Usos e apropriações dos patrimônios histórico-culturais urbanos: o caso do Campo de Santana (RJ)

Data
2021-03-25
Orientador(res)
Oliveira, Lúcia Lippi
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este relatório técnico discorre sobre o processo de concepção e curadoria de uma exibição iconográfica e fotográfica sobre o Campo de Santana, parque urbano localizado na cidade do Rio de Janeiro e, desde 2015, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) por seu valor histórico, artístico e paisagístico. Partindo de um breve retrospecto dos principais acontecimentos e lutas que tiveram o Campo de Santana como palco, bem como de um diagnóstico sobre o atual estado do parque (percebido como um local inseguro e negligenciado pelo poder público), apresenta-se a proposta da exposição, pensada com intuito de fomentar a reinserção do parque nas coordenadas de pertencimento não apenas do contingente de transeuntes que se apropria do local diariamente, como também das narrativas turísticas sobre a cidade do Rio de Janeiro. Este Relatório Técnico é fruto de uma pesquisa aplicada, de viés qualitativo e que abrangeu majoritariamente o ano de 2020; seu caráter exploratório-propositivo, por sua vez, nasce a partir de uma investigação eminentemente bibliográfica, na qual os acervos iconográficos e fotográficos (sobretudo os disponíveis nas redes sociais online) desempenharam um papel crucial.


Descrição