A Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo: diagnóstico sobre retenção de alunos e gestão das atividades

Data
2018-11-29
Orientador(res)
Couto, Cláudio Gonçalves
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este trabalho teve o objetivo de analisar, por meio de um estudo de caso, os índices de comparecimento de inscritos nas atividades da Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo, e propor estratégias que permitissem o adensamento da frequência de alunos, bem como indicar possíveis ações no sentido de estruturar e perenizar a atuação da Escola visando sua sustentabilidade no longo prazo, independentemente de cada gestão específica. O trabalho consiste de uma introdução sobre o contexto de surgimento de escolas de governo, passando então para a apresentação da Escola do Parlamento, desde sua criação, contemplando também sua gestão e atividades atuais. Em seguida, são apresentados os benchmarks com outras instituições semelhantes, quais sejam o Instituto Legislativo Paulista (ILP), da Assembleia Legislativa de São Paulo, e o Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), do Senado Federal. Em ambas as etapas foram utilizadas entrevistas estruturadas e semiestruturadas, junto com a análise de marcos regulatórios pertinentes e de bibliografia sobre o tema, como principais ferramentas de análise. O diagnóstico do problema apresentado é feito com base na jornada do aluno entre a inscrição e o comparecimento à atividade, análise quantitativa do banco de dados fornecido pela Escola, contendo informações sobre as atividades e as inscrições, e é analisada também uma pesquisa online feita com os participantes das atividades. Por fim, são listadas ações a serem implementadas para alcançar os objetivos traçados no início do trabalho com base, principalmente, na teoria da Economia Comportamental.


Descrição
Área do Conhecimento