Planejamento e habitualidade são determinantes na poupança familiar?

dc.contributor.advisorRochman, Ricardo Ratner
dc.contributor.authorLatronico, Fernanda Rampim
dc.contributor.memberYoshinaga, Claudia Emiko
dc.contributor.memberMilan, Pedro Luiz Albertin Bono
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EESPpor
dc.date.accessioned2017-08-25T20:38:35Z
dc.date.available2017-08-25T20:38:35Z
dc.date.issued2016-08-16
dc.description.abstractEquilibrar os gastos das famílias, governos e empresas pode trazer sustentabilidade no médio e longo prazo para o Brasil. Desta forma, compreender o que pode levar a um equilíbrio, analisado pela poupança familiar, pode ser a base para formar estratégias de políticas públicas. Para a realização do trabalho, portanto, uma amostra de movimentação financeira real de usuários do aplicativo de controle financeiro Minhas Economias foi analisada, levando a entender quais características e comportamentos de um indivíduo podem impactar a sua taxa de poupança, trabalhando com a hipótese que planejamento e habitualidade podem fazer com este tenha maiores taxas de poupança. Alguns dos resultados obtidos corroboraram com as teorias de Dholakia et al. (2016) e Shefrin & Thaler (1988), que a habitualidade e planejamento podem impactar a taxa de poupança das famílias. Além disso, foi possível concluir que receitas e despesas, bem como seus desvios padrão, também geram impacto estatisticamente significativo sobre a taxa de poupança em nível. No entanto, quando da análise longitudinal observou-se que o planejamento, medido pela variável dummy orçamento, perde significância. Tal fato pode ter se dado devido aos efeitos não observáveis (características fixas de cada indivíduo), e ao haver controle sobre isso, a dummy não possui mais efeito. Desta forma, o orçamento pode revelar algo que está no indivíduo e que no painel é de certo modo controlado.por
dc.description.abstractBalance expenses of families, governments and companies can bring sustainability on medium and long term for Brazil. Therefore, comprehending what could bring it to a balance, analyzed by the household savings, could be the base to form public policies strategies. In the light of this work, a sample of actual financial movement of users of the financial control application Minhas Economias was analyzed, for appointing which characteristics and behaviors of a individual could impact its savings rate, considering the hypothesis that planning and habituality could imply higher savings rates. Some of the results are in line with the theories of Dholakia et al. (2016) and Shefrin & Thaler (1988), attesting that habituality and planning could impact the families savings rate. Furthermore, it was possible to conclude that income and expenses, as well as its standard deviations, also generate, in level, significant statical impact over the savings rate. Furthermore, it was possible to conclude that income and expenses, as well as its standard deviations, also generate, in level, significant statical impact over the savings rate. However, longitudinal analysis showed that planning, measured by the dummy variable budget, loses significance. That fact can be explained due to the non-observable effects (fixed characteristics of each individual), and as it is controlled, the dummy has no longer an effect. Therefore, the budget can reveal something peculiar in the individual and that, certain way, is controlled in the panel.eng
dc.identifier.citationLATRONICO, Fernanda Rampim. Planejamento e habitualidade são determinantes na poupança familiar?. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Escola de Economia de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas - FGV, São Paulo, 2016.
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/18698
dc.language.isopor
dc.subjectPersonal financeseng
dc.subjectHousehold savingeng
dc.subjectDeterminantseng
dc.subjectPlanningeng
dc.subjectHabitualityeng
dc.subjectFinanças pessoaispor
dc.subjectPoupança familiarpor
dc.subjectDeterminantespor
dc.subjectPlanejamentopor
dc.subjectHabitualidadepor
dc.subject.areaEconomiapor
dc.subject.bibliodataOrçamento familiar - Brasilpor
dc.subject.bibliodataFinanças privadas - Brasilpor
dc.subject.bibliodataEconomia domésticapor
dc.subject.bibliodataFamília - Condições econômicaspor
dc.subject.bibliodataPoupançapor
dc.titlePlanejamento e habitualidade são determinantes na poupança familiar?por
dc.typeDissertationeng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Dissertação 2108.pdf
Tamanho:
744.49 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Análise de dados reais
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
4.6 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: