Superstar CEOs: uma releitura para o mercado brasileiro a respeito da competitividade das companhias do IBOVESPA e a popularidade de seus CEOs

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2019-08-13
Orientador(res)
Yoshinaga, Claudia Emiko
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O objetivo do presente trabalho é o de avaliar como a popularidade e a superexposição dos Chief Executive Officers (CEOs) relacionam-se com a performance das companhias brasileiras do IBOVESPA, dirigidas por esses profissionais no período 2013-2017. Trata-se da releitura para o mercado brasileiro do estudo de MALMENDIER e TATE (2009), em que se analisaram os efeitos de grande popularidade dos CEOs norte-americanos, conhecidos como superstars, além de verificar como a performance financeira de suas empresas é impactada após períodos de grande exposição midiática destes profissionais. O objetivo da releitura para o mercado brasileiro é o de avaliar como a exposição destes executivos se compara ao desempenho das empresas por eles lideradas e entender se os estudos brasileiros contrapõem, em alguma medida, as conclusões obtidas no caso norte-americano, inclusive quando avaliados os aspectos de remuneração destes profissionais e sua correlação com os indicadores de popularidade dos mesmos. As conclusões obtidas no estudo atestam que ocorreu, de fato, o incremento de popularidade dos CEOs de companhias do IBOVESPA no período de análise e explica o surgimento do CEO-celebridade. O estudo apresenta também informações qualitativas quanto ao perfil dos CEOs das companhias do IBOVESPA no período avaliado. Adicionalmente, os resultados econômico-financeiros apresentados por essas mesmas companhias, no período de avaliação, tenderam a correlacionarem-se ao incremento de popularidade dos CEOs em alguns momentos e para determinados indicadores de performance; contudo, a remuneração destes mesmos executivos correlacionou-se com o incremento de popularidade dos mesmos de forma irrestrita.


Descrição
Área do Conhecimento