Estratégia de gestão climática: um estudo de caso na indústria de ferro e aço brasileira

Data
2022-03-29
Orientador(res)
Monzoni, Mario
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

As mudanças climáticas configuram como um dos maiores desafios da sociedade atual. As indústrias, especialmente aquelas energo intensivas, têm sido desafiadas a definirem rotas de descarbonização alinhadas aos compromissos assumidos nos acordos internacionais e ao mesmo tempo manterem-se competitivas. Este estudo buscou compreender como uma indústria de ferro e aço brasileira foi motivada a definir sua estratégia de gestão das mudanças climáticas sob a ótica da teoria de homogeneização das organizações. Conhecida como isomorfismo institucional, essa teoria avalia os fatores motivadores relacionados a mecanismos coercitivos, miméticos e normativos. Uma revisão sobre a situação atual da siderurgia mundial e brasileira em relação aos desafios dos impactos da mudança climática foi conduzida. Por meio de entrevistas realizadas com diversos líderes da organização e de uma análise de documentos públicos, foi possível identificar os fatores que incentivaram a empresa deste estudo de caso ao seu direcionamento na redução das emissões de gases de efeito estufa e analisar os resultados obtidos em comparação as lentes teóricas escolhidas para esse trabalho. Investidores exerceram papel relevante, segundo a visão do mecanismo coercitivo. Outras empresas foram referência de quais estratégias deveriam ser seguidas ou evitadas, de acordo com o motivador mimético. A visão normativa evidenciou que o conhecimento adquirido pelo CEO e conselho de administração sobre o assunto foi essencial para a definição de ferramentas que desdobraram a estratégia de gestão das mudanças climáticas na organização. Um “fator cultural” não previsto na teoria do isomorfismo institucional foi evidenciado nas entrevistas e analisado nas considerações deste trabalho. A identificação de como a organização analisada no estudo de caso redirecionou sua estratégia para incluir os impactos das mudanças climáticas, evidenciou quais atores e mecanismos foram preponderantes. A partir das conclusões desta pesquisa é possível indicar oportunidades para aceleração do processo de descarbonização do setor siderúrgico brasileiro.


Descrição
Área do Conhecimento