Metodologia de índices de ações: o caso brasileiro

Data
2018-03-28
Orientador(res)
Iachan, Felipe Saraiva
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O objetivo dessa dissertação é avaliar os efeitos que certas metodologias usadas na construção de índices e portfolios têm sobre suas performances e como elas diferem entre si. Para isso, analisaremos o caso do índice Ibovespa cuja metodologia foi alterada em 2014. Esse trabalho analisa os indicadores de performance dos principais índices de ações brasileiros durante o período que engloba os anos 2003 a 2013, incluindo também uma simulação para o que teria sido o Ibovespa caso as mudanças implementadas em 2014 estivessem em vigor durante esse período. Posteriormente, por meio de testes e regressões, é feita uma tentativa de encontrar fatores que expliquem as diferenças encontradas nos comportamentos dos índices. Os principais resultados encontrados são que a metodologia antiga do Ibovespa é menos eficiente e gera performance inferior aos outros três índices avaliados, todos utilizando uma ponderação por market cap. Além disso, encontra-se evidências de que períodos de piores rendimentos relativos do Ibovespa coincidem com momentos de grande atividade no mercado acionário, indicando uma relação positiva entre os diferenciais de retorno dos índices e o nível de transações realizadas no período.


Descrição
Área do Conhecimento