Desenvolvimento sustentável e gestão socioambiental empresarial: uma abordagem crítica sobre as concepções, políticas e práticas de sustentabilidade no mundo corporativo

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016-11-30
Orientador(res)
Barros, Amon Narciso de
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O objetivo da presente tese é analisar, de forma crítica, a relação entre as concepções e políticas que fundamentam as estratégias e as práticas de Desenvolvimento Sustentável e de Gestão Socioambiental Empresarial. Discussões sobre a atuação das empresas na sociedade ocupam grande parte da agenda de debate público, principalmente quanto à sua capacidade de conce-ber diretrizes que contribuam para um crescimento econômico capaz de equilibrar o desenvolvimento econômico, ambiental e social. A literatura divide-se em duas vertentes. A primeira, que pode ser chamada de dominante ou mainstream, tem por base os estudos no campo de gestão de operações e aposta na capacidade das empresas de prover soluções para problemas referentes ao Desenvolvimento Sustentável. Essa corrente de conhecimento assume como princípio que há uma dinâmica progressiva de evolução da Gestão Socioambiental Empresarial, e que quanto maior o estágio de desenvolvimento das empresas, maior seria o enraizamento da sustentabilidade em seu interior. Dessa forma, esse pensamento propõe uma série de etapas a serem percorridas pelas empresas para que estas alcancem um nível de excelência. Nota-se que essa literatura é de natureza normativa e técnica, e não aborda conflitos e contradições nessa trajetória. A segunda literatura é de natureza crítica, tem base em estudos organizacionais e aponta a existência de paradoxos, contradições e conflitos entre os stakeholders, suas posições e necessidades envolvidas, indicando que a discussão sobre Desenvolvimento Sustentável e Gestão Socioambiental Empresarial não pode ser elaborada sem levar em conta essas divergências e a necessidade de escolhas. Também se identificou que o Desenvolvimento Sustentável não se restringe à garantia dos recursos naturais, mas inclui a necessidade de distribuição mais equânime do acesso aos recursos e possibilidades de participação social. A pesquisa consiste na identificação dos conteúdos que o pensamento normativo não aborda, e que podem ser considerados lacunas nas reflexões sobre o Desenvolvimento Sustentável e a Gestão Socioambiental Empresarial. Tais conteúdos foram sistematizados em categorias e analisados por meio de entrevistas em profundidade, utilizando-se o método do estudo exploratório. Como resultado, destaca-se que o driver da sustentabilidade é a busca por desempenho econômico, sendo que aspectos ambientais e sociais podem ser considerados subitens desse tópico. No âmbito da sustentabilidade, as relações entre empresa e sociedade são mol-dadas pelo mercado, sendo que as empresas têm ascendência na dinâmica da vida social. Por fim, considerando que o modo de produção contemporâneo se organiza em redes de supri-mento, muitas vezes “coordenadas” pelas corporações, quanto maior o tamanho da empresa, maior sua capacidade de arbítrio, seja em relação às comunidades do entorno, seja em relação aos fornecedores ou até mesmo ao Estado.


Descrição
Área do Conhecimento