Maximização dos resultados de uma indústria calçadista produtora de calçado social masculino em couro, localizada na cidade de Franca - SP

Data
2012-11-29
Orientador(res)
Costa, Luiz Rodolfo Tinoco Aboim
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O mundo atravessa constantes modificações, com novos cenários e oportunidades surgindo para aqueles que estão preparados, como pode ser observado, por exemplo, com a crise do subprime desencadeada em meados de 2006, com a insolvência de diversos bancos e forte repercussão sobre as bolsas de valores. Até então, acreditava-se que muitas instituições estavam preparadas para enfrentar qualquer dificuldade, visto que transmitiam a imagem de companhias consolidadas e respeitadas ao redor do globo. Mas a crise veio, algumas quebraram e outras foram reduzidas praticamente a nada, seguindo em frente com suas cicatrizes. Por detrás de tudo isso, segue o sofrimento dos acionistas que observam seu suor de anos indo a naufrágio e, muitas vezes, com a lamentação de que seu dinheiro foi mal aplicado. E por que existe uma empresa privada senão para tornar esse acionista cada vez mais rico? Fato é que o investidor sempre corre riscos e espera ser remunerado por isso. Na verdade, espera o máximo de retorno e o mínimo de risco, o que é muito difícil de encaixar na prática, ficando a indagação de qual a relação risco / retorno é a ideal. Incrivelmente, o sistema financeiro brasileiro evitou que grande parte das instituições locais, principalmente bancárias, sofressem maiores perdas reais, o que também culminou em um fortalecimento da economia nacional. Com isso, e aliado a incentivos governamentais nos últimos anos, como redução de carga tributária, a população em geral tem mais renda e consequentemente maior poder de consumo para fazer com que as indústrias produzam mais, e produzir mais quase sempre significa maiores lucros, menor risco e crescimento da rentabilidade dos acionistas. Sendo assim, este estudo se propõe a demonstrar que o momento do mercado é excelente para investimentos na Indústria Calçadista, com um crescimento espetacular de consumo e excelentes perspectivas para os pró- ximos anos. Como o segmento utiliza de pouca tecnologia, os investimentos em ativo imobilizado não são expressivos e a própria mão de obra não necessita de forte especialização. Pode-se afirmar, sem sombra de dúvidas, que ao investir dinheiro na fabricação e venda de calçados é como encontrar uma mina de ouro, tornando o investidor cada vez mais rico, sem enfrentar grandes riscos.


Descrição
Este trabalho é parte do livro: Os mais relevantes projetos de conclusão dos cursos MBAs 2012
Área do Conhecimento