Evolução do conforto doméstico no estado de S. Paulo, 1980-2002: análise quantitativa

dc.contributor.authorDurand, José Carlos Garcia
dc.contributor.authorRodrigues, Eliana Monteiro
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.date.accessioned2009-10-27T17:28:57Z
dc.date.available2009-10-27T17:28:57Z
dc.date.created2005-01-01T00:00:00Z
dc.date.issued2005
dc.description.abstractIt is pristine clear the fast diffusion of the most of the consumption durable goods in S.Paulo State, in the last twenty years. This trend has been helped by the universalization of the domestic electricity supply, piped water, sewage, and the trend of decreasing prices of the goods themselves. Among other consequences, such popularization impairs the efficiency of the socioeconomic classification scale based on the ownership of domestic comfort items, fostering constant updating and controversies inside the marketing community. This research systematizes data on domestic condition and on the ownership of domestic durable goods in S.Paulo State. It suggests how such thing affects the material and cultural consumption. Finally, it indicates that it is high time to use better and intensively variables such as education, occupation, the quality of domestic conditions, as usually and for long carried out in developed countries. This is a precondition to the better understanding of the changes towards the implantation of the modern consumption society in Brazil.eng
dc.description.abstractÉ nítida e rápida a popularização da maioria dos bens duráveis de consumo no Estado de São Paulo, nos últimos vinte anos. Colaboram para isso a universalização da oferta domiciliar de eletricidade, água encanada, esgotos, e a tendência ao barateamento dos bens. Entre outros efeitos, tal popularização deteriora a eficácia das escalas de classificação sócio- econômica baseadas na posse de itens de conforto doméstico, suscitando freqüentes revisões e discórdias no interior da comunidade de marketing. Este estudo sistematiza estatísticas sobre situação domiciliar e posse de itens de conforto doméstico no Estado de S. Paulo, e mostra como isso afeta o consumo material e cultural. Finalmente, aponta que é chegada a hora de se usar mais e melhor variáveis como educação, profissão, qualidade do domicílio, tal como se faz em países desenvolvidos, para o entendimento mais pleno das mudanças que implantam no Brasil a moderna sociedade de consumo.por
dc.identifier.sici2005;13
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/3126
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofseriesRelatório de pesquisa FGV/EAESP/NPP;n.13por
dc.rights.accessRightsopenAccesseng
dc.subjectBens duráveispor
dc.subjectConforto domésticopor
dc.subjectClassificação socioeconômicapor
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.subject.bibliodataConsumopor
dc.subject.bibliodataConforto humanopor
dc.subject.bibliodataDesenvolvimento regional - São Paulo (Estado)por
dc.titleEvolução do conforto doméstico no estado de S. Paulo, 1980-2002: análise quantitativapor
dc.typeTechnical Reporteng
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
P00325_1.pdf
Tamanho:
389.19 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
PDF