FGV ECMI - Artigos Acadêmicos

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 56
  • Item
    Relating Actors, Links, and Discourses with (Fake) Scientific Claims About COVID-19 on Twitter
    (2023) Piaia, Victor; Almeida, Sabrina; Dourado, Tatiana; Canavarro, Marcela; Dienstbach, Dalby; Cordeiro, Maria Sirleidy; Silva, Lucas Roberto da; Carvalho, Danilo
    This article looks at discourses using alleged scientific sources to support or oppose political positions on the COVID-19 pandemic in Brazil. Analysis: The authors analyzed more than 3.3 million tweets, sorted according to linguistic rules, from a broader database of tweets related to the pandemic. The focus of this analysis was tweets containing affirmations, allusions, or questionings allegedly referring to scientific studies and hypotheses or authoritative sources in order to legitimize a position as being based on scientific truth. Conclusion and implication: The study shows that scientific sources are largely mobilized in networks of information and disinformation and are heavily present in a vast proportion of anti-science and negationist arguments.
  • Item
    Saturação metafórica: um ponto de interseção entre as metáforas e os gêneros
    (Cadernos de Estudos Linguísticos, 2021) Dienstbach, Dalby
    Este trabalho investiga o papel de um aspecto específico da linguagem metafórica – exatamente, a sua saturação (p. ex., DUNN, 2011) – na organização cognitiva dos tipos de discurso. Esta investigação cumpre (i) a identificação de expressões metafóricas em textos identificados com diferentes gêneros, quais sejam letras de canção e charges; e (ii) a análise da saturação metafórica dessas expressões em função de aspectos prototípicos desses gêneros. Os resultados mostram que o funcionamento da saturação metafórica depende do tipo de discurso. Enquanto que, em textos do discurso literário, esse aspecto se acomoda, preferencialmente, no plano intratextual (dentro de um único texto), em textos do jornalismo crítico, embora se estruture de modo situado em nichos metafóricos (VEREZA, 2007; 2010a), esse aspecto pode se estender no plano intertextual. Além disso, a saturação metafórica atua de forma decisiva na identificação e caracterização dos respectivos gêneros, na medida em que cumpre os seus propósitos.
  • Item
    “Breque dos Apps”: uma análise temporal de comunidades e influenciadores no debate público online no Twitter
    (Revista Comunicação e Sociedade, 2021) Piaia, Victor Rabello; Almeida, Sabrina Karlla Oliveira de; Dienstbach, Dalby; Barboza, Polyana; Matos, Eurico
    O objetivo deste artigo é examinar a dinâmica do debate nas plataformas de redes sociais sob a perspectiva da identidade e da ação coletiva. Mais especificamente, buscamos identificar quem foram os atores centrais no Twitter em torno do debate sobre duas paralisações de entregadores de aplicativo contra o regime e as condições de trabalho durante o período da pandemia (UberEats, iFood, Rappi, etc.) ocorridas a 1 e 25 de julho de 2020 no Brasil. Examinamos, além disso, se os perfis mais influentes protagonizaram a formação de comunidades em torno de sua interpretação sobre esse tema. Para isso, coletamos um total de 535.178 tweets publicados em dois episódios de manifestações dos trabalhadores, ocorridos entre junho e julho de 2020. A partir da análise temporal de clusters, identificamos o momento de entrada de cada comunidade no debate sobre o tema e discutimos como perfis de influenciadores, movimentos sociais, políticos e celebridades desempenharam funções centrais na mobilização de apoiadores e no engajamento público ligado às manifestações nas redes. Os resultados mostram que a mobilização social em ambientes digitais ocorre a partir de interações entre grupos com grande envolvimento com as causas defendidas e perfis de atuação mais efêmeros, cuja participação é fundamental para a promoção e divulgação dos atos.
  • Item
    Mídia e COVID-19 na América Latina: uma abordagem sociocognitiva de discursos presidenciais
    (Revista Estudos Linguísticos e Literários, 2021) Cordeiro, Maria Sirleidy de Lima; Azevedo, Karina Falcone de
    Este estudo apresenta uma discussão sobre mídia e COVID-19 na América Latina, examinando os posicionamentos dos líderes políticos e oportunizando uma análise sobre os processos de significação pelos quais esse evento estabiliza sentidos e ativa modelos mentais sobre o conceito de cidadania dos distintos países latinos, em particular, do Brasil e do Uruguai. Para isso, nossa investigação é fundamentada sob a Análise Crítica do Discurso, numa perspectiva sociocognitiva (VAN DIJK, 2000; 2006; 2012; 2016). A metodologia utilizada possui caráter essencialmente analítico e interpretativo com base na abordagem quali-quantitativa. Os resultados mostram-nos que, dentre a América Latina, Uruguai e o Brasil se divergem no combate à pandemia. Enquanto o líder político uruguaio faz funcionar um efeito de unidade no país, Jair Bolsonaro ataca às instituições (OMS e mídia), despreza a ciência e rompe com o efeito de unidade do Estado brasileiro.
  • Item
    A construção dos sistemas de mercado na perspectiva do macromarketing
    (2023) Sauerbronn, João Felipe Rammelt;; Berardinelli, Rodolfo Peres; Silva, Klaus Pereira da
    No presente trabalho apresentamos uma breve revisão de literatura a respeito do conceito de sistema de mercado para num segundo momento mostrar os esforços de pesquisadores na busca pelo entendimento a respeito da construção e da performance dos sistemas de marketing. Partimos da concepção de sistemas de marketing de Layton (2007) e articulamos os acréscimos posteriores do próprio autor sobre esse conceito em construção para melhor entender sua dinâmica e estrutura. Na sequência mostramos o modelo de sistema agregado de marketing (AGMS) apresentado por Ho (2005) para, finalmente, traçarmos um paralelo entre as estruturas de sistemas descritas pelos autores
  • Item
    Construção e dinâmicas de mercados agroalimentares
    (2023) Sauerbronn, João Felipe Rammelt; Rezende, Daniel Carvalho de; Paiva, Caroline Mendonça Nogueira
  • Item
    Periodização: uma proposta metodológica para a análise histórica do ensino de marketing
    (2023-06) Fleming, Marta Cristina Nunes Cruz; Sauerbronn, João Felipe Rammelt
    O estudo a respeito da história do ensino de disciplinas da administração tem atraído a atenção de muitos pesquisadores no Brasil e no exterior. Nesse sentido, desde os princípios da disciplina, pesquisadores do campo do marketing também têm se interessado em entender os trajetos históricos do ensino da disciplina. Alguns autores do campo já utilizaram abordagens simplesmente cronológicas para a divisão das “eras” do marketing, mas essas propostas costumam esbarrar em limitações metodológicas que impedem o aprofundamento da compreensão acerca dos caminhos que a disciplina tomou ao longo do tempo. O método de periodização, segundo Hollander et. al., (2005), é o processo de dividir a narrativa de forma cronológica com marcadores temporais bastante distintos e evidentes, e pode ser utilizada para uma análise comparativa entre os períodos. Mesmo não sendo uma ruptura com as propostas anteriores de divisão do conhecimento de marketing, o uso do método da periodização pode resgatar uma visada mais crítica com relação às formas com que o conhecimento de marketing foi desenvolvido.
  • Item
    Submissão e autonomia: proposições acerca da posição de consumidores no Sistema de Mercado de Imóveis de Porto Alegre
    (2023-08) Muller, Márcio Leandro; Sauerbronn, João Felipe Rammelt; Fonseca, Marcelo Jacques
    Para a disciplina de macromarketing, o resultado desejado de um sistema de mercado é a melhoria da qualidade de vida de seus participantes através de ações cooperativas, especialização e possibilidade de trocas voluntárias. Entretanto, os fluxos dos sistemas de mercado são moldados por seus agentes, que competem hierarquicamente, e, portanto, necessitam de regras de conduta e instituições balizadoras. O objetivo desse artigo é entender como a previdência de alguns agentes afeta a sua posição de submissão ou autonomia dentro do sistema de mercado e como isso é potencializado através das gerações. Para tanto, foi realizada pesquisa no mercado imobiliário de Porto Alegre, junto a moradores de diferentes bairros e contextos sociais. A coleta de dados combinou observação participante, entrevistas em profundidade e análise de material de divulgação de empresas do setor. Por fim, constatou-se que a diferença na preocupação de agentes com previdência, a disponibilidade de recursos dos agentes e a capacidade de ação estratégica destes geram posições relativas de submissão ou autonomia no sistema de mercado, além de potencializar o aumento da desigualdade social e a formação de sistemas de mercado paralelos.
