Síndrome de John Wayne: o gestor, o discurso e a crise

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2003-10-20
Orientador(res)
Blikstein, Izidoro
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Apresentar os elementos constitutivos essenciais e descrever as dinâmicas interativas básicas constituintes da 'Síndrome de John Wayne' - SJW- são os objetivos primários deste trabalho. A SJW é um estilo de gestão e perfil de gestor marcados por uma concepção de sucesso que cega o indivíduo para as peculiaridades dos períodos de crises organizacionais. Baseando-se em fórmulas e procedimentos que lhe garantiram o sucesso em tempos de bonança, o portador da SJW nas crises desenvolve ações cujas conseqüências, em geral, agravam ainda mais esse período de exceção. Por outro lado, a pesquisa pretende também demonstrar que a SJW é atributo individual não só tolerado, como desejado pelas companhias em tempos de bonança, pois está em harmonia com formas organizacionais de um tecido social que enfatiza a projeção pessoal, sob os auspícios da fama e da celebridade, como sinônimo de sucesso. Assim, a SJW evoca o desejo desse gestor de ser um herói. Ele almeja ser um herói nos moldes do ideal heróico 'épico', mas o século XXI flerta com a celebridade, sendo o ato heróico celebrado um dos recursos pará atingir essa condição


Descrição
Área do Conhecimento