Privatização do Banerj: genialidade ou ingenuidade?

Data
1996-06-13
Orientador(res)
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O artigo aborda a privatização dos bancos estaduais como um jogo não cooperativo, no qual a existência de um coordenador externo pode elevar o bem-estar de todos. Passados nove anos e dois meses desde que este artigo foi escrito, pode-se dizer que, ainda que no final do segundo tempo do jogo, o chefe de torcida FHC fez parte razoável do que era necessário fazer, ainda que a solução do problema do Banespa tenha demorado mais do que o que seria razoável. De qualquer forma, ponto para o ex-governador Marcelo Alencar, que puxou a fila das privatizações dos bancos estaduais.


Descrição
Palavras-chave

Área do Conhecimento