Análise econômica do crime

Data
2021-10-28
Orientador(res)
Barbosa Filho, Nelson Henrique
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O processo decisório de um criminoso pode se basear na lógica de mercado, por isso, podemos utilizar alguns métodos de economia para uma análise mais rica e contributiva da interseção entre deontologia jurídica e o racionalismo. Com base nessa visão, esta dissertação utiliza dados do Brasil como método de investigação cientifica, principalmente da Polícia Federal sobre o crime de uso e tráfico de entorpecentes. A principal conclusão sobre dados reforça uma das conclusões teóricas de Gary Becker (1968) - o criminoso é mais sensível à probabilidade de ser capturado do que à pena prevista. Adicionalmente, chegou-se à outra importante conclusão baseada na Economia Comportamental, que enxerga a possibilidade de falha do utilitarismo racional, mostrando que há novos caminhos a percorrer na Análise Econômica do Crime, principalmente ante a arquitetura decisória que nos submetemos, tema sobre o qual o Poder Público precisa ser plenamente consciente para buscar de fato um modelo pragmático e mais eficiente de Segurança Pública – que deve enxergar a individualidade e subjetividade do homem.


Descrição
Área do Conhecimento