Memórias ocultas: experiências de mulheres canavieiras em Guariba (1975-1985)

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2019-08-09
Orientador(res)
Maia, João Marcelo Ehlert
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este trabalho procura analisar a experiência de migrantes de origem rural para Guariba, no interior de São Paulo, entre 1975, ano em que foi instituído o Programa Nacional do Álcool, e 1985, ano de refundação do sindicato local, após as mobilizações iniciadas em 1984. As principais questões que moveram essa pesquisa foram: 1) de que maneira a transição do trabalho rural de base familiar para o assalariamento temporário individual e a migração para a cidade impactaram nas relações de gênero e na estrutura familiar de trabalhadores rurais?; 2) quais os diálogos entre os conflitos públicos empreendidos pelos cortadores de cana e os enfrentamentos vivenciados pelas mulheres na família e nos espaços de convivência?; 3) de que maneira as mobilizações camponesas do início da década de 1960 e o uso da Justiça do Trabalho influenciou a eclosão do movimento de 1984, em Guariba? Privilegiei, assim, a experiência de mulheres que transitaram de diversas formas de trabalho rural familiar para o trabalho no corte de cana, como forma de compreender as articulações entre os espaços da família, do trabalho e do cotidiano, além de tentar contribuir com a própria documentação dessas trajetórias, que são marginais na literatura sobre o tema.


Descrição
Área do Conhecimento