Acesso a antineoplásicos na saúde suplementar no estado de São Paulo: concepções de prescritores e gestores de operadoras de saúde

Data
2020-04
Orientador(res)
Vecina Neto, Gonzalo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O objeto de pesquisa desse estudo foi delimitado como a realidade do acesso a novos medicamentos oncológicos vivenciados por prescritores e operadoras de saúde no estado de São Paulo. O estado foi escolhido por representar em todas suas características a realidade brasileira da saúde suplementar. O objetivo geral determinado para esse estudo foi evidenciar a visão dos prescritores e gestores de operadoras de saúde sobre o papel das agências brasileiras na incorporação de novos medicamentos antineoplásicos, com foco principal no Rol da ANS. O desenho metodológico dessa pesquisa insere-se na pesquisa em saúde, mais particularmente sobre o escopo da pesquisa qualitativa e foi delineada como pesquisa exploratória em profundidade. Foram realizadas 15 entrevistas com médicos e 15 entrevistas com gestores da saúde suplementar. Elas foram gravadas, trancritas e analisadas por meio da Análise de Conteúdo. Os resultados dessa pesquisa abordaram o papel das agências reguladoras na incorporação de novos medicamentos oncológicos; as relações entre os médicos prescritores e as operadoras de saúde; a cooperação entre a indústria farmacêutica e as operadoras de saúde na incorporação de novas drogas; e as novas modalidades de pagamento na incorporação de novas drogas.


Descrição
Área do Conhecimento