Bate-papo com o público sobre transportes e mobilidade urbana nos cenários atual e futuro

Data
2020-06-18
Orientador(res)
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Embora o Brasil tenha uma base grande de infraestrutura de transportes, as condições são ruins e estão se deteriorando. O país tem a quarta maior malha rodoviária do mundo, com 1,72 milhão de quilômetros, porém apenas 12,4% são pavimentados e 57% das estradas estão em condições ruins ou péssimas. Já a malha ferroviária é a décima maior do mundo, com 30,6 mil quilômetros, mas apenas 10 mil quilômetros são explorados, com concentração de 80% no escoamento de minérios. Há 137 portos e terminais, dos quais apenas 45 têm conexão internacional, mas com graves deficiências. Em meio à pandemia de coronavírus, muitos governantes têm decretado medidas restritivas de mobilidade urbana, que têm afetado o dia a dia de pessoas que trabalham em atividades consideradas essenciais. Essas medidas, que visam dificultar a circulação de pessoas, e consequentemente do vírus na sociedade, entretanto, podem ter efeito contrário. Quanto mais escassez de transporte público, mais gente se aglomera, seja no próprio veículo, ônibus, trem ou metrô, ou nos pontos, plataformas e estações, podendo causar superlotação. A redução da frota de ônibus nas ruas não evitará aglomerações, pelo contrário, mais pessoas estarão esperando pelo transporte. A proteção e orientação aos motoristas de ônibus e táxis são fundamentais nesse momento. Talvez seja necessário criar empecilhos para o acesso aos meios de transporte público daqueles que devem ficar em casa. O webinar aqui proposto pretende explorar todo esse panorama para, a partir do conhecimento e experiência em transporte e mobilidade urbana de ambos os palestrantes, conversar com o público sobre suas dúvidas, percepções e sugestões.


Descrição
Área do Conhecimento