A demanda por bebidas alcoólicas no Brasil: 2008/2009

dc.contributor.advisorOrellano, Verônica Inês Fernandez
dc.contributor.authorYamamoto, Cesar Hideki
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EESPpor
dc.date.accessioned2011-09-19T14:54:10Z
dc.date.available2011-09-19T14:54:10Z
dc.date.issued2011-08-19
dc.description.abstractA demanda por bebida alcoólica é um tema de interesse há muitos anos e diversos estudos econômicos empíricos podem ser encontrados na literatura internacional, porém existem muito poucos estudos para o mercado brasileiro. Assim sendo, este trabalho pretende contribuir para o melhor conhecimento deste mercado, analisando o consumo domiciliar de bebidas alcoólicas no Brasil a partir dos microdados da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008/2009 (POF 2008/2009). São estimadas equações de demanda por cerveja, vinho, aguardente de cana e outros destilados. Uma vez que a POF 2008/2009 investiga o consumo familiar apenas para a semana de realização da entrevista, os métodos de estimação devem incluir tratamento especial para o fato de muitas famílias relatarem um nível de consumo igual a zero. O potencial viés decorrente desse problema é tratado utilizando os modelos Heckit e Tobit para especificações em duplo-log e semi-log, respectivamente. Também é estimado um Almost Ideal Demand System (AIDS) diretamente a partir da amostra de famílias com consumo não nulo – desconsiderando o problema de consumo zero – para comparar seus resultados com os dois modelos anteriores e também testar as restrições impostas pela Teoria do Consumidor. As características sócio-demográficas são mais importantes no processo de decisão de aquisição do que na definição da quantidade adquirida. Os domicílios consumidores de cerveja e vinho são similares: em geral estão em centros urbanos, têm menos moradores e o chefe da família tem mais escolaridade, mas a maior presença de idosos tem efeito negativo para cerveja e positivo para vinho. Por outro lado, a aguardente está mais presente em domicílios rurais, com maior presença de adultos e cujo chefe de família tem menos estudo. Domicílios cujo chefe é uma mulher e/ou com maior presença de mulheres apresentam menor probabilidade de consumo de bebidas alcoólicas, com exceção do vinho. Todas as elasticidades-preço próprias encontradas são negativas, porém suas magnitudes dependem das especificações dos modelos. Já para as elasticidades cruzadas, os sinais e magnitudes dependem da especificação escolhida. Identificou-se também uma não linearidade no efeito da renda sobre o consumo de cerveja e vinho e concluiu-se que um aumento na renda tem efeito positivo sobre a demanda total de puro álcool, aproximando o padrão de consumo brasileiro ao consumo dos países da Europa Ocidental.por
dc.description.abstractThe alcoholic beverage demand has been a topic of interest for a long time and many empirical economic researches can be found in the international literature, however there is a lack of studies concerning Brazilian market. This work aims to contribute to a better understanding of this market, analyzing the pattern of at-home alcoholic beverage consumption in Brazil using microdata from the “Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008/2009”. Demand equations for beer, wine, sugarcane spirit and other spirits are estimated. Since the POF 2008/2009 investigates household consumption only during one week, the estimation methods should include special treatment to the fact that many families can report zero consumption level. The potential bias due to this problem is overcome using Heckit and Tobit models for double-log and semi-log specifications, respectively. It is also estimated an Almost Ideal Demand System (AIDS) directly from the sample of families with non-zero consumption – without the correction for the problem of zero consumption – to compare their results with the two previous models and to test the Consumer Theory‟s restrictions. The socio-demographic characteristics are more important in the decision process of purchasing than the definition of the quantity purchased. Beer and wine consumer families are similar: in general, or they live at urban centers, or there are few members in the family, or the household head is more educated. However, the greater presence of elderly has negative impact for beer, but positive for wine. On the other hand, sugarcane spirit is more present in families living in rural centers, or in the household where there are more members or whose head of family has less study. The presence of more women in the family or whose family head is female reduces the likelihood of alcoholic beverages demand, except for wine. All own-price elasticities estimated are negative, but their magnitudes depend on the specifications of the models. On the other hand, for the cross-price elasticities, the signs and magnitudes depend on the specification chosen. It was also identified a non-linear effect of income over beer and wine consumption and the conclusion is that the income increase has a positive effect on total pure alcohol demand approaching the Brazilian consumption pattern to the Western Europe countries.eng
dc.identifier.citationYAMAMOTO, Cesar Hideki. A demanda por bebidas alcoólicas no Brasil: 2008/2009. Dissertação (Mestrado Profissional em Finanças e Economia) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2011.
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/8612
dc.language.isopor
dc.subjectTobiteng
dc.subjectHeckiteng
dc.subjectDuplo-logeng
dc.subjectSemi-logeng
dc.subjectBebidas alcoólicaseng
dc.subjectEquação de demandapor
dc.subjectAIDSpor
dc.subject.areaEconomiapor
dc.subject.bibliodataBebidas alcoólicas - Consumo - Brasilpor
dc.subject.bibliodataComportamento do consumidor - Brasilpor
dc.subject.bibliodataFamília - Condutapor
dc.subject.bibliodataDemanda (Teoria econômica)por
dc.subject.bibliodataConsumo (Economia) - Brasilpor
dc.titleA demanda por bebidas alcoólicas no Brasil: 2008/2009por
dc.typeDissertationeng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Demanda_Bebidas_Alcoolicas_final.pdf
Tamanho:
807.16 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Dissertação
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
4.6 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: