Commodity price shocks and economic policy: an assessment of the Brazilian case

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021-06-09
Orientador(res)
Pannella, Pierluca
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Ao longo das últimas duas décadas, flutuações nos preços internacionais de commodities e mudanças na condução da política econômica foram ambas responsabilizadas pela trajetória da economia brasileira. Neste artigo, avaliamos a importância dos choques de preços de commodities e suas interações com as políticas monetária e fiscal. Construímos e estimamos um modelo de pequena economia aberta com três setores, rigidez nominal, uma combinação de agentes Ricardianos e não-Ricardianos, e um governo seguindo regras de política monetária e fiscal. Em contraste com artigos que negligenciam rigidezes nominais e o papel do governo, encontramos uma pequena participação dos choques de preços de commodities na variância do PIB. Mostramos que a presença de uma política reativa e a modelagem explícita da produção de commodities são cruciais para explicar essa diferença. Quando cancelamos esses elementos, a contribuição dos choques de preços de commodities para a variância do PIB chega a 19.64%. A análise de bem-estar sugere que, em resposta a choques no setor de commodities, uma combinação de política mais contra-cíclica e estabilizadora da dívida pública gera ganhos de bem-estar em relação à regra fiscal estimada.


Descrição
Área do Conhecimento