Impacto da pandemia da COVID-19 na continuidade operacional das companhias listadas na B3

Data
2020-12
Orientador(res)
Cardoso, Ricardo Lopes
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

A pandemia da COVID-19 foi e continua sendo algo que gera muita insegurança na saúde da população em geral, além de causar incertezas no âmbito corporativo, uma vez que uma das melhores formas de conter a transmissão é o distanciamento social, até que uma vacina eficaz esteja disponível para imunizar a população. Desse modo, as empresas tiveram que atuar em um cenário de insegurança, o que exigia constantes avaliações pautadas por julgamento profissional, nos aspectos econômico, financeiro, tributário e jurídico, e seus reflexos contábeis. Essas avaliações foram feitas, em sua maioria, para tentar garantir que as operações dessas empresas continuassem em funcionamento, mitigando assim o máximo dos impactos advindos da crise que se espalhou rapidamente pelo mundo todo, afetando todos os setores, em níveis de gravidade distintos. Em dezembro de 2020, o Brasil estava posicionado entre os três países do mundo com o maior número de mortes, com base nos dados da Organização Mundial da Saúde. Diante desse contexto, a presente pesquisa sugere um tema relevante e atual, com o principal objetivo de analisar o impacto da COVID-19 na avaliação da continuidade operacional das companhias listadas na B3, exceto os seguintes setores econômicos: financeiro e de utilidade pública, pois são submetidos à regulação prudencial exercida pelas respectivas agências reguladoras. Os períodos contemplados foram 2018, 2019, primeiro e segundo trimestres de 2020, haja vista que o pressuposto de continuidade operacional é avaliado e revisado a partir de fatores internos e externos em um futuro previsível de aproximadamente 12 meses (CFC, 2010). A abordagem foi feita por análise qualitativa, realizada por meio de leitura, observação e interpretação dos relatórios disponibilizados no portal da B3 pelas empresas selecionadas. Atualmente, os resultados alcançados demonstraram que a pandemia da COVID-19 não impactou significativamente na continuidade operacional das empresas, embora ela tenha contribuído para agravar alguns casos analisados de empresas que já apresentavam indícios relacionados. As principais limitações identificadas estão relacionadas ao escopo das empresas e ao período considerado crítico da COVID-19, levando-se em conta o prazo para a finalização do estudo. Diante disso, as próximas pesquisas podem ampliar esses aspectos, obtendo, inclusive, outros resultados ou resultados complementares. E o valor agregado está relacionado às áreas contábeis e afins, pois abordam questões que envolvem julgamento profissional em um ambiente de muitas incertezas e relativamente novo para todos os envolvidos, o qual precisa ser suportado pelo conhecimento do negócio, pelas normas, pela capacidade de fazer análises prospectivas e pela própria literatura.


Descrição
Área do Conhecimento