Determinantes da aversão à perda em decisões financeiras: uma investigação por meio de modelos de equações estruturais

Data
2015
Orientador(res)
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este estudo tem por objetivo principal propor um modelo estrutural por meio da modelagem de equações estruturais que represente os determinantes da aversão à perda em decisões financeiras. A revisão bibliográfica conduziu ao desenvolvimento de um modelo estrutural de aversão à perda com treze variáveis latentes e sessenta e cinco variáveis manifestas. A amostra deste estudo é não probabilística, formada por estudantes de graduação e profissionais de todo o Brasil. O questionário desenvolvido foi abrigado em um site e enviado para os estudantes de graduação e profissionais por intermédio das pró-reitorias de graduação e associações profissionais que se dispuseram a contribuir com a pesquisa. Foram coletadas 9.612 respostas que, após o tratamento dos dados, resultaram em 9.308 dados válidos para a análise. Optou-se por utilizar a técnica estatística de validação cruzada e a amostra foi dividida em duas subamostras com 4.654 observações cada, denominadas amostra de treinamento e amostra de teste. O modelo teórico proposto foi aplicado junto à amostra 1 e testado frente à amostra 2, o que resultou na exclusão de três variáveis latentes. Com as alterações realizadas, o modelo empírico de aversão à perda mostrou-se estável e adequado, quando testado frente às amostras 1 e 2.


Descrição
Área do Conhecimento