Transição de carreira sob a perspectiva das mediações organizacionais: um estudo com profissionais do setor bancário

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021-02-09
Orientador(res)
Oliveira, Lucia Barbosa de
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Objetivo – O presente estudo teve por objetivo analisar a transição de carreira de profissionais que abriram mão de contratos formais de trabalho em grandes bancos privados ou públicos por uma carreira autônoma no mesmo setor de atividade. Tomou-se como aporte teórico para a pesquisa o conceito de mediação organizacional proposto por Pagès et al. (1993) e a literatura sobre transição de carreira e rotatividade. Metodologia – Foi conduzida de uma pesquisa qualitativa e exploratória, que contou com a participação de 17 trabalhadores, residentes em diversas regiões do Brasil, e que fizeram transição voluntária de bancos privados e públicos. Resultados – Os resultados mostraram que as mediações organizacionais – econômica, política, ideológica e psicológica – influenciaram a decisão pelo rompimento dos vínculos com o banco de origem, sendo as mediações econômica e psicológica as que mais frequentemente emergiram nas falas dos participantes. Insatisfações com o banco de origem – relacionadas à falta de reconhecimento e autonomia, associada a uma rotina intensa e estressante de trabalho – e as oportunidades que surgiram com a entrada de novos concorrentes, também contribuíram para essa decisão. Limitações – Por ter envolvido uma quantidade relativamente pequena de participantes, é possível que algumas perspectivas a respeito do fenômeno estudado não tenham sido identificadas. Contribuições práticas – Espera-se que os resultados deste estudo possam auxiliar as organizações a lidar com a rotatividade de empregados e os trabalhadores a se preparar de forma mais efetiva para suas transições de carreira, especialmente relacionadas ao trabalho flexível. Contribuições para a sociedade – Espera-se ainda promover a reflexão sobre a carreira no setor bancário brasileiro e sobre os desafios inerentes às carreiras autônomas. Originalidade – Esta pesquisa inova ao investigar a transição voluntária de profissionais do setor bancário que migraram de vínculos formais para o trabalho flexível, buscando entender a motivação para esse rompimento à luz das mediações organizacionais.


Descrição