Dívidas locais ou internacionais: quais fatores impactam na diferença entre spreads?

Data
2023-08
Orientador(res)
Fernandes, Marcelo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O objetivo deste estudo é identificar fatores motivadores para a existência da diferença de spreads entre títulos de dívidas corporativas nos mercados interno e externo de companhias brasileiras, considerando o mesmo risco emissor. A análise contém o total de 555 títulos de dívidas, dos quais 392 debêntures e 163 bonds, correspondentes a 39 companhias, emitidos entre janeiro de 2011 e dezembro de 2022. A análise é feita a partir de um modelo Heckit de Heckman (1979) em duas etapas. Na primeira etapa, utiliza-se o modelo probit em duas equações de seleção para controlar o viés de seleção do mercado de emissão do título da dívida e a presença de garantias atreladas na emissão. A primeira equação verifica que as empresas que buscam maiores volumes e prazos mais alongados continuam buscando o financiamento no exterior. A segunda equação mostra que as companhias com classificação grau de investimento tendem a não oferecer garantias aos credores, por serem companhias consolidadas e possuírem baixo risco de crédito. A segunda etapa corresponde à equação estrutural que estima a relação entre o spread e as variáveis independentes, cujo modelo deste estudo é uma regressão em painel com efeitos fixos. Adiciona-se ao modelo as variáveis de correção de viés de seleção encontradas nas equações de seleção, denominadas pela Razão Inversa de Mills (RIM). Os resultados mostram que bonds remuneram entre 36 e 44 bps a mais que as debêntures e que os principais fatores são o rating e a classificação de debêntures incentivada. As variáveis RIM também se mostram estatisticamente significantes. As variáveis de risco-país e presença de cláusula de resgate antecipado possuem significância em alguns dos cenários de efeitos fixos testados. As variáveis de longo prazo e volume da emissão não mostram relevância neste modelo.


Descrição
Área do Conhecimento