  • Item
    Bolsonaro, entretenimento e política: uma discussão sobre normalização e projeção em programas de TV
    (Revista Compolítica, 2022) Piaia, Victor Rabello; Nunes, Raul
    Este trabalho busca adicionar o entretenimento às análises sobre a dimensão comunicativa da ascensão política de Jair Bolsonaro. Na primeira seção, dialogamos com a literatura sobre entretenimento e política, argumentamos por sua pertinência e propomos a integração das abordagens que enfatizam mediação, lógica e celebridades. Na segunda seção, apresentamos um panorama sobre os dados coletados, que correspondem a 34 participações de Bolsonaro em programas de entretenimento da TV aberta de alcance nacional entre 2010 e 2018. Por fim, à luz dos dados, defendemos o argumento de que a inserção de Bolsonaro no entretenimento contribuiu para sua normalização e projeção. No primeiro sentido, pontuamos que o formato e a recorrência dos programas abriram espaço para a normalização da imagem de Bolsonaro e seu discurso. No segundo, exploramos como a mudança de postura e foco de Bolsonaro ao longo dos programas contribuiu para sua projeção não só entre telespectadores, mas também nas redes sociais.
  • Item
    Ethical issues in WhatsApp research: notes on political communication studies in Brazil
    (Revue française des sciences de l’information etde la communication, 2022) Piaia, Victor Rabello; Matos, Eurico; Dourado, Tatiana; Barboza, Polyana; Almeida, Sabrina Karlla Oliveira de
    This paper aims to discuss procedures, guidelines, and risks that research in the field of social sciences assumes when it is dedicated to the observation of human behavior inWhatsApp groups. In this way, we adopted different data collection and analysis strategies about academic production about the instant messenger. In the first section, wepresent a mapping of WhatsApp research and an analysis of knowledge areas that have produced studies on the application. Then, we approach how the application has beenframed, in Brazilian literature, specially on political communication. Finally, we systematized the debate on ethics in social research on WhatsApp based on four central points,namely: a) data collection strategies; b) privacy and access to sensitive participant data; c) Informed Consent Forms (ICFs); d) position of researchers at the research locus.
  • Item
    A virada afetiva na comunicação e na aprendizagem:mediação radical, lúdico e cognição atuada
    (Revista do Programa de Pós-graduação em ComunicaçãoUniversidade Federal de Juiz de Fora / UFJF, 2022-08) Maia, Alessandra; Regis, Fátima; Messias, José; Perani, Letícia; Timponi, Raquel
    O artigo apresenta as bases conceituais para uma articulação entre tecnologias e humanos no contexto dos processos comunicacionais e cognitivos contemporâneos. Desde 2007, os autores investigam as competências cognitivas desenvolvidas nas vinculações com mídias digitais e produtos culturais. Os achados dessas investigações (REGIS et al., 2009) revelaram que as competências da comunicação contemporânea não se reduzem ao conceito clássico de cognição como processo analítico e intelectual, uma vez que envolvem, de maneira integrada, corpo, afetos e sociabilidade. A importância do corpo e das intensidades afetivas nas práticas de comunicação digital levantou a questão sobre de que modo corpo, tecnologia e afetos (fatores não conscientes) interferem nos processos mentais conscientes. Para contribuir com essa questão, o presente artigo propõe uma base teórica — denominada “virada afetiva na comunicação” — que se sustenta sobre as contribuições da cognição atuada, da teoria dos afetos e do lúdico. Essa base teórica foi formulada a partir de reflexões teóricas e pesquisas empíricas em escolas que permitiram observar a centralidade do corpo e dos afetos nessas vinculações cotidianas com produtos culturais multimídia e concluir que essa virada afetiva da comunicação contemporânea requer a construção de metodologias ativas de ensino-aprendizagem na educação formal e não formal.Palavras-chaveMediação Radical; Ensino-Aprendizagem; Cognição Atuada; Afetos; Lúdico.
