Personalidade e viés do valor presente: um experimento em Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC’s)

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022-07-04
Orientador(res)
Tabak, Benjamin Miranda
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo

Este artigo (i) relata a preferência temporal dos participantes dos planos administrados por Entidades Fechadas de Previdência Complementar, (ii) aplica o modelo de desconto hiperbólico em relação aos benefícios privados complementares. A identificação de grupos de risco com tendências de resgate aos planos de previdência complementar ajudará na definição de estratégias para melhorar a conscientização e a manutenção dos recursos dentro dos fundos de pensão. Este estudo também investiga o papel dos traços de personalidade na tomada de decisão sobre os resgates em planos de previdência complementar. A primeira regressão que rodamos foi sobre as relações entre personalidade e resgatar ou não resgatar o benefício de sua previdência privada no momento de sua autorização. Os resultados mostram que a escolha do benefício mensal se correlaciona negativamente com o desconto associado a cada participante. O desconto hiperbólico associado também se correlaciona com a renda. De forma positiva para os que recebem até 1,5 salários-mínimos e de forma negativa para quem recebe entre 6 e 10 salários. Posteriormente verificamos o impacto potencial de informações não observadas não capturadas pela taxa de desconto hiperbólico em nossa estimativa anterior. Os resultados relatados sugerem que nossos principais achados sobre personalidade são robustos com sinais consistentes para os coeficientes significativos. A Conscienciosidade, a Abertura a Experimentar e o Neuroticismo estão significativamente associadas ao não recebimento do benefício mensalmente, o que significa que pessoas com este tipo de perfil tendem a solicitar o resgate de seus recursos no momento de sua autorização. Observamos também que as pessoas com menor aversão ao risco também tende a resgatar os recursos acumulados na sua previdência privada. Também obtiveram significância estatística relevante a taxa de desconto hiperbólico de cada participante e o conhecimento em finanças. Nosso estudo enriquece a literatura recente sobre o papel dos traços pessoais no comportamento econômico dos indivíduos e fornece evidências para indivíduos e formuladores de políticas sobre como as diferenças de personalidade individual podem afetar as decisões de poupança previdenciária.


Descrição
Área do Conhecimento