Desastres naturais e política no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-07-31
Orientador(res)
Oliveira, José Antônio Puppim de
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

A nova realidade climática trará novos desafios para os regimes políticos, como novos conflitos econômicos e políticos, que serão enfrentados com novas capacidades de ação política e novos instrumentos de políticas públicas. Governos nacionais e locais vêm se adaptando nas últimas décadas, conforme suas capacidades burocráticas e políticas. O objetivo desta pesquisa é analisar como sistemas políticos democráticos garantem a evolução permanente de resiliência urbana para gestão de desastres naturais. O Brasil foi escolhido como objeto de estudo por ser um país do Sul Global, com elevada desigualdade socioeconômica e regional, e sofre com diversos tipos de desastres naturais em seu território. Especificamente, a pesquisa lança o olhar sobre três dinâmicas locais específicas da relação entre desastres naturais e política. No Artigo 1, a investigação se concentra em observar como as cidades brasileiras conseguem se adaptar aos desastres naturais e evoluir na resiliência urbana. Os resultados revelam que cidades brasileiras de diferentes portes conseguem se adaptar às adversidades climáticas, evoluir e aprender com o processo de fortalecimento da resiliência urbana. No Artigo 2, a pesquisa busca compreender se o fortalecimento institucional dos municípios resulta em menor impacto dos desastres naturais, utilizando eventos ocorridos entre 2013 e 2016. Os resultados revelam que o fortalecimento institucional em planejamento urbano e capacidade de gestão de desastres reduzem significativamente o impacto dos desastres naturais, sobretudo em anos eleitorais. Já no Artigo 3, a pesquisa busca investigar se o impacto de desastres naturais influencia na probabilidade de reeleição de candidatos incumbentes nas eleições municipais de 2016. A hipótese central é que os desastres naturais ocorridos. Os resultados revelam que a ocorrência de desastres naturais influencia negativamente na probabilidade de reeleição de prefeitos quando ocorrem fora do ano eleitoral e positivamente quando impactam a cidade em ano eleitoral . Portanto, os três artigos da tese em conjunto permitem elucidar como existe uma dinâmica de base local que responsabiliza gestores públicos e impulsiona o desenvolvimento institucional e a evolução da resiliência urbana nos municípios brasileiros.


Descrição
Área do Conhecimento