  • Item
    Olha quem está falando! Tensões entre visibilidade e audibilidade no protagonismo infantil digital
    (2023) Tomaz, Renata
    Este artigo se origina de pesquisa mais ampla que analisa de que modo o conteúdo noticioso on-line enquadra a visibilidade de crianças youtubers. A proposta geral é compreender em que medida o protagonismo digital delas torna suas vozes mais audíveis quanto a suas demandas geracionais, no debate público. Para tanto, a investigação apresenta uma análise de conteúdo aplicada a uma amostra de 52 notícias publicadas em páginas da internet brasileira, entre 2017 e 2019. Os resultados parciais indicam que as matérias analisadas reconhecem as crianças como sujeitos e atores de uma dinâmica social. No entanto, os assuntos pautados tendem a vincular suas vozes a marcadores sociais fortemente alinhados a valores neoliberais, restringindo essa cobertura a aspectos como fama e riqueza.
  • Item
    Do YouTube à notícia: vulnerabilidade e agência nas representações de crianças produtoras de conteúdo
    (Revista Galáxia, 2023) Tomaz, Renata
    Este texto se origina de pesquisa que investiga a relação entre visibilidade, infância e participação na internet. O estudo analisa as representações de youtubers crianças em uma amostra de 43 notícias coletadas por meio de um alerta do buscador Google, entre os anos de 2017 e 2019. Com base na compreensão da notícia como produto cultural e na visibilidade infantil como imagem social das crianças, a metodologia do trabalho se valeu dos princípios da análise de conteúdo. Os achados parciais indicam que o protagonismo infantil de que gozam nas mídias sociais, particularmente no YouTube, é problematizado pelo conteúdo noticioso analisado, gerando repercussões sociais que, embora não celebrem tal protagonismo, não deixam de reconhecer a condição de sujeito das crianças.
  • Item
    Main Challenges for Child Digital Citizenship in a Consumer Culture in Brazil
    (2023) Guedes, Brenda; Martins, Ingrid; Tomaz, Renata
    In this article, we reflect on how practices of children’s consumer culture interfere with the exercise of rights by children who are consumers and producers of content on digital platforms. It is our aim to offer a communicational perspective to a broader discussion on the processes of child socialization within the scope of digital culture. So, this article intends to highlight some of the challenges for the exercise of children’s digital citizenship based on the Brazilian experience. It also aims to insert Brazilian research in the international debate on children’s rights on the internet. To carry out this discussion, we mobilize theoretical and empirical studies produced in Brazil and map national legal framework that supports the notion of digital citizenship for children. The theoretical effort of this work has pointed out at least two dynamics that explain the way in which the logics of consumption permeate the exercise of the rights of active children on social network platforms: the appropriation of the right to freedom of speech in order to enable child labor, and the conversion of the right to information into processes of publicizing brands in children’s daily lives. We conclude that although Brazil offers a set of legal systems that guarantee the right of children to communication, the exercise of digital citizenship faces a series of challenges. In this sense, public policies which target children in the online ecosystem are needed so that they can participate in this environment without losing their protection guarantees.
