Gestão de risco cambial e competitividade: um estudo de caso para umma empresa de médio porte

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021-05-20
Orientador(res)
Kasznar, Istvan Karoly
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Objetivo: O presente estudo pretende, por meio de um estudo de caso realizado em uma média empresa, no período de 2015 a 2020, compreender de que forma a gestão de risco cambial pode contribuir para o aumento da competitividade. Metodologia: Para a realização deste trabalho foi avaliada uma amostra de todas as 79 vendas externas realizadas pela empresa, cuja forma de pagamento fora a carta de crédito à vista. Por meio de estatística descritiva e análise de frequências acumuladas foi avaliada a significância dos resultados obtidos pela empresa, assim como o estimado com a operação de hedge no mercado de dólar futuro. Resultados: Foi verificado que há relação significativa entre a utilização de hedge cambial negociado no mercado futuro com o aumento da competitividade para o caso analisado. Em período de fortes oscilações cambiais, o hedge se mostrou um gerador de vantagens competitivas, à medida em que atua na diminuição dos riscos relacionados a exposição cambial. Limitações: A pesquisa apresentou como limitação não relacionar os resultados obtidos com os resultados contábeis, com vistas a mensurar o impacto do desempenho com e sem hedge para todas as atividades desenvolvidas pela empresa. Também foram descartados possíveis custos com a operação de hedge, além de considerar que a empresa teria caixa suficiente para arcar com os ajustes diários da variação cambial. Contribuições práticas: O trabalho contribui para a importância do estudo dos mecanismos de hedge cambial para empresas de médio porte, bem como para a necessidade do domínio das ferramentas disponíveis no mercado. É importante compreender como a gestão de risco cambial eficaz pode gerar vantagens competitivas. Contribuições acadêmicas: Corroborar com estudos prévios acerca da influência das variações cambiais para as empresas brasileiras e contribuir para a discussão sobre gestão de risco cambial. Originalidade: A originalidade desta pesquisa reside no estudo da efetividade do hedge cambial como gerador de vantagens competitivas para empresas de médio porte, não tendo sido localizado objetivos semelhantes em pesquisas prévias. Pesquisas futuras: Para estudos futuros, recomenda-se a mensuração do desempenho em mercado de opções para empresas que não realizam hedge. O intuito é verificar em outro mercado a efetividade da operação hedge para geração de vantagens competitivas.


Descrição
Área do Conhecimento