Sustentabilidade socioambiental em PMEs: pesquisa-ação em uma jornada de preparação para certificação como Empresa B

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-08-31
Orientador(res)
Wood Junior, Thomaz
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

As pequenas e médias empresas (PMEs) enfrentam vários desafios para se tornar sustentáveis na dimensão socioambiental, pois têm capacidades e recursos limitados, falta de consciência, conhecimento e experiência em sustentabilidade. Este estudo aborda a jornada de preparação para certificação como Empresa B de uma empresa de pequeno porte, que não nasceu sustentável. As Empresas B são organizações privadas que visam gerar impactos socioambientais positivos com seus negócios. O objetivo do trabalho foi apoiar essa jornada, utilizando o estado da arte do conhecimento sobre organizações híbridas e Empresas B, e extraindo desse processo lições valiosas para outras organizações. Com isso, o trabalho situase no campo da transformação de negócios para a sustentabilidade. A abordagem de pesquisa, para atender ao objetivo proposto, foi a pesquisa-ação, e a seguinte pergunta de pesquisa norteou o estudo de campo: como implementar medidas que ajudem a melhorar os indicadores socioambientais em uma pequena empresa? O estudo apresentou as seguintes conclusões: i) a jornada de preparação para a certificação como Empresa B pode melhorar os indicadores socioambientais da empresa, através da utilização da avaliação de impacto B (BIA) como ferramenta para orientar as mudanças necessárias, avaliação do modelo de negócio para incluir impacto socioambiental, e trabalho educacional sobre sustentabilidade com os líderes; ii) a formalização da governança corporativa, e de mecanismos que alinhem os objetivos socioambientais à estratégia da empresa, são relevantes para torná-los centrais ao negócio; iii) a identificação de oportunidades decorrentes da implementação de práticas sustentáveis pode ser uma alavanca para a sustentabilidade. O estudo apresentou como principais contribuições para a teoria: ampliou o entendimento sobre a jornada rumo a práticas sustentáveis de uma pequena empresa com perfil tradicional; indicou o papel crítico que a governança corporativa pode desempenhar, apontando o porquê e sua importância para tornar a agenda da sustentabilidade central na empresa. As principais contribuições para a prática foram: possibilitou a estruturação de um framework para orientar PMEs sobre como superar limitações e barreiras à implementação de práticas sustentáveis; apontou a relevância da sustentabilidade ser considerada estratégica, e alinhada com ações, metas e a governança para a jornada.


Descrição
Área do Conhecimento