  • Item
    Ódio contra mulheres na internet: das definições às alternativas de combate no cenário brasileiro
    (Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2023) Thomaz, Renata; Santos, Luiza dos
    De acordo com o Report of the Special Rapporteur on violence against women, its causes and consequences of online violence against women and girls from a human rights perspective (DUBRAVKA, 2018), 23% das mulheres no mundo já sofreram algum tipo de violência no ambiente digital. O documento afirma que o aumento dessa prática é capaz de “ampliar ainda mais a discriminação e a violência sexual e de gênero contra mulheres e meninas na sociedade” (p. 6, tradução nossa), ou seja, para além dos espaços virtuais. Pesquisas e estudos mostram que o Brasil faz parte dessa realidade. No primeiro semestre de 2022, a Safernet Brasil recebeu 23.947 denúncias de violações dos Direitos Humanos praticadas na Internet, entre elas o discurso de ódio. Houve um aumento de 67,5% em relação ao mesmo período de 2021. Em números absolutos, o crime mais denunciado foi o de misoginia, com 7.096 casos (SAFERNET, 2022). A partir desse cenário, o objetivo deste ensaio é dar fôlego à discussão realizada no 12o Fórum da Internet no Brasil (FIB), organizado pelo Cetic.br na cidade de Natal (RN), em maio de 2022. Na ocasião, as participantes do workshop “Discurso de ódio contra mulheres na Internet: diagnósticos e soluções para o caso brasileiro” (TOMAZ ET AL., 2022; SANCHES, 2022) ofereceram dados, abordagens, argumentos e possíveis soluções que retomamos para avançar nessa reflexão. Nossa proposta consiste em colocar em diálogo o que foi dito pelas representantes dos setores de governo, empresa, academia e terceiro setor com uma crescente literatura sobre discurso de ódio online, destacando estudos que privilegiam o viés de gênero (BARKER; JURASZ, 2019; KROOK; SANÍN, 2016), além de mobilizar documentos legais que sustentam o combate a tais práticas. O ensaio está ancorado no debate realizado, na literatura e na legislação (BRASIL, 1988; 1992a; 1992b; 2001). Para tanto, além da introdução e da conclusão, o trabalho está dividido em duas partes. Na primeira, apresenta uma análise diagnóstica, privilegiando o contexto brasileiro, segundo a qual identificamos que i) embora exista um consenso sobre a existência do discurso de ódio no ambiente online, não há consenso sobre sua definição (RUEDIGER; GRASSI, 2021); ii) é crescente a demanda por entendimento sobre como classificar o discurso de ódio nos múltiplos formatos de conteúdo digital (FORTUNA; SOLER-COMPANY; WANNER, 2020); e iii) a liberdade de expressão tende a surgir como um contradiscurso ante as denúncias de preconceito na Internet (BRUGGER, 2009). A segunda parte do texto continuará fazendo um diálogo entre o ferramental teórico-analítico e o workshop, para apontar caminhos de enfrentamento. O primeiro deles diz respeito à necessidade de ações que fomentem a produção de um repertório cultural digital por meio do qual os usuários da Internet identifiquem a discriminação online de gênero. Em segundo lugar, defendemos que, mesmo as plataformas desenvolvendo políticas de moderação de conteúdo, são fundamentais mecanismos jurídicos, como a Lei 14.192 (BRASIL, 2021), que criminaliza a violência política contra mulheres no Brasil. Por fim, o debate explicitou que as plataformas não deveriam trabalhar sozinhas, o que lhes tira a oportunidade de compartilharem tecnologias e protocolos que poderiam robustecer o enfrentamento ao discurso de ódio online no ecossistema de comunicação digital. Considerando esses três movimentos, defendemos que tal enfrentamento ocorra no campo da cultura, da regulação e da cooperação.
  • Item
    Cultura livre na internet: do software livre aos comuns
    (Revista do Centro de Pesquisa e Inovação, 2023-07) Foletto, Leonardo
    Este texto busca discutir a perspectiva da cultura livre, do início da internet até a sua terceira década de vida. Para isso, percorre a história do compartilhamento na rede, das primeiras iniciativas de troca par a par de arquivos até a perseguição dessa prática, tornada “pirataria” e criminalizada por grandes atores da intermediação cultural. Discute a chegada do streaming e das redes sociais digitais como elementos que mudaram a forma de acessar e compartilhar conteúdo na internet para então problematizar a questão de iniciativas identificadas à cultura livre oriundas do copyleft, como o Creative Commons. Destaca a ideia dos comuns digitais e como ela dialoga, em um sentido ainda mais amplo, com a cultura livre. Finaliza trazendo ideias e iniciativas que buscam alternativas ao cultivo de bens culturais livres à margem da busca proprietária da cultura predominante no Ocidente.
