Eventos adversos associados ao processo de comunicação em serviços hospitalares: a percepção de profissionais da saúde

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021
Orientador(res)
Schiesari, Laura Maria Cesar
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

A temática da segurança do paciente ganhou robustez e relevância em todo o mundo, em especial nas últimas duas décadas, favorecidas pelas produções científicas, debates e divulgações em incontáveis fóruns e criação de agendas por órgãos mundiais. Erros e falhas acontecem com frequência em serviços de saúde e a comunicação se mostra como uma das principais causas de incidentes, estando associada a maior tempo de internação hospitalar, retardos em tratamentos, readmissões, eventos adversos e mortes. Esta investigação buscou analisar aspectos da comunicação na prática assistencial hospitalar que podem determinar a ocorrência de eventos adversos graves. Para tal, foi utilizada uma abordagem qualitativa, exploratória e descritiva, por meio de análise documental e realização de entrevistas com profissionais da saúde que prestam assistência direta a pacientes internados. Os resultados evidenciaram que a disponibilização de recursos que estruturam a troca de informações entre profissionais, como protocolos e instrumentos de checagem e organização da informação favorecem a efetividade da comunicação, mas não se mostram suficientes para afastar riscos. A aderência e utilização correta destas ferramentas dependem de fatores com graus de subjetividade variáveis, como conhecimento, treinamento, sentimentos e crenças. As relações de poder, a autoestima e a confiança impactam o processo de comunicação e a oferta do cuidado seguro.


Descrição
Área do Conhecimento