Diversity climate and employee voice: models of mediation of affective commitment and moderation of supervisor’s organizational embodiment

Data
2020
Orientador(res)
Story, Joana Sabrina Pereira
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

O fenômeno da diversidade e inclusão nas organizações tem sido amplamente estudado e se tornou um caso de negócios para as empresas, porém nos perguntamos se as pessoas realmente se expressam. A voz dos funcionários é usada para medir comportamentos de voz nas organizações. Neste caso, a voz é um proxy para inclusão. Além disso, o clima de diversidade pode denotar se uma organização é percebida pelos funcionários como amigável à diversidade. Este estudo investigou a relação entre o clima de diversidade, a voz dos funcionários e as condições que o explicam ou intensificam esse relacionamento. Especificamente, se o compromisso afetivo medeia a relação, e se a personificação organizacional do supervisor a modera. Os dados foram coletados por meio de questionários validados de 151 participantes que trabalham em uma organização multinacional. A análise dos dados foi realizada utilizando-se Modelagem de Equações Estruturais (SEM) no PROCESS para SPSS. São poucos estudos que conectam o clima de diversidade à voz dos funcionários, especialmente quando se trata de explicar como essa relação acontece, por isso esta pesquisa apresenta como contribuição para as literaturas de diversidade e voz, propondo testar tanto uma mediação quanto uma moderação. Além disso, o Brasil é um contexto importante por causa de sua diversidade em termos populacionais. Sobretudo, a hipótese é que um clima de diversidade nas organizações intensificaria a voz dos funcionários, o que poderia promover a inclusão de grupos sub-representados. Por isso, as contribuições práticas visam ajudar na construção para um local de trabalho, gestão e organizações mais inclusivas.


Descrição
Área do Conhecimento