  • Item
    “Tudo por conta própria”:
    (2021-01) Bruno, Fernanda Glória; Cardoso Pereira, Paula; Bentes, Anna; Faltay, Paulo; Antoun, Mariana; Dantas Pio da Costa, Debora; Strecker, Helena; Salgueiro Rocha, Natássia
    Este artigo discute o resultado da análise de 10 aplicativos móveis de autocuidado psicológico utilizados no Brasil, que denominamos PsiApps. A análise se desdobra em duas camadas: uma ‘visível’, que envolve os discursos dos próprios aplicativos para descrever os problemas que visam solucionar, suas promessas e seus métodos; outra ‘invisível’, que inclui formas automatizadas de coleta e compartilhamento de dados dos usuários pelos aplicativos. Veremos como a ênfase na individualidade e na autonomia manifesta na primeira camada torna opaca uma série de mediadores presentes na segunda camada, em grande parte invisíveis para o usuário. O contraste entre a centralidade da agência individual promovida pelos discursos dos PsiApps e o caráter relacional da infraestrutura e do ecossistema de dados que os integram evidenciam as contradições da autonomia ofertada por esses aplicativos.
  • Item
    O MODELO DO GANCHO E A FORMAÇÃO DE HÁBITOS:
    (Anuario Electrónico de Estudios en Comunicación Social “Disertaciones”, 2022-05-02) Bentes, Anna
    Em um contexto sociotécnico marcado por uma intensa disputa pela atenção, plataformas digitais investem em estratégias de formação de hábitos, uma vez que isso garantiria o retorno automático dos usuários. Neste artigo, discutiremos as relações entre as engrenagens do capitalismo de vigilância e da economia da atenção a partir de uma análise metodologica do modelo do gancho, guia prático de design comportamental que combina mecanismos psicológicos e tecnológicos voltados para formar hábitos. O gancho é entendido como exemplo emblemático do que chamamos de tecnobehaviorismo para designar a tecnociência que atualiza referências ao pensamento behaviorista, visando a construção de interações humano-computador através de princípios de condicionamento. Argumentaremos que, no elo indissociável entre capitalismo de vigilância e economia da atenção, o tecnobehaviorismo oferece modelos teóricos e práticos ideais para atingir os objetivos econômicos das plataformas digitais, visando o engajamento. Com um olhar crítico, concluímos que a formação tecnobehaviorista de hábito articula modos de automatizar a captura da atenção e o controle do comportamento, explorando vulnerabilidades humanas por mecanismos sutis de influência psicológica e um controle fino dos estímulos nas arquiteturas de escolha dos ambientes digitais.
  • Item
    Disputa por visibilidade e polarização afetiva em torno do comunismo:
    (Revista Eco-Pós, 2022) Carreiro, Rodrigo; Matos, Eurico; Dourado, Tatiana; Mesquita, Pedro; Dominguez, Maria
    O termo comunismo tem atraído a atenção dos pesquisadores de comunicação política diante de um contexto de retomada de guerras culturais assentadas em plataformas de mídias sociais. Examinamos neste artigo as características do debate político online sobre comunismo, especificamente no YouTube. Para tanto, realizamos uma pesquisa exploratória de caráter descritivo para identificar os principais atores, conteúdos, narrativas e enquadramentos temáticos de vídeos sobre comunismo na plataforma. Como resultado, destacamos que, no Brasil, o debate sobre comunismo no YouTube foca na história do comunismo enquanto um conceito teórico, no anticomunismo como uma ferramenta discursiva no contexto político brasileiro, e na suposta contradição entre as ideias comunistas e valores da sociedade ocidental representados pelos princípios cristãos.
  • Item
    Smart pandemic surveillance?
    (Surveillance and Society, 2022) Lemos, André; Firmino, Rodrigo Jose; Marques, Daniel; Matos, Eurico; Lopes, Catarina
    This article discusses smart surveillance based on the particular case of the Brazilian mobile app Monitora Covid-19 from the perspective of issues related to personal-data protection. Brazil is today one of the epicenters of the pandemic. The application under analysis is the tip of a wide network of data monitoring and medical assistance formed by public and private institutions. Based on a neo-materialist analysis of this network, this article discusses the use of surveillance technologies and data during the period of the pandemic; describes and comments on visible, discursive, and hidden materialities; and indicates the main issues of the application in the use and protection of users’ personal data. In conclusion, it indicates some of the application’s flaws in relation to personal-data protection. More broadly, it reinforces the need for the creation of publicly controlled regulatory bodies for smart surveillance systems that are able to oversee the application of (public and private) technologies with ethical assurances and public control.