Proposta do framework visão periférica estendida para a geração de ideias e inovações em empresas de serviços de tecnologia da informação a partir de sinais externos

Data
2016-12-20
Orientador(res)
Di Serio, Luiz Carlos
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Esta tese examina o mecanismo de aquisição e interpretação pelas empresas, de sinais gerados no mercado, e que estimulam inovação, a partir da aplicação do marco analítico (“framework”) conceitual Visão Periférica Estendida (VPE). Este framework conceitual representa a capacidade que a empresa possui de monitorar seu ambiente externo, adquirir informações e convertê-las em ideias e inovações. Como proposição, argumenta-se que os elementos que integram o framework impactam na geração de ideias e na implantação de inovações. Adotou-se a metodologia qualitativa com entrevistas com executivos chave em doze empresas de serviços de Tecnologia de Informação. Foram encontradas evidências que suportam o framework VPE proposto como mecanismo de geração de ideias e inovações a partir de sinais externos. A empresa que gerou mais inovações foi também a mais aderente ao framework. A validade externa do modelo foi realizada comparando-se os resultados obtidos com dados secundários públicos de relatórios sobre inovações como resultado, elaborados por empresas de consultoria. As fases propostas no framework foram confirmadas mediante depoimentos dos executivos. Destacaram-se três conjuntos de achados: 1) capacidades, 2) práticas e 3) tendências; 1) As capacidades habilitadoras da inovação subdivididas em: liderança, comportamental, mercado, ressignificação, “glocal”, e engenharia; 2) As práticas percebidas para a geração de ideias e inovações categorizadas em temas: busca de padrões, procedimentos, ampliação do escopo de análise com o cliente, e análise do mercado; 3) As tendências monitoradas pelas empresas: tecnologia, modelos de negócios e sociais- demográficas. As inovações como resultado constatadas foram: processo, produto, modelos de negócios, organizacional, estrutural e marketing. Este trabalho contribui com a prática gerencial propondo um framework conceitual para a geração de ideias e inovações a partir de sinais externos à empresa. Ainda, apresenta uma série de práticas e capacidades que líderes de empresas podem se apropriar e replicar em suas realidades. Do ponto de vista acadêmico, contribui com uma literatura atualizada a respeito do tema da inovação vinda de fora da empresa, de forma integrada em seus elementos constituintes.


Descrição
Área do Conhecimento