15) Caiado, Marcos André dos Santos
    Esta pesquisa trata da percepção de virtudes do líder pelo seguidor e de seu potencial efeito na qualidade da relação líder-membro (LMX), e investiga se as relações de LMX nas resultantes individuais de comportamento de cidadania organizacional (OCB) e engajamento, previstas na literatura, podem ser afetadas em condições adversas e de vulnerabilidade percebidas pelo seguidor. A pesquisa, de natureza quantitativa, coletou dados no contexto de empresas familiares no Brasil durante a pandemia da Covid-19, por meio de surveys, em duas ondas timelagged com liderados, além de uma terceira onda posterior coletando dados do líder sobre os liderados. Os resultados da pesquisa não apenas comprovam o efeito da percepção de virtudes do líder pelo seguidor em LMX, mas também mostram que tal efeito ocorre pela mediação da confiança baseada em identificação (IBT). Além disso, os resultados mostram que em contextos de grande instabilidade e vulnerabilidade percebidas pelo liderado, as relações líder-membro e suas resultantes individuais são afetadas, em especial, pela ordem de retorno ao trabalho. A pesquisa apresenta e discute esses resultados e suas implicações para estudos futuros e para a práxis.
  • Item
    Impactos da telemedicina no modelo de negócio da indústria farmacêutica sob o prisma de entidade representativa do setor: uma pesquisa participante
    (2023-07-13) Oliveira, Shirley Meschke Mendes Franklin de
    Esta tese se insere no campo da saúde e trata do impacto da telemedicina no modelo de negócio da indústria farmacêutica sob o prisma do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), que reúne indústrias farmacêuticas de capital nacional e internacional de todos os portes e especialidades, fornecedores e prestadores de serviço do setor, que respondem por mais de 95% do mercado de medicamentos no país. Para atingir o objetivo, foi realizada uma pesquisa participante de 02 de junho de 2022 a 30 de março de 2023, com acompanhamento dos trabalhos do Comitê de Saúde Digital e análise de trabalhos e discussões ocorridas nos comitês de Marketing e Business Support, Regulatório, Estratégico Jurídico e Acesso, além de entrevistas com representantes do setor, para adicionar elementos relevantes sobre os desafios da saúde no Brasil e o impacto da telemedicina nas relações estabelecidas entre organizações participantes do setor. As Estratégias Global e Brasileira de Saúde Digital foram avaliadas, com foco especial nas prioridades de melhoria à atenção primária. A análise do modelo de negócio da indústria farmacêutica, a forma como se cria, entrega e captura valor, foram determinantes para identificar como a telemedicina impactou o modelo de negócio. Ao final foi apresentando um mapa de oportunidades para ampliação da prática de telemedicina, com sugestões de ações para as indústrias farmacêuticas e considerações de projetos para Sindusfarma, visando contribuir com o Plano Estratégico de Saúde Digital, com a aceleração da inovação e modernização do setor e ampliação do acesso aos pacientes à informação, prevenção, diagnóstico e tratamento.
  • Item
    Avaliação de indicadores de uso de TIC e sua eficiência em estados brasileiros
    (2023-08-10) Moraes, Rodrigo Michel de
    Este estudo objetiva avaliar o uso de Indicadores de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) de cinco estados brasileiros (Goiás, Paraíba, Pernambuco, São Paulo e Santa Catarina). Para isso, propôs-se identificar padrões de indicadores de uso de TIC e comparar a eficiência dos gastos de hardware, software e pessoas por meio de revisão bibliográfica, contextualizando a problemática da pesquisa, referente ao comportamento no serviço público estadual. O objetivo geral é sugerir cenários de indicadores para as entidades estaduais, complementando o modelo atual de análise de Indicadores de TIC a partir de dados extraídos do Sistema de Elaboração e Execução Orçamentária e Financeira (Siconfi), do Portal da Transparência, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep-TIC), validando-os com os gastos referentes às entidades, para identificar a eficiência do gasto de TIC. As análises exploratórias e inferências sobre os dados processados demonstraram que, apesar do notório aumento dos gastos de TI, entre 2014 e 2020, o percentual médio de 13,3% desse volume diz respeito aos gastos com pessoal em relação ao gasto total de TIC. Para comparar a eficiência entre estados, concluiu-se ser necessária a utilização do modelo DEA (Análise Envoltória de Dados) através das DMU (Decision-making Units). Além disso, observou-se que somente Pernambuco alcançou desempenho suficiente no modelo de eficiência e, integrando a divisão não eficiente, estão os estados de Goiás e de São Paulo. Com relação à análise exploratória, o objetivo não é sugerir somente um ranking de gastos de TI e eficiência entre os estados, mas sim expandir a contribuição e a proposta de valor para a administração pública a partir da integração de soluções de sistemas e indicadores de TI para melhor estratégia de tomada de decisão.
