OCDE e agricultura: meio ambiente e mudança climática

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021-11
Orientador(res)
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O setor agrícola é o maior emissor de metano e óxido nitroso, e é uma fonte massiva de emissões de CO2 a partir do uso da terra na produção agrícola e mudanças no uso da terra, devido à devastação de sumidouros de CO2 (principalmente florestas) para o desenvolvimento de atividades agrícolas. As emissões diretas e indiretas da agricultura associadas com os usos da terra são contadas sob o setor de agricultura, florestamento, e outros usos da terra (AFOLU). OS esforços globais para conter as mudanças climáticas concentram-se em setores geradores de emissões de dióxido de carbono (CO2). O CO2 é o maior contribuidor para o aquecimento global, porém o metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), os gases de efeito estufa nãoCO2 emitidos diretamente pelo setor agrícola através da produção agrícola e pecuária, são grandes contribuidores para o aumento das concentrações totais de gases de efeito estufa na atmosfera e para as mudanças climáticas. Por possuir um setor agrícola pujante, o Brasil é um emissor de gases de efeito estufa da agricultura e, apesar de ter avançado em alguns aspectos legais e regulatórios, ainda tem um longo caminho a percorrer nas áreas de implementação e fiscalização para cumprir com as metas de emissões, diretrizes e recomendações da OCDE.


Descrição
Área do Conhecimento