Efeito da qualidade das práticas de governança sobre as estruturas de remuneração executiva

Data
2018-10-10
Orientador(res)
Fontes Filho, Joaquim Rubens
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Objetivo – Este estudo pretende investigar o efeito da qualidade das práticas de governança sobre as estruturas de remuneração executiva. Metodologia – Para atingir os objetivos propostos foi realizado um estudo quantitativo, fundamentado em procedimentos estatísticos como testes das hipóteses, por meio de modelo de regressão linear múltipla. A abrangência da amostra, 174 empresas, e a utilização de variáveis de controle e a transformação logarítmica de algumas variáveis, possibilitaram modelos estatisticamente significantes e com bons níveis de capacidade preditiva. Resultados – Foi demonstrado que a qualidade das boas práticas de governança corporativa não gera influência sobre a remuneração executiva, bem como sobre o CEO pay slice. No entanto, há evidências de que o efeito das boas práticas de governança corporativa reduz o conformity gap e, portanto, possibilita maior aderência às boas práticas de remuneração executiva. Limitações – A principal limitação da pesquisa deve-se à análise de apenas um ano, podendo trazer efeitos sazonais como o desligamento de executivos. Outro ponto importante é que inúmeras empresas não forneceram as informações de remuneração de seus executivos, estando amparadas, naquele ano, pelo mandado de segurança obtida pelo IBEF, abrangendo cerca de 19% das empresas da amostra, podendo gerar algum tipo de viés nos resultados. Contribuições práticas – A partir dos resultados, conclui-se que no Brasil as estruturas de governança não geram influência sobre as práticas de remuneração, no entanto, o incentivo à aderência às boas práticas deve estar sempre presente como forma de reduzir o conflito de agência. Contribuições acadêmicas – Este estudo contribui para a pesquisa de um conceito pouco conhecido no Brasil, conformity gap, demonstrando estatisticamente que as empresas mais maduras em governança corporativa possuem maior conformidade às boas práticas de remuneração executiva. Originalidade – Conforme observou-se em uma pesquisa prévia acerca do tema, este é o primeiro estudo sobre remuneração executiva que apresenta o efeito da qualidade das práticas de governança sobre a remuneração executiva, com a utilização de expressões pouco conhecidas no Brasil como variável dependente, conformity gap e com o CEO pay slice.


Descrição
Área do Conhecimento