  • Item
    Digital platforms and organizations: the case of a Brazilian patisserie in an online society
    (2023-08-26) Vianna, Fernando Resetti Pinheiro Marques
    This dissertation consists of a set of three articles based on digital platforms interactions from a Brazilian patisserie. The three articles take arguments and constructs based on social media affordances, legitimation, reputation, and fantasy work to problematize the use of digital platforms for organizations to manage evaluations. Over the past years we observed studies focusing on digital platform as a way to organizations manage and increase business, digital platforms’ power, ways of users-organizations and non-organizations to resist, and how digital platform affect workers. We already know about how digital platforms impact positively and negatively organizations. However, we still have a limited understanding of how exactly organizations manage digital platforms and its interactions. Analyses that consider interactions between social media profiles and between multiple platforms are still scarce. Thus, I investigate how organizations manage customer evaluation through digital platforms. Through empirical research, I observed how companies interact between themselves and between them and other social media users to manage evaluations on social media. In the first article, I investigate how do organizations’ social media interactions help them to provide and acquire legitimacy. In the second article, I question how organization owner has managed fantasy on social media. Finally, in the third article, I discuss how an organization manage its reputation through multiple digital platforms. My results show that (1) organizations use social media resources, like posts and visual resources, to establish relations among each other and interact with stakeholders looking for legitimation and providing it. Also, (2) organizations use both production and social media technologies to produce content and create some kind of fantasy, that can be abstracted by customers or can become a disillusionment. I conclude by pointing out that (3) organizations use and manipulate multiple platforms data and information to manage their reputations. The analysis allowed me to conclude that organizations relate and interact with different actors, data, and information, providing a relatively control for organization of evaluations by combining and cross-using resources and relations from one platform to another. For the organization this possibility can represent a way out of digital platforms dependence and power. By showing these results, I am generating insights related to social media content production, users’ interactions, and multiple platforms management to inform a theory of Cross Platform Reputation Management.
  • Item
    Sustentabilidade socioambiental em PMEs: pesquisa-ação em uma jornada de preparação para certificação como Empresa B
    (2023-08-31) Silva, Fernando Oliani Vieira da
    As pequenas e médias empresas (PMEs) enfrentam vários desafios para se tornar sustentáveis na dimensão socioambiental, pois têm capacidades e recursos limitados, falta de consciência, conhecimento e experiência em sustentabilidade. Este estudo aborda a jornada de preparação para certificação como Empresa B de uma empresa de pequeno porte, que não nasceu sustentável. As Empresas B são organizações privadas que visam gerar impactos socioambientais positivos com seus negócios. O objetivo do trabalho foi apoiar essa jornada, utilizando o estado da arte do conhecimento sobre organizações híbridas e Empresas B, e extraindo desse processo lições valiosas para outras organizações. Com isso, o trabalho situase no campo da transformação de negócios para a sustentabilidade. A abordagem de pesquisa, para atender ao objetivo proposto, foi a pesquisa-ação, e a seguinte pergunta de pesquisa norteou o estudo de campo: como implementar medidas que ajudem a melhorar os indicadores socioambientais em uma pequena empresa? O estudo apresentou as seguintes conclusões: i) a jornada de preparação para a certificação como Empresa B pode melhorar os indicadores socioambientais da empresa, através da utilização da avaliação de impacto B (BIA) como ferramenta para orientar as mudanças necessárias, avaliação do modelo de negócio para incluir impacto socioambiental, e trabalho educacional sobre sustentabilidade com os líderes; ii) a formalização da governança corporativa, e de mecanismos que alinhem os objetivos socioambientais à estratégia da empresa, são relevantes para torná-los centrais ao negócio; iii) a identificação de oportunidades decorrentes da implementação de práticas sustentáveis pode ser uma alavanca para a sustentabilidade. O estudo apresentou como principais contribuições para a teoria: ampliou o entendimento sobre a jornada rumo a práticas sustentáveis de uma pequena empresa com perfil tradicional; indicou o papel crítico que a governança corporativa pode desempenhar, apontando o porquê e sua importância para tornar a agenda da sustentabilidade central na empresa. As principais contribuições para a prática foram: possibilitou a estruturação de um framework para orientar PMEs sobre como superar limitações e barreiras à implementação de práticas sustentáveis; apontou a relevância da sustentabilidade ser considerada estratégica, e alinhada com ações, metas e a governança para a jornada.
