A representação social do blockchain no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2018-12-12
Orientador(res)
Joia, Luiz Antonio
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Objetivo: Este estudo pretende entender e construir a representação social do blockchain sob o olhar dos profissionais brasileiros. Para tal, busca desenvolver análise comparativa entre o resultado encontrado e a literatura existente sobre o assunto, de maneira a detectar divergências entre eles. Metodologia: A metodologia deste trabalho baseia-se nos princípios da pesquisa qualitativa e quantitativa. Assim, aplicou-se questionário online, disponibilizado por meio da plataforma Limesurvey, para o teste de evocação de palavras, além de questionário complementar com perguntas abertas e fechadas. As respostas obtidas no teste de evocação foram analisadas, com auxílio de softwares, usando-se para se encontrar o Núcleo Central e Sistema Periférico, valor simbólico (valores inegociáveis), poder associativo (capacidade de associação com outros elementos), relevância (frequência), fator qualitativo e coocorrência. Utilizou-se, também, para perguntas abertas, a análise lexical e de conteúdo. Resultados: Percebeu-se dissonância entre a literatura pesquisada e a percepção dos especialistas brasileiros sobre blockchain. Há lacunas importantes em relação a algumas características chaves da tecnologia as quais podem resultar em prejuízos para a utilização em larga escala dessa tecnologia. Limitações: As principais limitações deste trabalho estão concentradas no possível enviesamento na categorização semântica dos dados coletados, em decorrência da mesma ter sido realizada pela pesquisadora. Além disso, apesar da amostra se apresentar adequada à elaboração desta pesquisa, houve grande concentração de respondentes na Região Sudeste do país, o que limita a generalização dos resultados a outras regiões brasileiras. Aplicabilidade do trabalho: Do ponto de vista acadêmico, evidenciou-se a utilização de diferentes metodologias para fornecer robustez e confiabilidade à pesquisa, assim como, a utilização da Teoria das Representações Sociais oriunda do campo da Psicologia para aprofundamento do tema. Do ponto de vista gerencial, oportunizou-se uma maior discussão acerca do tema blockchain levantou-se os gaps de conhecimento que precisam ser rapidamente sanados para garantir aos profissionais brasileiros alinhamento com as tendências globais de inovação.


Descrição