Respostas comportamentais frente à mudança organizacional: a influência da qualidade da relação líder-membro e a percepção de suporte organizacional

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022-05-31
Orientador(res)
Gomes, Ricardo Corrêa
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

A pesquisa sobre mudança organizacional no setor público ainda é esparsa quando comparada à vasta literatura no setor privado. Uma particular escassez é apontada sobre pesquisas que avaliem fatores e condições que influenciam comportamentos de resposta dos funcionários frente às mudanças organizacionais. Aplicando o método de Pagani et al. (2015), desenvolvese uma revisão sistemática da literatura que revela a tendência de crescimento dos estudos sobre o tema, ainda que exista uma importante lacuna na literatura. Com o objetivo de investigar possíveis desdobramentos da qualidade da relação líder-membro e da percepção de suporte organizacional em relação às respostas comportamentais frente à mudança organizacional aplica-se uma pesquisa eletrônica em um órgão da Administração Pública Federal brasileira. A mudança abordada é a implementação para todas as unidades da instituição de programa de gestão, no qual substitui-se o controle de frequência pelo controle de resultados. O questionário da pesquisa é composto por quatro blocos, o primeiro dedicado ao perfil dos respondentes, o segundo à avaliação da qualidade da relação líder-membro, o terceiro à percepção de suporte organizacional e o quarto para avaliação de respostas de apoio e/ou resistência à mudança. Todas as escalas utilizadas foram previamente validadas ao contexto brasileiro. Para a análise dos resultados criaram-se índices que sintetizam cada escala. Além disso, realizaram-se testes de igualdade de médias, correlação entre os índices, análise de proporções e regressão logística. Os resultados confirmaram as hipóteses de associação positiva e estatisticamente relevante entre a percepção de suporte organizacional e a qualidade da relação líder-membro como influenciadores dos comportamentos de apoio à mudança, tais achados são consistentes com pesquisas anteriores. Adicionalmente, a pesquisa revela que indivíduos que percebem seu relacionamento com a chefia imediata como sendo de alta qualidade possuem quase seis vezes mais chances de possuírem uma alta percepção de suporte organizacional. Outro achado da pesquisa está relacionado à variável de perfil dos respondentes. Os resultados indicaram que indivíduos mais jovens, com faixa etária entre 18 e 34 anos, possuem quase quatro vezes mais chances de expressar um alto apoio à mudança organizacional.


Descrição