Geração de valor compartilhado a partir da proteção integral de crianças e adolescentes: guia de implementação das diretrizes empresariais para proteção integral de crianças e adolescentes no contexto de grandes empreendimentos

Data
2014
Orientador(res)
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O recente boom de grandes obras – impulsionado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal e pelo aumento do investimento nos setores de infraestrutura, energia, mineração e agronegócio – avançou sobre territórios localizados em regiões remotas, com arranjos sociais complexos e presença ainda incipiente do Estado. Esse mesmo avanço pode ser observado em médias e grandes cidades, que contam com diferentes, mas igualmente relevantes, desafios das dinâmicas características de centros urbanos. As situações pré-existentes de vulnerabilidade relacionadas a crianças e adolescentes (C-A) nesses territórios, somadas a novas dinâmicas trazidas por grandes empreendimentos e suas cadeias de valor, podem, potencialmente, ser agravadas e traduzidas em violações dos direitos, tais como trabalho infantil e exploração sexual, bem como redução de perspectivas de futuro, pela fragilização dos vínculos afetivos na família. Entretanto, a chegada desses empreendimentos pode também gerar oportunidades para o território, especialmente se garantidas ações articuladas entre empresas, poder público e sociedade para a promoção da Proteção Integral de Crianças e Adolescentes (C-A) e fortalecimento da rede de garantia de direitos. Para tanto, é fundamental a inclusão de tais vulnerabilidades na análise e gestão de riscos por parte das empresas responsáveis por grandes obras, não somente em suas operações diretas, mas também em suas cadeias de valor, de forma a contribuir para o desenvolvimento local, gerar valor para empresas e acionistas e propiciar um ambiente de licença social para operar. A construção - em 2013 - e a implementação - em 2014 - das Diretrizes Empresariais para a Proteção Integral de Crianças e Adolescentes pela iniciativa IDLocal é uma contribuição para tais desafios enfrentados por empresas e territórios no processo de instalação e operação de grandes empreendimentos. O meio escolhido para estabelecer essa conexão foi o uso da ferramenta Balanced Scorecard (BSC), sempre buscando vincular as ações voltadas às C-A a uma estratégia maior da empresa.


Descrição
Área do Conhecimento