  • Item
    Avaliações online de produtos: o efeito da fonte de informação na confiança do consumidor
    (2023-06-29) Schunck, Josiane Garcelli
    Com o crescimento do comércio eletrônico, tem sido notável o interesse dos consumidores em buscarem informações e avaliações de produtos e serviços na internet, antes de realizarem suas compras. Conceitos econômicos defendem que a busca de informações antes da compra pode ser analisada a partir de uma estrutura de custo-benefício, enquanto a “teoria de credibilidade da fonte” mostra que, quanto maior a confiança na fonte de informação, maior o impacto na decisão do cliente. Sabendo da importância de avaliações online, algumas empresas têm incentivado monetariamente autores a escreverem avaliações enviesadas ou falsas. Portanto o objetivo deste estudo foi entender se os diferentes tipos de fonte de informação de uma avaliação online de produtos afetam a confiança do cliente e seu comportamento online, e, se o fato da fonte ser paga ou não para realizar a revisão exerce influência nas percepções e decisões dos consumidores. Foram realizados quatro estudos, sendo dois experimentos em laboratório e dois experimentos de campo. Os experimentos concluíram que as diferentes fontes de informação aqui testadas, ou seja, especialistas, consumidores ou assistentes virtuais, exercem diferentes influências na confiança do consumidor. A confiança foi medida em suas três dimensões: competência, benevolência e integridade, e o estudo em laboratório com 185 respondentes apontou o especialista como a fonte mais confiável nas três dimensões. O estudo de campo acessou 12.000 clientes em situações reais de um site de avaliações e complementou o achado, apontando que a fonte de maior confiança também gerou maiores taxas de cliques e menores taxas de rejeição no site de avaliações. O segundo estudo em laboratório indicou que, se o especialista for pago, ele é visto como mais competente, embora menos benevolente. O mesmo estudo foi replicado em um experimento de campo e a taxa de cliques foi maior no site em que o especialista não era pago para realizar as avaliações. A principal contribuição deste trabalho foi comparar o nível de confiança de três tipos de fontes em um mesmo estudo e poder relacionar os resultados com comportamentos reais de clientes no site de avaliações. Estas informações são valiosas para a literatura de avaliações online de produtos e para profissionais de marketing, principalmente do ambiente online que podem trabalhar para oferecer informações confiáveis aos seus clientes e ajudá-los na tomada de decisão.
  • Item
    Designing transformative services: how to create services that promote well-being
    (2023-06-23) Hollaender, Paulo Sodre
    Traditionally, the target of service operations have been managerial outcomes, such as profit, customer satisfaction, loyalty, and word of mouth. Over the years, services have become so critical to social life that it is almost inevitable to recognize their impact on human welfare, and these types of outcomes are no longer sufficient to manage services performance and success. Reflecting this change, a new service research approach that focuses on socially bound outcomes has gained force and drawn attention of both managers and academics. Created from the fusion of marketing and operations researches that explore the promotion of well-being outcomes by service organizations, the Transformative Service Research (TSR) is the research field that investigates how interactions between consumer and service entities generate wellbeing outcomes and create uplifting changes for both. Although basic aspects of TSR have already been established, such as focus on vulnerable populations, up to now, the service research community is yet to achieve consensus on what are transformative services and how to design services that promote well-being. The purpose of this research is to push forward the evolution of TSR by developing a general definition of transformative services and understanding how services can be designed to promote well-being. To do that, two research approaches were implemented. First, a theoretical approach investigated distinctive traits and defining features of transformative services to identify what they are. Second, a theory-driven empirical investigation was conducted to develop and validate a new method of design for the creation of transformative services. The proposed method answers the research question: how to design services that promote well-being? The findings, results, contributions and implications of this research were organized in three papers, each of them presented in chapters 2, 3, and 4 of the this thesis. When considered together, all three papers reveal what transformative services are and what should be done to design them. Here, two important steps were made. First, the definition of transformative services provides a unit of analysis for future investigations in both TSR and traditional research fields. The idea that transformative services are a unit of analyses that emerges from TSR allows traditional researchers from the fields of production and operations management (POM), service operations management (SOM), and marketing to contribute to TSR from their usual viewpoints, without adopting a transformative perspective. Second, the proposed design method takes basic premises for the design of transformative services into account and organizes the design process in five stages.